Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

São Paulo de Cuca pode repetir Santos campeão com três técnicos distintos

PVC

2007-04-20T19:17:36

07/04/2019 17h36


O São Paulo finalista do Campeonato Paulista, treze anos depois de ser vice-campeão pela última vez, foi dirigido por André Jardine cinco vezes, por Vágner Mancini nove vezes e por Cuca uma vez, a semifinal da classificação dentro do Allianz Parque. O primeiro empate são-paulino no estádio palmeirense pode levar também a ser o primeiro campeão com três técnicos distintos, desde que Muricy Ramalho ajudou o Santos na conquista do bicampeonato de 2011. Na época, o Santos começou sob o comando de Adílson Batista, foi dirigido por Marcelo Martelotte e terminou com Muricy na final contra o Corinthians.

Naquela campanha, Muricy assumiu na penúltima rodada da fase de classificação, dirigiu nas semifinais e nas finais. Foram seis vezes sentado no banco de reservas. Cuca pode ser campeão em três jogos, como Joel Santana no Vasco do Brasileirão 2000.

O São Paulo jogou com menos pressão do que o Palmeiras, por razão óbvia. Em reestruturação, sem jamais ter vencido na casa palmeirense, poderia especular pelo empate. Teve menos de 50% de posse de bola e 59% desse tempo no campo defensivo. O Palmeiras criou mais chances, finalizou dezesseis vezes, contra seis do São Paulo, melhorou na quantidade de tabelas pelos lados do campo, mas não se impôs ao adversário.

Muita gente imagina a diferença de elenco como fator decisivo para ter mais time. Não é bem assim. Os resultados dos últimos anos no Brasil demonstram isso. Ano passado, o Palmeiras foi campeão brasileiro, mas venceu a semifinal sobre o Santos nos pênaltis e perdeu do Corinthians a decisão também nas penalidades máximas.

O Palmeiras tem dificuldade enorme para fazer gols. Em 19 partidas neste ano, fez 24. É pouco. O São Paulo também sofre com isso. São dezesseis gols em dezenove jogos. Mas na semifinal do Allianz Parque, nem precisava marcar. Nem precisou.

O Palmeiras precisa pensar nas razões pelas quais tem tantas dificuldades ofensivas.

O São Paulo sai das semifinais com esperança de um trabalho renovado e com um time mais dinâmico.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC