Blog do PVC

O terrível desempenho do Palmeiras como mandante no Allianz Parque

PVC

Você lerá na Folha de S. Paulo de hoje, coluna assinada por este blogueiro, que o Palmeiras perdeu nove vezes desde a inauguração do Allianz Parque. Correção: foram dez. São 41 jogos, um amistoso, outro com mando do Audax. Em jogos oficiais em casa, 22 vitórias, 7 empates e 10 derrotas. Na conta publicada no jornal, uma inversão de um empate por uma derrota. Com os dois jogos a mais, o amistoso e o mando do Audax, 24 vitórias, 7 empates e 10 derrotas.

Em todos os casos, o Palmeiras quatro a cada dez partidas que realiza no seu novo estádio.

É grave.

E mais grave é o diagnóstico. Gabriel Jesus definiu: ''A Ferroviária veio com proposta de posse de bola e não conseguimos marcá-los.''

Ops… Mas em casa, não seria o Palmeiras o time a ter a posse de bola? A velha Academia não tinha como estilo primordial o toque de bola.

Mesmo que a lógica atual seja o contra-ataque — e não deveria ser — o Palmeiras não tem a bola e nem contra-ataca. Daí os números péssimos. Dez derrotas em 41 jogos. O Corinthians perdeu quatro vezes em 57 partidas dentro do seu novo estádio.