Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Três técnicos e campeão. É raro, mas Corinthians já fez

PVC

10/10/2018 09h13

O Corinthians entra em campo na noite desta quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Mineirão, sob o comando de Jair Ventura, o terceiro treinador na mesma campanha da Copa do Brasil. Nas oitavas-de-final, contra o Vitória, Fábio Carille ainda era o técnico. Nas quartas, contra a Chapecoense, Osmar Loss. Ventura assumiu antes das semifinais contra o Flamengo.

Em edições de Copa do Brasil, apenas um campeão teve três treinadores durante a trajetória. Em 2006, o Flamengo começou com Valdyr Espinosa, teve Waldemar Lemos até as semifinais e foi orientado na decisão, contra o Vasco, por Ney Franco. A curiosidade, daquela vez, foi ter Ney Franco como adversário, nas semifinais, e aliado na decisão. Franco era técnico do Ipatinga, eliminado pelo rubro-negro de Waldemar Lemos, na semi.

No Campeonato Brasileiro, houve apenas uma edição vencida por um clube de três técnicos: 2005. O Corinthians teve Daniel Passarella, Márcio Bittencourt e Antônio Lopes, que levantou o troféu.

No Brasileirão, nenhum mudou de comando e terminou com a taça desde 2009. Na Copa do Brasil, é diferente. Das últimas cinco edições, três vencedores mudaram: o Flamengo de 2013, de Mano Menezes e Jayme de Almeida; o Palmeiras de 2015, de Oswaldo de Oliveira e Marcelo Oliveira; o Grêmio de 2016, de Roger Machado e Renato Gaúcho.

Abaixo, todos os treinadores campeões da Copa do Brasil
1989 – Grêmio (Cláudio Duarte)
1990 – Flamengo (Jair Pereira)
1991 – Criciúma (Luiz Felipe)
1992 – Internacional (Antônio Lopes)
1993 – Cruzeiro (Pinheiro)
1994 – Grêmio (Luiz Felipe)
1995 – Corinthians (Eduardo Amorim)
1996 – Cruzeiro (Levir Culpi)
1997 – Grêmio (Evaristo de Macedo)
1998 – Palmeiras (Luiz Felipe)
1999 – Juventude (Walmir Louruz)
2000 – Cruzeiro (Marco Aurélio)
2001 – Grêmio (Tite)
2002 – Corinthians (Carlos Alberto Parreira)
2003 – Cruzeiro (Vanderlei Luxemburgo)
2004 – Santo André (Péricles Chamusca)
2005 – Paulista (Vágner Mancini)
2006 – Flamengo (Ney Franco)
2007 – Fluminense (Renato Gaúcho)
2008 – Sport (Nelsinho Baptista)
2009 – Corinthians (Mano Menezes)
2010 – Santos (Dorival Júnior)
2011 – Vasco (Ricardo Gomes)
2012 – Palmeiras (Luiz Felipe)
2013 – Flamengo (Jayme de Almeida)
2014 – Atlético Mineiro (Levir Culpi)
2015 – Palmeiras (Marcelo Oliveira)
2016 – Grêmio (Renato Gaúcho)
2017 – Cruzeiro (Mano Menezes)

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC