Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Quando meia Croácia foi campeã do mundo

PVC

12/07/2018 13h21

Prosinecki cobrou falta com absoluta perfeição no último minuto do jogo contra o Brasil, no estádio Nacional, de Santiago, no Chile. A bola no ângulo surpreendeu o jovem goleiro Ronaldo Soares Giovanelli, mais tarde ídolo do Corinthians. Também espantou 60 mil torcedores presentes à partida, válida pelas quartas-de-final da Copa do Mundo sub-20, em 1987. A Iugoslávia eliminou o Brasil com vitória por 2 x 1.

Quatro dias depois, venceu a Alemanha nos pênaltis, também em Santiago. Os alemães tinham Andreas Moller, campeão mundial três anos depois, na Itália.

A Iugoslávia jogava com o zagueiro Stimac, o volante Pavlicic, os meias Boban e Prosinecki, o lateral-esquerdo Jarni e o atacante Davor Suker. Todos croatas. Completavam a equipe o goleiro Lekovic e o zagueiro Jankovic (sérvios), o lateral Brnovic e o atacante Predrag Mijatovic, glória do Real Madrid (montenegrinos) e o meia Pavlovic (bósnio).

O técnico Mirko Jozic, nascido na Croácia, mudou-se para o Chile e conduziu o Colo Colo ao título da Libertadores de 1991.

Metade da equipe mais brilhante do futebol iugoslavo nasceu em território da Croácia. Três anos mais tarde, essa equipe ajudou a formar a Iugoslávia que chegou às quartas-de-final da Copa do Mundo, eliminada apenas nos pênaltis, pela Argentina de Diego Maradona.

No ano seguinte, o Estrela Vermelha de Belgrado ganhou a Copa dos Campeões da Europa, com uma base misturada, de montenegrinos, croatas, macedônios e até um romeno.

Stojanovic (Kosovo), Sabanadzonic (Montenegro), Najdoski (Macedônia), Belodedic (Romênia) e Marovic (Montenegro); Jugovic (Servia), Mihajlovic (Nascido na Croácia, sérvio por opção), Prosinecki (Croácia), Savicevic (Montenegro); Pancev (Macedônia) e Binic (Sérvia).

O espetacular livro "Behind the Courtains" (Atrás das Cortinas), escrito pelo jornalista inglês Jonathan Wilson sobre o futebol no leste europeu trata desse time e traz uma frase do goleiro Stojanovic que explica como a guerra acabou com a perspectiva: "O problema é que nunca vamos saber onde poderíamos ter chegado."

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC