Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Palmeiras tem defesa que ninguém passa e terceira série invicta da história

PVC

2004-05-20T19:20:52

04/05/2019 20h52

O Palmeiras segue tendo a defesa menos vazada do Brasil em 2019, com oito gols, um a menos do que o Grêmio.

Também alcançou a terceira maior seqüência invicta da história do Brasileirão.

A vitória sobre o Internacional por 1 x 0, gol de Deyverson, aos 14 minutos do primeiro tempo, levou o time de Felipão a 26 partidas sem derrota, com 19 vitórias e 7 empates. Entre 1972 e 1973, o Palmeiras de Osvaldo Brandão também teve 26 jogos sem perder, mas com 18 vitórias e 8 empates. Só o Botafogo de 1977/1978, dirigido por Zagallo (42 jogos) e o Santa Cruz entre 1977/1978), orientado por Evaristo de Macedo (35 jogos) tiveram seqüências mais longas.

A vitória foi sobre um Internacional fortíssimo.

O Palmeiras jogou bem nos primeiros trinta minutos, finalizou mais, construiu o jogo pela direita com Dudu, pela esquerda com Zé Rafael. Scarpa organizava o Palmeiras pelo centro. Equilibrava a posse de bola, mas a diferença estava na marcação por pressão. Mesmo sem roubar no campo de ataque, os atacantes incomodavam muito a saída de Zeca, Lindoso, Iago e Cuesta.

Em quinze minutos, o Palmeiras criou quatro chances de gol, três delas em bolas paradas. Duas de arremessos laterais cobrados por Marcos Rocha, uma pela esquerda e o cruzamento de Dudu, transformado em gol pelo cabeceio de Deyverson.

À medida em que o Internacional trabalhou a bola no meio. Chegou a 59% de posse de bola, mas só chutou duas vezes ao gol de Wéverton. O Palmeiras segue finalizando mais e melhor do que fazia no estadual. Foram chutes, seis na meta de Marcelo Lomba, onze de dentro da área.

Não foi a melhor atuação do Palmeiras depois da eliminação do estadual e da evolução da equipe. Mas foi contra o adversário mais forte.

PALMEIRAS 1 x 0 INTERNACIONAL – 19h
Local: Allianz Parque (São Paulo); Juiz: Wágner do Nascimento Magalhães (RJ); Renda: R$ 1.952.668; Público: 31.549; Gols: Deyverson 14 do 1º; Cartão amarelo: Cuesta, Guerrero, Felipe Melo, Sarrafiore, Edenílson, Sarrafiore
PALMEIRAS: Wéverton (6,5), Marcos Rocha (6), Luan (7), Gustavo Gómez (7,5) e Diogo Barbosa (6); Felipe Melo (7,5) e Bruno Henrique (7,5); Dudu (6,5) (Raphael Veiga 35 do 2º (se nota)), Scarpa (6) (Moisés 22 do 2º (6)) e Zé Rafael (5,5) (Hyoran 15 do 2º (5,5)); Deyverson (7). Técnico: Luiz Felipe
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba (6,5), Zeca (6), Rodrigo Moledo (6), Cuesta (6,5) e Iago (6); Lindoso (6); Nico López (6) (Guilherme Parede, intervalo (6)), Edenílson (6,5) (Rafael Sóbis 35 do 2º (sem nota)), Patrick (6) e Sarrafiore (5,5) (D'Alessandro 13 do 2º (6)); Guerrero (5). Técnico: Odair Hellmann

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC