Blog do PVC

A bomba Lopetegui

PVC

Impossível dizer com certeza como caírá na seleção da Espanha a notícia de que Julen Lopetegui será técnico do Real Madrid logo depois da Copa do Mundo.

Pode criar uma relação de estranheza com o técnico, que dirigiu La Roja por vinte jogos, não perdeu nenhum e fez seu time fazer gol em todos. Mas pode fazer com que todos sonhem jogar pelo Real Madrid.

Rodrigo, por exemplo, atacante que cresceu no Real Madrid Castila e foi dirigido por Lopetegui na campanha do Europeu sub-21 de 2013, pode ter mercado no Santiago Bernabéu, com Lopetegui como treinador.

Mas nunca é bom que se discuta o futuro quando se está na Copa do Mundo. O assunto aqui é o Mundial e deve ser assim até que ele acabe, em cada uma das seleções.

A seleção da Espanha já é mais madrilenha do que barcelonista, com Lopetegui. Entenda que a base não é madridista, mas madrilenha. São seis jogadores do Real Madrid e três do Atlético de Madrid no grupo de 23 que disputará a Copa do Mundo. Em 2010, eram sete barcelonistas e cinco madridistas.

Já é diferente, embora Lopetegui seja mais posse de bola e pressão, mais estilo Guardiola do que Zidane. Com ele, a Espanha foi campeã europeia sub-21 em 2013, sempre com toque de bola e marcação forte no ataque. Mas fracassou quando trocou a Espanha pelo Futebol Clube do Porto. Não foi bem.

O Porto não estava em bom momento e isto dificultou muito.

Lopetegui é bom técnico. Pode se dar bem no Real Madrid. A questão é que antes precisa tentar ser campeão do mundo. Pode. Em 1994, Parreira anunciou que seu destino seria o Valencia durante a campanha dos Estados Unidos.