Blog do PVC

Neymar e Alisson, os melhores e os mais caros

PVC

Alisson é o goleiro mais caro do mundo, comprado pelo Liverpool por 62,5 milhões de euros. São 11 milhões de euros a mais do que Buffon custou à Juventus, quando saiu do Parma.

Neymar é o jogador mais caro da história, comprado por 222 milhões de euros. Não se desvalorizou, como ele mesmo disse. Todo mundo fala dele, quinze dias depois da eliminação do Brasil da Copa do Mundo.

Mesmo que Neymar não leve em conta o conteúdo do que se fala, digamos que tenha razão, neste mundo tão rápido, de brincadeiras descartáveis, talvez valha o mesmo falar bem ou falar mal. Mas sempre é melhor quando a brincadeira é com a vítima e não com o autor do drible, o cara que não consegue driblar, porque sofreu falta ou caiu de maduro.

Quem nunca jogou não sabe, disse Neymar. Como Gary Lineker, Alan Shearer, Joey Barton, Casagrande…

Arrigo Sacchi costumava dizer que não é preciso ter sido cavalo para ser jóquei. Sem nunca ter sido jogador profissional, foi bicampeão da Europa como técnico. Carlos Alberto Parreira foi campeão do mundo como treinador. Jamais chutou uma bola.

Mas ignorância se perdoa no mundo da bola, muito mais do que o cinismo.

David Luiz era o zagueiro mais caro do mundo, em todos os tempos, quando o Brasil perdeu para a Alemanha por 7 x 1. E o segundo colocado era Thiago Silva, ausente na semifinal do Mineirão. Perdeu o posto para Van Dijk, do Liverpool.

Mas o melhor zagueiro da Copa foi Varane, do Real Madrid.

Pelé e Garrincha foram os melhores do mundo. Nunca foram os mais caros.