Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Neymar é recordista de cartões amarelos da era Tite

PVC

2011-06-20T18:12:37

11/06/2018 12h37

Coutinho foi o melhor em campo na vitória do Brasil sobre a Áustria, mas Neymar também foi destaque. Especialmente pelo gol, drible de futsal aplicado no zagueiro Dragovic, e finalização perfeita. São 55 gols pela seleção, igual a Romário, menos do que Ronaldo e Pelé, apenas. Nove gols sob o comando de Tite, um a menos do que Gabriel Jesus.

A proximidade dos recordes entre os artilheiros não esconde que já é recordista de cartões amarelos. Na era Tite, Neymar viu o árbitro com o braço levantado e cartão amarelo na mão por seis vezes. Foi assim contra Colômbia, Bolívia, Equador, Chile, Japão e Áustria.

Das últimas quatro vezes em que esteve em campo pela seleção, jogos contra Japão, Inglaterra, Croácia e Áustria, Neymar foi advertido duas vezes, contra japoneses e austríacos.

No ritmo recente, um cartão a cada quatro jogos, a projeção é que leve um cartão na fase de grupos. Se levar um nas oitavas e outro nas semifinais, mantendo a média de uma advertência a cada duas partidas, Neymar ficaria fora de uma eventual final de Copa do Mundo.

Ou pelo menos chegaria à semifinal pendurado, correndo o risco da suspensão.

Atrás de Neymar, quem mais leva cartões na seleção de Tite é Marcelo. O lateral foi advertido quatro vezes, mas não recebe cartão há oito partidas da seleção. Paulinho levou três cartões nos quatro primeiros jogos e não foi mais advertido. Ambos são jogadores que partcipam do sistema defensivo mais do que Neymar. Conseguiram estancar a sangria das advertências.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC