Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

São Paulo lidera com sistema quase inédito para Cuca

PVC

2001-05-20T19:22:12

01/05/2019 22h12

O Goiás começou melhor do que o São Paulo e foi assim nos primeiros vinte minutos no Serra Dourada. Até o São Paulo começar a adiantar o meio-de-campo e ter mais posse de bola, o que ficou claro depois dos vinte minutos. Pouco depois, aos 32, Pato marcou 1 x 0. O segundo gol veio em seguida, aos 36, com Toró, em jogada individual.

O São Paulo jogou em Goiânia como tem sido desde a chegada de Cuca, na semifinal contra o Palmeiras. Com Vágner Mancini, funcionava o sistema 4-1-4-1. Cuca adiantou Igor Gomes e passou a jogar com duas linhas de quatro homens. Foi assim em Goiânia, com Toró e Pato adiantados, Antony na ponta direita, Éverton na esquerda.

É um 4-4-2 meio torto. Porque Éverton fecha como meia-esquerda, Antony avança como terceiro atacante. No segundo tempo, Toró abriu para o lado direito, Antony avançou como segundo avante.

Esse sistema não foi comum em toda a carreira de Cuca. No Flamengo, campeão brasileiro de 2009, a montagem do elenco começou num 4-2-3-1. Williams jogava pela direita. No Botafogo, seu trabalho mais criativo, usava um 3-4-3. Juninho de líbero, Alex pela direita, Triguinho pela esquerda, formava um losango no meio-de-campo, dava movimentação completa para os três atacantes, com Zé Roberto e Jorge Henrique circulando pelas pontas e Dodô como centroavante.

Agora, Cuca usa o 4-4-2, com suas duas linhas tortas, digamos assim.

O treinador não começava um trabalho com duas vitórias seguidas, no Brasileirão, desde sua chegada ao Cruzeiro, na oitava rodada de 2010. O Cruzeiro estava em 11o lugar, terminou vice-campeão. Naquela época, variava o sistema do 4-2-3-1 para o 4-4-2. Chegou a jogar com três zagueiros. Cuca sempre foi inquieto. Mudou de acordo com os adversários. O São Paulo vai fazer o mesmo, mas começa o Brasileirão com duas coisas quase inéditas para Cuca. Duas linhas quase de quatro, porque meio tortas, e duas vitórias seguidas.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC