Blog do PVC

Santos vence clássico com receita do Brasileirão: contra-ataque

PVC

O Santos de Levir Culpi não é mais o time da troca de passes envolvente, até que o adversário abra um espaço e, pacientemente, os homens vestidos de branco infiltrem-se pela defesa rival. Desde que Levir chegou, a velocidade de Bruno Henrique é mais letal do que os passes de Lucas Lima.

Em parte, foi diferente na Vila Belmiro contra o Corinthians, porque Lucas Lima foi o melhor em campo, autor de um passe para gol e da jogada que iniciou o contra-ataque para o segundo. Foi quem mais deu passes certos. Mas os dois gols que marcaram a primeira derrota do Corinthians como visitante em seis meses nasceram de contra-ataques.

É o retrato do Brasileirão, o campeonato de quem não gosta da bola. Segue a estatística. Em 73% dos jogos, quem tem mais posse de bola não vence. Foi assim outra vez. O Corinthians terminou a partida com 51% de domínio e derrotado.

O Santos está invicto há treze partidas, desde 24 de junho, quando caiu contra o Sport na Vila Belmiro. Em treze jogos, colecionou sete empates, contra Avaí, Fluminense, Coritiba, Atlético Goianiense, Cruzeiro, Grêmio e Vasco. Se houvesse vencido só três destas partidas, digamos contra Avaí, Coritiba, Atlético Goianiense, estaria três pontos atrás do líder.