Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Perder não é normal. Mas o campeão sempre perde

PVC

2020-05-20T19:10:24

20/05/2019 10h24

Os muros da Gávea amanheceram pichados nesta segunda-feira, com pedidos de Fora, Abel e Fora, BAP. Uma das frases pintadas fazia alusão à declaração de Abel Braga, depois da derrota para o Atlético, no Independência, no sábado à noite. "Perder não é normal!"

É claro que o Flamengo não pode se acostumar com derrotas.

É óbvio também que muitas delas fazem parte da rotina do Campeonato Brasileiro a que campeões recentes foram obrigados a se submeter e ter maturidade para não transformar pontos perdidos em crises sem saída.

O Corinthians de 2015 confirmou o título com três partidas de antecipação e goleou o São Paulo por 6 x 1 no clássico das faixas. No início, sofreu. Até a quinta rodada, ocupava a 11a. colocação e tinha duas derrotas, 1 x 0 para o Palmeiras e 3 x 1 para o Grêmio, um baile do time de Roger Machado no Corinthians ainda dirigido por Tite.

Em 2016, o Palmeiras encerrou um jejum de 22 anos sem o título brasileiro. Confirmou a taça na penúltima rodada, contra a Chapecoense. Nas cinco primeiras rodadas, também foi derrotado duas vezes. Contra a Ponte Preta, em Campinas, por 2 x 1, e para o São Paulo, no Morumbi, por 1 x 0. Estava em sexto lugar, após cinco partidas.

No ano passado, o Palmeiras chegou à quinta rodada em quinto lugar, com duas vitórias sobre Athletico Paranaense e Internacional, dois empates contra o Botafogo e a Chapecoense, no Allianz Parque, e derrota para o Corinthians por 1 x 0.

Dos últimos quatro campeões, a exceção é o Corinthians, que chegou invicto à quinta rodada e fechou o primeiro turno sem derrota. O Cruzeiro bicampeão perdeu em 2013 para o Botafogo e em 2014 para o Atlético, antes da quinta rodada. Nesta década, além do Corinthians de Fábio Carille, só o Corinthians de Tite, em 2011, que só caiu contra o Cruzeiro, na 11a rodada. E o Fluminense, de Abel Braga, em 2012, invicto até 12a rodada, quando caiu contra o Grêmio.

Considerando o Brasileiro unificado, foram campeões invictos o Palmeiras (1960), o Santos (1963, 1964 e 1965), o Cruzeiro (1966) e o Internacional (1979).

Em 1980, o Flamengo foi campeão sofrendo duas derrotas em 22 partidas. Caiu contra o Botafogo da Paraíba no Maracanã, por 2 x 1, e para o Atlético, no Mineirão por 1 x 0.

Em 1982, de 23 jogos, também perdeu duas vezes. Contra o Atlético, em Belo Horizonte, e para o Sport, na Ilha do Retiro.

Em 1983, cinco derrotas em 26 partidas. Na primeira fase para o Santos, no Morumbi, na segunda fase para o Palmeiras, na terceira contra o Corinthians, por 4 x 1, nas semifinais para o Athletico Paranaense, e na primeira partida das finais contra o Santos, por 2 x 1, em São Paulo.

Em 1987, quatro derrotas em 19 jogos. Contra o São Paulo e o Fluminense, no Maracanã, para o Internacional e Atlético, fora de casa.

Em 1992, foram sete partidas perdidas de 27 disputadas. Contra Cruzeiro, São Paulo, Bragantino, Vasco, Sport e Santos, duas vezes. Na fase de classificação, a derrota para o Vasco por 4 x 2 completou uma seqüência de cinco rodadas sem vencer.

Em 2009, o recorde de nove derrotas em 38 partidas: Cruzeiro, Sport, Coritiba, Palmeiras, Goiás, Grêmio, Cruzeiro, Avaí e Barueri. O Coritiba goleou por 5 x 0 no Couto Pereira e os 3 x 0 para o Avaí, na Ressacada, significaram o terceiro insucesso consecutivo, no oitavo jogo de Andrade como treinador. No Brasileiro por pontos corridos com vinte clubes, o Flamengo é o campeão com maior número de derrotas (9), junto com o Corinthians de 2011. Em 2004, o Santos de Vanderlei Luxemburgo sofreu 11 derrotas, mas num total de 46 rodadas.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC