PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do PVC

O dilema de Luan

PVC

21/12/2018 13h23

O Grêmio fez consulta por Rodrigo Caio, do São Paulo. Precisa de um zagueiro reserva para Geromel e Kannemann. No meio da conversa, perguntou se o clube do Morumbi teria interesse em pagar para ficar com Luan. Quantia perto de R$ 8 milhões. O São Paulo não pensa em ter esse custo neste momento.

No meio das negociações por Thiago Neves, dadas por encerradas na semana passada, retomadas nesta semana, o nome de Luan também foi incluído. Impossível trocar Thiago por Luan pau a pau. O meia campeão da Copa do Brasil é oito anos mais velho. Luan vale mais.

Ou, pelo menos, deveria valer.

Pode sair negócio, com parte em dinheiro ou em outros jogadores.

Ocorre que o mau desempenho do camisa 7 gremista criou um sinal de alerta para todos os clubes. Ninguém acredita cegamente que Luan poderá ter, em 2019, uma temporada semelhante à de 2017, quando ganhou a Libertadores e acabou eleito o melhor jogador do continente.

Mano Menezes deixa claro que, para perder Thiago Neves, um jogador do mesmo nível terá de chegar à Toca da Raposa. Com um pouco de disciplina, Luan pode voltar rapidamente a ser o melhor jogador do continente. Com um pouco mais de entendimento do jogo, também. Porque até hoje o camisa 7, campeão olímpico, não percebeu que ninguém o contrata na Europa nem o convoca para a seleção, porque ninguém sabe exatamente qual seu lugar no campo.

É meia ponta-de-lança, mas não marca. Pode jogar pelo lado do campo, mas não participa taticamente. Thiago Neves volta, cerca e até desarma, como no contra-ataque em que nasceu o gol de Barcos, contra o Palmeiras, na semifinal da Copa do Brasil, no Mineirão. No cara ou coroa, quem você escolheria?

Além do São Paulo e do Cruzeiro, falou-se sobre o nome de Luan no Flamengo. Mas ninguém parece ainda suficientemente animado. Nem o Grêmio em permanecer com ele. Tempo de Luan avisar ao Brasil que ele pode ser sensação dentro de campo no ano que vem, como foi no ano passado.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC