Blog do PVC

Esclarecimentos sobre a coluna da Folha, desta segunda

PVC

Diferente do que escrevi na coluna desta segunda-feira, na Folha de S. Paulo,  Cuca não considerou Mayke o culpado da falha de marcação na jogada do primeiro gol do Cruzeiro, no Mineirão. Mayke saiu com um incômodo e, por causa dele, não pôde voltar para o segundo tempo, substituído por Keno.

A percepção da comissão técnica é de que o gol foi causado por uma sucessão de problemas. Nenhum culpado individualmente.

A coluna tratou também dos treze pontos que agora separam o Palmeiras do Corinthians, líder do Brasileirão. Na história do campeonato por pontos corridos, o máximo de pontos virado por um campeão foi doze. Só o Flamengo conseguiu isto, em 2009. Quando se usa o termo fracasso, não há referência ao Palmeiras, mas ao número. Treze pontos no passado significavam sorte, ganhar na loteria. No Brasileirão por pontos corridos, treze pontos tem significado fracasso. Não se consegue superar esta diferença.

Claro que o Palmeiras pode desmentir esta história recente.