Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Flamengo planeja legado para o Brasil com comissão técnica europeia

PVC

2001-06-20T19:04:16

01/06/2019 04h16

PVC, EM MADRI

O Flamengo ainda não conversou com o português Jorge Jesus. A viagem do presidente Rodolfo Landim à Espanha estava programada havia meses e tem como motivo principal o convite para assistir à final da Champions League. Mas a decisão de contratar ou não o português Jorge Jesus passará necessariamente por um diálogo que precisará haver, em algum momento, entre o presidente e o treinador.

Jorge Jesus é um dos candidatos. Há uma lista com cinco nomes, prioritariamente europeus, necessariamente estrangeiros. José Mourinho não é um desses nomes.

À parte a escolha que se fará, e será breve para aproveitar a parada da Copa América, é importante entender o conceito. A direção rubro-negra não enxerga no mercado brasileiro um treinador capaz de dar treinos com intensidade e fazer sua equipe exercer supremacia no campo ofensivo com pressão pela maior parte da partida.

O entendimento é que o treinador deve ser estrangeiro e não pode chegar sozinho. Uma andorinha só não faz verão. A lembrança de que Reinaldo Rueda chegou ao Brasil acompanhado de apenas um assistente produz a certeza de que esse foi fator determinante para que aceitasse o primeiro convite que lhe surgiu. Rueda sentiu-se remando contra a maré, numa estrutura viciada do futebol brasileiro.

É isso o que pensa a cúpula rubro-negra.

Há decepção com a maneira como Abel Braga saiu, mas há também a admissão de que a contratação de Abel se deu pelos motivos aqui já listados. Queria-se um treinador com liderança no vestiário, para acabar com acomodação do elenco nos momentos de derrota. Em dezembro, escolheu-se um líder e uma grife.

Acertar na escolha, agora, e ter um técnico que faça o Flamengo parar de mudar a cada seis meses inclui pensar no conceito. O atual é de que haverá uma comissão técnica grande que acompanhe o novo chefe e ajude a mudar os conceitos na estrutura do clube. A ambição é que dê certo e fique de legado não só na Gávea. Para todo o futebol brasileiro.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC