Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Por agressão semelhante à de Neymar, Cantona foi suspenso por oito meses

PVC

2029-04-20T19:13:59

29/04/2019 13h59

Só há na história recente do futebol, um caso semelhante ao de Neymar com o torcedor do Rennes agredido depois da final da Copa da França. Crítico feroz de Neymar nos últimos três anos, Eric Cantona foi copiado em sua agressão a um provocador rival. A pena do craque francês dos anos 1990 foi bem maior do que a que pode acontecer para Neymar, daqui até o final do Campeonato da França.

Em 25 de janeiro de 1995, quando Neymar ainda não havia completado três anos de idade, Eric Cantona abandonou o campo de jogo e deu uma voadora sobre o torcedor do Crystal Palace, Matthew Simmons. Em Selhurst Park, Cantona tinha acabado de receber cartão vermelho durante um empate por 1 x 1 entre Palace e United. Simmons gritava impropérios e palavrões para Cantona, que reagiu com a agressão.

O próprio clube suspendeu o francês até o final da temporada 1994/95, que terminou com o Blackburn campeão e o Manchester United vice, talvez por sentir a ausência de seu camisa 7 e principal jogador. A Federação Inglesa ampliou a punição para até o final de setembro e um juiz determinou a prisão de Cantona por duas semanas. A sentença da prisão foi cancelada, mas Cantona só voltou a jogar oito meses mais tarde.

Cantona foi crítico de Neymar desde sua chegada ao Paris Saint-Germain. Dizia não entender como paixão pelo futebol trocar o Campeonato Espanhol, o Barcelona e a seleção brasileira para disputar partidas contra o Amiens. Em fevereiro, depois da eliminação do PSG para o Manchester United, pela Liga dos Campeões, Cantona disse que Neymar é como churrasco. Só na primavera. Quando chega o inverno, não dá para contar com ele.

A punição de Neymar, na França, deve ser mais branda do que a de Cantona, 24 anos atrás. A pena pode variar de três a oito jogos de suspensão, mas se somará às três partidas impostas pela Uefa por suas críticas aos árbitros de Paris Saint-Germain x Manchester United. Na ocasião, Neymar disse que foram escalados árbitros que não entendem de futebol. Como Kimpembe poderia fazer pênalti e meter a mão na bola se estava de costas, foi o questionamento do brasileiro.

A Uefa seguiu o mesmo padrão da punição ao lateral-direito Aurier, do Tottenham, suspenso há quatro anos também por xingamentos em redes sociais.

No sábado, Neymar foi o melhor em campo em Paris Saint-Germain 2 x 2 Rennes. Era a hora certa para falarmos de Neymar apenas com a bola. Quem obriga a falar do lado oculto do craque é ele próprio.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC