Blog do PVC

Flamengo venceu Botafogo valente.Cruzeiro muda trajeto da temporada

PVC

No primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil, faltou Diego entrar na área. Um lance claro foi a jogada de maior perigo do Flamengo no primeiro tempo do estádio Nílton Santos, quando Rodinei cruzou, Éverton invadiu a grande área, Berrio finalizou e Gatito defendeu. Tudo isso com Diego na meia lua. No Maracanã, Diego entrou na área, como sabe fazer.

Um segundo antes de seu gol, Reinaldo Rueda fez sinal para seu auxiliar, Bernardo Redin, que precisava chacoalhar. E chamou Vinicius Junior. Curiosamente, quem chacoalhou o jogo foi Berrio, escolhido para ser substituído. Drible brilhante e passe para Diego fazer 1 x 0.

Do outro lado da semifinal, o Cruzeiro fez uma partida taticamente precisa. Como tem sido o futebol do Cruzeiro nas últimas semanas. E ganhou com a coragem de Thiago Neves, justamente quem chegou ao Mineirão dizendo que era jogo para ser corajoso. Foi dele a cobrança do último pênalti.

Depois de o Cruzeiro vencer por 1 x 0.

Flamengo e Cruzeiro repetirão a decisão de 2003.

 

23/agosto/2017

FLAMENGO x BOTAFOGO – 21h45

Local: Maracanã (Rio de Janeiro); Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO); Bruno Raphael Pires (GO), Cristhian Passos Sorence (GO); Público: 47.000 pagantes (53.000 presentes) Gols: Diego 25 do 2º; Cartão amarelo: Guerrero (33’), Roger (35’), Bruno Silva (41’)

FLAMENGO: 12. Thiago (6), 2. Rodinei (5), 15. Réver (6,5) (33. Rafael Vaz 34 do 2º (5,5)), 4. Juan (7) e 21. Pará (7); 26. Cuellar (6) e 5. William Arão (6); 28. Berrio (7,5) (20. Vinicius Júnior 28 do 2º (6,5)), 35. Diego (8) e 22. Éverton (6) (27. Rômulo 48 do 2º (sem nota); 9. Guerrero (6,5) Técnico: Reinaldo Rueda

BOTAFOGO: 1. Gatito Fernández (6,5), 4. Luís Ricardo (6), 3. Marcelo (6), 2. Igor Rabello (7,5) e 6. Victor Luís (6); 8. Bruno Silva (6,5), 5. Lindoso (5,5) (15. Gílson 37 do 2º (sem nota)), 11. Matheus Fernandes (6,5) (19. Leandrinho 33 do 2º (6)) e 7. Guilherme (5) (17. Vinicius Tanque 38 do 2º (sem nota)) 10. João Paulo (6,5); 9. Roger (6). Técnico: Jair Ventura