Blog do PVC

Flamengo ganha alternativas para surpreender Corinthians

PVC

A vitória do Flamengo sobre o Atlético Mineiro por 2 x 1, no domingo (23), com cinco titulares diferentes da equipe usualmente escalada por Maurício Barbiéri, abriu o leque de opções e tornou mais difícil para o corintiano Jair Ventura ter certeza sobre qual formação irá enfrentar na semifinal da Copa do Brasil.

Depois da Copa do Mundo, o Flamengo disputou vinte partidas, sempre com a mesma base. Poucas vezes, como contra o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro, teve mais de três titulares poupados. Contra o Atlético, Barbiéri não tinha Diego, suspenso, trocou os laterais Rodinei e Renê por Pará e Trauco, escalou William Arão no meio-de-campo e terminou a partida com Paquetá como centroavante. Assim, passou a ter pelo menos quatro opções para escalações em Itaquera.

Parece provável ter Paquetá como curinga pela esquerda, com Henrique Dourado centroavante e o retorno dos laterais titulares. Com isso, poderá haver um revezamento entre Paquetá e Diego na ponta. Houve partidas em que o camisa 10 caiu pelo lado do campo e funcionou bem. Mas Paquetá, neste caso, seria o responsável por acompanhar Fágner nas subidas do lateral corintiano.

Outra hipótese é manter a formação que terminou o duelo contra os atleticanos, do Maracanã, e escalar Paquetá como falso centroavante. O xodó da torcida jogou assim com Reinaldo Rueda, no final do ano passado. Em teoria, perde-se a capacidade de fazer gols, mas Henrique Dourado e Uribe não têm dado essa segurança também.

Também é alternativa usar Trauco pela ponta esquerda, em vez da lateral. O peruano sempre foi elogiado pela forte capacidade de apoio e criticado pelas falhas na marcação. Se jogar como ponta pode prender Fágner na defesa. Os cruzamentos de Trauco foram responsáveis pelos dois gols contra o Atlético.

Uma quarta opção é jogar com Uribe como centroavante. Todas as ilustrações levam em conta a manutenção de William Arão. Não é uma garantia. Mas Arão foi bem nas partidas recentes em que atuou como titular, tanto contra a Chapecoense, quanto contra o Atlético Mineiro. Esta ideia faz imaginar que Barbiéri possa escalá-lo desde o início.

O Corinthians é favorito do confronto semifinal da Copa do Brasil por jogar em casa e porque o Flamengo não vence o rival em São Paulo há doze anos. Em mata-matas decididos com a segunda partida em Itaquera, o Corinthians classificou-se onze vezes e foi eliminado sete, desde a inauguração da arena.