Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Paolo Guerrero tem seu melhor início em um clube brasileiro

PVC

2009-04-20T19:22:07

09/04/2019 22h07

O depoimento dos que viram a chegada de Paolo Guerrero ao Beira Rio, seus primeiros treinos, seu primeiro jogo contra o Caxias, já dava conta de que o centroavante peruano estava em ótima forma física, tinha se preparado para o retorno treinando sozinho e disposto a ter números fortes no retorno aos gramados. Guerrero estreou com gol contra o Caxias, na semifinal do Campeonato Gaúcho. Fez mais dois na vitória do Internacional por 3 x 2 sobre o Palestino.

No Flamengo, Guerrero marcou três gols nos primeiros três jogos, contra Inter, Náutico e Grêmio. Pelo Corinthians, só anotou pela primeira vez em sua sétima atuação, empate por 2 x 2 contra o Botafogo, no Engenhão. No Internacional, já tem três gols nas suas duas primeiras aparições.

Além de Guerrero, a atuação de Nico López foi excelente. Deu os três passes para gols, o primeiro de Patrick, bola roubada perto da grande área pelo próprio camisa 5. O segundo num contra-golpe que nasceu com desarme do próprio López, depois passe preciso para Guerrero anotar. Quando o Palestino empatou, no começo da segunda etapa, foi Nico López quem colocou a bola na cabeça do peruano, para o terceiro gol.

A força demonstrada nos primeiros trinta minutos diminuiu a partir daí. Até fazer 2 x 0, o Internacional marcava até tiro de meta. Depois, a marcação recuou, o Internacional deu campo para o adversário chileno, sofreu o primeiro gol aos 41 minutos, mesmo tempo do pênalti convertido por Lucas Pratto, do River Plate, semana passada.

O defeito também foi igual. Quando perdeu força física dos meias Patrick e Edenílson, o Internacional caiu de produção. Enervou-se, teve Guilherme Parede expulso, caiu na armadilha do rival chileno, que pretendia lançamentos longos para Passerini dominar e servir Jimenez. Passerini foi o autor do segundo gol, do empate parcial, escorando um cruzamento do ponta Rosende.

Os inícios de partidas do Internacional têm sido excelentes. Quando o ritmo cai, dá margem para os adversários equilibrarem. Se conseguir suportar os noventa minutos com a mesma intensidade, o Internacional vai brigar até as fases decisivas nesta Libertadores.

Terça-feira, 9/abril/2019
INTERNACIONAL 3 x 2 PALESTINO – 21h30

Local: Beira Rio (Porto Alegre); Juiz: Carlos Orbe (Equador); Público: 41.410; Gols: Patrick 11, Guerrero 21, Julián Fernández 41 do 1º; Passerini 1, Guerrero 27 do 2º; Cartão amarelo: Luis Mago, Patrick, D'Alessandro, Guilherme Parede, Ahumada; Expulsão: Guilherme Parede 35 do 2º
INTERNACIONAL: 12. Marcelo Lomba (5,5), 3. Zeca (5), 4. Rodrigo Moledo (6), 14. Cuesta (5,5) e 28. Iago (5,5); 13. Rodrigo Dourado (6) (16. Rithelly 24 do 2º (6)); 10. D'Alessandro (6,5) (18. William Pottker 37 do 2º (sem nota)), 8. Edenílsonn (6), 5. Patrick (6,5) (27. Guilherme Parede 14 do 2º (4)) e 7. Nico López (8); 9. Guerrero (8). Técnico: Odair Hellmann
PALESTINO: 1. Ignacio González (5,5), 20. Guillermo Soto (5,5), 2. Alejandro González (5), 14. Luis Mago (5) (17. Enzo Guerrero, intervalo (5,5)) e 19. Véjar (5,5); 25. Farias (5), 5. Julián Fernández (6), 7. Rosende (6,5) e 10. Luis Jiménez (5,5); 13. Cortés (5) (15. Ahumada 33 do 2º (sem nota)); 9. Passerini (7). Técnico: Ivo Basay

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC