Blog do PVC

Palmeiras é o primeiro classificado na Libertadores

PVC

Enquanto o Flamengo lutava para sustentar o empate em Bogotá, contra o Santa Fé, resultado que começa a afastar o risco de ter de decidir a classificação em Buenos Aires, na última rodada contra o River Plate, o Palmeiras realizou sua sexta visita à La Bombonera, contabilizados amistosos e jogos oficiais. Só perdeu uma e venceu pela primeira vez.

Começou muito bem a partida, com marcação forte na saída de bola argentina. Durou dez minutos. A partir daí, o Palmeiras recuou suas linhas defensivas e permitiu demais ao Boca Juniors fazer o jogo que desejava. Passes errados no primeiro tempo foram 19%, o que significa um equívoco a cada cinco tentativas.

Assim, Pavón e Tévez criaram boas chances de gol. Até o Palmeiras conseguir trocar passes. Saída com Edu Dracena, rifada, Borja dominou no peito, entregou a Felipe Melo e a bola chegou ao lado direito para Dudu. Trocar passes com precisão era o que faltava para criar dificuldades para o Boca. Pois na primeira troca longa, Marcos Rocha cruzou e Keno marcou 1 x 0.

Ainda houve tempo para duas finalizações de Ábila, ambas em impedimento, uma desperdiçada de maneira bizarra, outra no fundo da rede, mas bem anulada pelo árbitro chileno Roberto Tovar.

O Palmeiras voltou bem para o segundo tempo. Acusado por parte da torcida de se enterrar no banco de reservas sem se levantar para dar alterações, Roger Machado foi bem nas observações no vestiário. O time voltou mais compacto, mais preciso nos passes e chegou ao segundo gol aos 22 minutos. Falha do goleiro argentino Rossi, mérito de Lucas Lima, que tentou encobri-lo duas vezes e acertou a segunda.

Com dez pontos, o Palmeiras está classificado para as oitavas-de-final, por causa dos confrontos direitos que acontecerão entre Boca Juniors, Atlético Júnior e Alianza.

Para o Flamengo, a classificação fica mais próxima com o empate em Bogotá.

Quarta-feira, 25/abril/2018
BOCA JUNIORS 0 x 2 PALMEIRAS – 21h45

Local: La Bombonera (Buenos Aires); Juiz: Roberto Tobar (Chile); Claudio Rios (Chile), José Retamal (Chile); Gols: Keno 39 do 1º; Lucas Lima 22 do 2º; Cartão amarelo: Ábila, Magallán, Keno, Marcos Rocha
BOCA JUNIORS: 12. Rossi (4), 29. Jara (5,5), 27. Vergini (5), 6. Magallán (5) e 3. Emanuel Más (5,5); 14. Sebastián Pérez (5,5) (30. Reynoso 20 do 2º (5)) e 8. Pablo Pérez (6); 15. Nández (5), 23. Tévez (6) (19. Walter Bou 40 do 2º (sem nota)) e 7. Pavón (7,5); 17. Ábila (4). Técnico: Guillermo Barros Schelotto
Banco: 1. Sara, 18. Fabra, 24. Buffarini, 20. Maroni, 25. Almendra, 30. Reynoso, 19. Walter Bou
PALMEIRAS: 22. Jaílson (7), 2. Marcos Rocha (5), 25. Antônio Carlos (5,5), 3. Edu Dracena (6) e 6. Diogo Barbosa (5,5); 30. Felipe Melo (6) e 19. Bruno Henrique (6); 11. Keno (7) (28. Hyoran 27 do 2º (5,5)), 20. Lucas Lima (7) (10. Moisés 37 do 2º) e 7. Dudu (6); 9. Borja (6) (29. Willian 17 do 2º (6)). Técnico: Roger Machado
Banco: 21. Wéverton, 23. Tjiago Martins, 10. Moisés, 8. Tchê Tchê, 5. Thiago Santos, 28. Hyoran, 29. Willian

Tags : palmeiras