Blog do PVC

Libertadores tem dois argentinos na semifinal depois de treze anos

PVC

O massacre do River Plate contra o Jorge Wilstermann leva dois argentinos às semifinais pela primeira vez desde 2004. Naquela edição, o São Paulo, dirigido por Cuca, foi eliminado pelo Once Caldas, e o Boca Juniors, de Tévez, tirou o River Plate. Desde então, houve seis edições com dois semifinalistas do mesmo país. Em todas, a supremacia era brasileira: 2005, 2006, 2007, 2009, 2010 e 2012.

A última edição com dois times nas semifinais de uma mesma federação foi quando Corinthians e Santos disputaram a semi de 2012. O Corinthians eliminou seu rival com  vitória na Vila Belmiro e empate no Pacaembu.

A Argentina começou a edição da Libertadores de 2017 com seis representantes, dois a menos do que o Brasil. Destes, dois foram eliminados na fase de grupos, o Estudiantes e o Tucumán, mesmo número do Brasil, de Flamengo e Chapecoense.

O Brasil teve representante na decisão da Libertadores em 18 de 21 edições, entre o título do São Paulo de 1992 e do Atlético de 2013. Desde então, nunca mais chegou à finalíssima.

Neste período, a Argentina participou da final de 2014 e 2015, dos campeões San Lorenzo e River Plate. Ficou fora da final de 2016, vencida pelo Atlético Nacional, da Colômbia, contra o Independiente del Valle, do Equador, que eliminou River e Boca. Nesta edição, haverá um finalista argentino. Ou River Plate ou San Lorenzo ou Lanús.