Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Palmeiras e Flamengo voltam a pedir árbitro de vídeo no Brasileirão

PVC

2016-04-20T18:13:20

16/04/2018 13h20

A maior vítima da arbitragem na primeira rodada do Brasileirão foi o Flamengo. Apesar de ter seu segundo gol após impedimento de William Arão, o pênalti mal marcado e a expulsão de Éverton Ribeiro, aos 12 minutos do primeiro tempo, diminuíram muito a chance de triunfar em Salvador contra o Vitória.

Depois do empate por 2 x 2 na estreia no Brasileirão, o Palmeiras reabriu a discussão para ter árbitro de vídeo ainda neste Brasileirão. O presidente do clube paulista, Maurício Galiotte, visita a CBF no almoço desta segunda-feira. "Sempre vou à CBF nos dias em que o Palmeiras joga no Rio de Janeiro. Minha pauta é a questão do árbitro de vídeo. Pela terceira vez, peço a inclusão da arbitragem eletrônica", diz o dirigente palmeirense. "A questão não é o preço. Muito mais caro é a perda de credibilidade", argumenta Galiotte.

O tomar conhecimento da visita de Galiotte, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, engrossou o coro: "Não é porque já se discutiu que não devemos voltar a discutir. Acho também que devemos voltar ao tema", defendeu o presidente rubro-negro, que já havia deixado sua posição favorável à arbitragem eletrônica na reunião do Conselho Técnico e depois da partida contra o Vitória.

É muito difícil que o pedido seja atendido imediatamente. A CBF prepara a inclusão do árbitro eletrônico nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, que se iniciará no dia 25 de abril e terminará no dia 23 de maio. A ideia é avaliar o sucesso da arbitragem eletrônica no mata-mata nacional.

Depois disso, não há ainda a ideia de se reabrir a discussão do árbitro de vídeo. Mas é possível, desde que se rediscuta a questão econômica. A CBF entende que não deve pagar os custos da implantação do projeto, porque não tem arrecadação com a Série A. Na reunião do Conselho Técnico, apenas sete clubes foram favoráveis à implantação a partir do segundo turno do Brasileirão: Bahia, Botafogo, Chapecoense, Flamengo, Grêmio, Internacional e Palmeiras.

A seqüência de erros de arbitragem em lances não interpretativos, como o do pênalti de Éverton Ribeiro, só levará à uma nova discussão se alguém pedir o debate. Flamengo e Palmeiras já pediram.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC