Blog do PVC

Três técnicos e campeão. É raro, mas Corinthians já fez

PVC

O Corinthians entra em campo na noite desta quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Mineirão, sob o comando de Jair Ventura, o terceiro treinador na mesma campanha da Copa do Brasil. Nas oitavas-de-final, contra o Vitória, Fábio Carille ainda era o técnico. Nas quartas, contra a Chapecoense, Osmar Loss. Ventura assumiu antes das semifinais contra o Flamengo.

Em edições de Copa do Brasil, apenas um campeão teve três treinadores durante a trajetória. Em 2006, o Flamengo começou com Valdyr Espinosa, teve Waldemar Lemos até as semifinais e foi orientado na decisão, contra o Vasco, por Ney Franco. A curiosidade, daquela vez, foi ter Ney Franco como adversário, nas semifinais, e aliado na decisão. Franco era técnico do Ipatinga, eliminado pelo rubro-negro de Waldemar Lemos, na semi.

No Campeonato Brasileiro, houve apenas uma edição vencida por um clube de três técnicos: 2005. O Corinthians teve Daniel Passarella, Márcio Bittencourt e Antônio Lopes, que levantou o troféu.

No Brasileirão, nenhum mudou de comando e terminou com a taça desde 2009. Na Copa do Brasil, é diferente. Das últimas cinco edições, três vencedores mudaram: o Flamengo de 2013, de Mano Menezes e Jayme de Almeida; o Palmeiras de 2015, de Oswaldo de Oliveira e Marcelo Oliveira; o Grêmio de 2016, de Roger Machado e Renato Gaúcho.

Abaixo, todos os treinadores campeões da Copa do Brasil
1989 – Grêmio (Cláudio Duarte)
1990 – Flamengo (Jair Pereira)
1991 – Criciúma (Luiz Felipe)
1992 – Internacional (Antônio Lopes)
1993 – Cruzeiro (Pinheiro)
1994 – Grêmio (Luiz Felipe)
1995 – Corinthians (Eduardo Amorim)
1996 – Cruzeiro (Levir Culpi)
1997 – Grêmio (Evaristo de Macedo)
1998 – Palmeiras (Luiz Felipe)
1999 – Juventude (Walmir Louruz)
2000 – Cruzeiro (Marco Aurélio)
2001 – Grêmio (Tite)
2002 – Corinthians (Carlos Alberto Parreira)
2003 – Cruzeiro (Vanderlei Luxemburgo)
2004 – Santo André (Péricles Chamusca)
2005 – Paulista (Vágner Mancini)
2006 – Flamengo (Ney Franco)
2007 – Fluminense (Renato Gaúcho)
2008 – Sport (Nelsinho Baptista)
2009 – Corinthians (Mano Menezes)
2010 – Santos (Dorival Júnior)
2011 – Vasco (Ricardo Gomes)
2012 – Palmeiras (Luiz Felipe)
2013 – Flamengo (Jayme de Almeida)
2014 – Atlético Mineiro (Levir Culpi)
2015 – Palmeiras (Marcelo Oliveira)
2016 – Grêmio (Renato Gaúcho)
2017 – Cruzeiro (Mano Menezes)

Tags : Corinthians