Blog do PVC

O que Neymar fez com o Campeonato Francês

PVC

A revista France Football que chegou às bancas nesta terça-feira tem capa com Neymar no centro de todos os escudos de clubes do Campeonato Francês e o título: ''Por que a Ligue 1 mudou de galáxia.'' Toda a reportagem gira em torno do que Neymar produziu com o campeonato. Nas páginas centrais, uma seqüência de fotos apresenta 31 jornais do mundo inteiro reproduzindo informações sobre Neymar durante e depois de sua transferência para o Paris Saint-Germain (veja abaixo). Para não ficar só em Neymar, a revista francesa lista a chegada de Marcelo Bielsa ao Lille, de Claudio Ranieri ao Nantes, de Sneijder ao Nice. Tudo mudou numa temporada de transferências.

Contestada pelos alemães do Bayern, como mostra também a revista. Curioso inclusive lembrar que o Bayern tem a partir desta temporada o patrocínio do aeroporto de Doha, na manda direita. Ou seja, também recebe dinheiro do Qatar, embora conteste a gastança do Paris Saint-Germain, com dinheiro que vem do Oriente Médio.

O modelo francês está bem distante de ser o melhor. Mais bem construída foi a Premier League, que cresceu a partir da reforma dos estádios e do modelo do torneimo, desde 1992, e tornou-se o campeonato mais atraente do planeta.

Mas uma coisa se mostra tanto com o modelo inglês, quanto com o alemão. É possível mudar o patamar de um campeonato, com trabalho. No caso da França, com dinheiro. Mudar o nível de um campeonato exige energia. Não esperar que ele cresça por  inércia, como acontece no Brasil.