Blog do PVC

Por que o Botafogo pode chegar à final da Libertadores

PVC

O Botafogo deu blitz e, em cinco minutos, resolveu o jogo contra o Nacional. Depois, teve jogo tenso, que terminou com expulsão de Victor Luís, desfalque importante para as quartas-de-final contra o Grêmio. O time de Jair Ventura teve recorde de Rodrigo Pimpão, agora goleador alvinegro na Libertadores empatado com Jairzinho e Dirceu. E seguiu sua maneira de atuar, com marcação forte e precisão nos passes ao recuperar a bola.

Só o Estudiantes de 2009 foi campeão vindo das fases preliminares, mas o torneio das grandes surpresas permite imaginar que o Botafogo chegue à conquista. Não, não se diz aqui que o Botafogo seja favorito. O Grêmio é mais forte nas quartas-de-final.

Mas lembre-se das últimas edições do torneio continental. Ninguém imaginava uma decisão entre Atlético Nacional e Independiente del Valle no ano passado, nem entre River Plate e Tigres do México em 2015, menos ainda entre San Lorenzo e Nacional do Paraguai em 2014. Também não era provável o Olimpia ser finalista em 2013, o Peñarol em 2011, o Chivas em 2010…

A Libertadores tem em sua história recente a surpresa no cardápio. Não é um torneio em que os favoritos de véspera cheguem sempre às decisões. O Botafogo sabe jogar a Libertadores e esta frase é repetida por todos os jogadores do elenco. Por tudo isto, não se surpreenda se o time de General Severiano alcançar as finais.