Blog do PVC

Tudo parado no São Paulo

PVC

Dorival Júnior confia que o São Paulo está em processo de reação e que vai deslanchar em pouco tempo. Mas a seqüência de resultados e de mudanças táticas não anima. Contra o Avaí, empate por 1 x 1, Dorival Júnior mudou a configuração outra vez. Petros jogou como primeiro volante, Jucilei saindo para o jogo como segundo homem de meio-de-campo. Outra vez, o time dependeu de Hernanes.

São cinco jogos, cinco gols de Hernanes, três de pênalti, um de falta e um de bola rolando, contra o Botafogo.

Dos últimos cinco gols do São Paulo, todos foram de bola parada.

Então, por mais que Dorival Júnior confie que o posicionamento esteja avançando, o São Paulo ainda não alcançou a regularidade e a capacidade de criar jogadas para se distanciar da zona de rebaixamento.

De um mês para cá, o São Paulo disputou cinco decisões, confrontos diretos contra rivais na luta contra o rebaixamento. Não venceu nenhum. Empatou com o Atlético Goianiense por 2 x 2, perdeu do Coritiba e do Bahia por 2 x 1, da Chapecoense por 2 x 0, empatou com o Avaí por 1 x 1.