Topo

Histórico

Categorias

A receita do Atlético Paranaense para atropelar o Cruzeiro

PVC

11/07/2016 23h09

Há uma história contada pela assessoria de imprensa do Atlético Paranaense e publicada neste blog na sexta-feira que ilustra todo o futebol brasileiro. Todas as vezes neste ano em que o Furacão teve uma semana inteira para treinar, o jogo seguinte foi vitória. Aconteceu de novo. Semana cheia de treinos com Paulo Autuori e a segunda-feira mostrou um atropelamento do Atlético sobre o Cruzeiro.

Desde 2009, o Atlético Paranaense não vencia o Cruzeiro no Mineirão. Houve um empate na Arena do Jacaré e três vitórias no novo estádio antes de André Lima fazer o serviço da segunda-feira à noite.

Diferente do Atlético, o Cruzeiro não teve semana cheia de treinos. Viajou para Salvador e enfrentou o Vitória pela Copa do Brasil. Venceu. O Atlético Paranaense brilhou pelas alterações de Paulo Autuori, um fracasso em sua passagem pelo Cruzeiro em 2007, pelos gols de André Lima, pelas boas jogadas de Nikão, Pablo e Marcos Guilherme.

Está em quarto lugar, acima do Flamengo. Enquanto o Cruzeiro tem o mesmo número de pontos do Figueirense, que abre a zona de rebaixamento.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC