Blog do PVC

Vasco demite Milton Mendes e corre risco de cair em arapuca

PVC

Milton Mendes reuniu-se com a diretoria do Vasco na tarde desta segunda-feira e acertou, de comum acordo, sua saída do Vasco: ''Não tem nada a ver com essa coisa que se diz de relacionamento com jogadores. É só perguntar isso a eles e você verá que não procede. O que houve foi que os resultados não vieram'', disse Milton Mendes, um pouco antes de entrar na entrevista coletiva, junto com a direção. A tese de comum acordo faz sentido e a diretoria faz questão de dizer que sabe em que direção irá.

Fala-se sobre Zé Ricardo, ex-Flamengo. Também de Jorginho, campeão carioca em 2016 na Colina. Jorginho disse na sede da CBF que só falaria com qualquer pessoa ligada ao Vasco depois da confirmação da saída de Mílton Mendes. Está confirmada.

Zé Ricardo tem compromissos pessoais acertados. Deve viajar para a Itália no dia 1 de setembro, para acompanhar trabalhos de técnicos importantes da Europa. Em teoria, não estaria disponível para acertar o Vasco agora. Mas trabalhou com Anderson Barros, o diretor-executivo do Vasco, nos tempos de Flamengo. Os dois conhecem-se.  Em tese, os compromissos acertados de Zé Ricardo dificultariam que aceitasse São Januário.

Há outras questões para qualquer treinador convidado para trabalhar no Vasco. As eleições vão acontecer em novembro. Até lá, qualquer desempenho razoável produzirá críticas da oposição e algum candidato eleito, que não seja ligado a Eurico Miranda, tratará de colocar sua identidade, seu técnico, no comando para o possível renascimento.

Ou seja, o novo técnico pode ter garantia de emprego até dezembro. E olhe lá…