Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Kalil condena Atlético no Mineirão: "Virou time nômade"

PVC

2010-05-20T19:11:15

10/05/2019 11h15

No final da tarde de quinta-feira, já havia 15 mil ingressos vendidos para Atlético x Palmeiras, clássico do Brasileirão do próximo domingo, em Belo Horizonte. A expectativa é de mais de 30 mil torcedores, número impossível se a tabela marcasse o encontro para o Independência. A ideia da atual direção do Galo é de levar mais atleticanos aos estádios, recuperar o hábito e abrir caminho para ter 30 mil espectadores de média após a inauguração da MRV Arena, quem sabe daqui a três anos.

O presidente campeão da Libertadores de 2013, Alexandre Kalil, discorda da estratégia. Julga absurda a escolha de voltar ao Mineirão. Num encontro com o dirigente e atual prefeito de Belo Horizonte no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na manhã de quinta-feira (9), Kalil confirmou que nunca quis sair do Mineirão pela questão financeira. O Atlético poderia arrecadar mais no maior palco de Minas do que no Independência. Mas nunca quis entregar dinheiro que, em sua visão, deveria ser do Atlético, para a Minas Arena, administradora do estádio.

"Era por isso a decisão. Mas então descobriu-se que havia uma clara vantagem técnica. O Independência virou a casa do Atlético e os adversários não conseguiam nos vencer lá dentro", diz Kalil. "O Mineirão é o túmulo do Atlético. Os maiores títulos, os que fizeram a diferença para a história do Atlético, não foram conquistados no Mineirão. Muitos deles foram no Independência", diz Kalil.

O Atlético enfrenta o Palmeiras, no Mineirão, às 16h deste domingo. Será o sétimo jogo com mando atleticano no Mineirão, em 2019. Até agora, foram nove partidas no Independência e seis no maior estádio de Minas. "Depois que saí de lá, o Atlético virou um time nômade", diz Alexandre Kalil.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC