PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do PVC

Corinthians, a maior torcida do Brasileirão!

PVC

27/11/2017 14h07

O Corinthians terminou o Brasileirão com média de 40 mil torcedores por jogo. Pela primeira vez desde 2009 um clube do Brasil alcança tal média. Para se ter uma ideia da noção de crescimento da torcida corintiana nos estádios, em 1982 o time de Sócrates e da Democracia Corinthiana jogava para 24 mil torcedores, em média — sem incluir as duas finais contra o São Paulo. Em 2005, Tévez e Nilmar foram campeões brasileiros atuando no Pacaembu para 27 mil por partida. Em 2011, o Corinthians ganhou o Brasileirão diante de 29 mil por jogo e em 2015 para 33 mil. Em 2017, foram 40.007 de público médio.

O fenômeno é reforçado com a informação de que o Corinthians cobra o segundo ingresso mais caro do país. Só o Palmeiras, dono da terceira melhor média de espectadores, cobra mais caro.

Considerando a unificação dos títulos brasileiros, são 62 Brasileiros desde 1959. É apenas a 17a vez que um time termina o campeonato como líder de público e mais de 40 mil torcedores de média. Também pode ser a primeira vez desde 1999 que três equipes terminem o Brasileirão com mais de 30 mil de média. O São Paulo fecha com 34 mil e o Palmeiras com 30 mil. Isto depende do público do Palmeiras contra o Botafogo no Allianz Parque na segunda à noite, porque a média pode cair para 29 mil.

É um feito.

Há lendas que precisam ser desfeitas no futebol brasileiro. Ninguém é a favor de ingresso caro, mas dois dos três times com mais presença de público cobram os dois bilhetes mais caros do país. Ninguém é a favor de jogos às 21h45, mas até o meio do ano, metade dos dez maiores públicos haviam sido registrados neste horário. No final do ano, só um dos dez maiores públicos aconteceu às 21h45 — Corinthians x Fluminense, o jogo da taça do Brasileirão.

Abaixo, os campeões de público na história do campeonato que tiveram 40 mil espectadores ou mais, em média.

1972 – Corinthians – 40.719

1975 – Internacional – 51.962

1976 – Corinthians – 47.729

1977 – Atlético – 55.664

1979 – Internacional – 46.491

1980 – Flamengo – 66.507

1981 – Flamengo – 43.613

1982 – Flamengo – 62.636

1983 – Flamengo – 59.332

1985 – Bahia – 46.291

1986 – Bahia – 46.291

1987 – Flamengo – 47.610

1992 – Flamengo – 42.922

1999 – Atlético – 42.322

2008 – Flamengo – 40.695

2009 – Flamengo – 40.035

2017 – Corinthians – 40.007

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC