Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Neymar cortado tem ônus e bônus

PVC

2006-06-20T19:10:21

06/06/2019 10h21

Mário Sérgio ensinava que em algumas situações parece que Deus escala.

No meio de uma crise, Neymar sofre lesão de ligamentos do tornozelo direito e está cortado da Copa América.

Nem a lembrança da frase do craque dos anos 70 e 80 retira a certeza de que não há nada positivo no caso Neymar.

Seja a modelo Najila Mendes uma impostora, seja Neymar um agressor, nada no episódio é positivo.

Nem mesmo a suposta retirada de pressão do grupo de jogadores da seleção, com Neymar ausente da Copa América.

Sim, há o bônus de não haver mais carros de polícia batendo à porta da Granja Comary. Para o craque, a chance de cuidar apenas de sua forma física e, principalmente, dos esclarecimentos necessários à investigação.

Mas há o ônus da seleção brasileira, sem sua referência técnica.

Por mais que permaneçam líderes como Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Casemiro, todas as grandes crises da seleção acontecem quando uma geração rompe com outra sem elo de ligação.

Não houve problema, nem mesmo o vice-campeonato da Copa América, quando Ronaldo começou a ser titular da seleção, porque se juntava à geração de Bebeto e Romário. Diferente foi quando Zico, Sócrates e Falcão não eram mais convocados, no final dos anos 1980, e a geração de Bebeto, Romário, Jorginho e Dunga passava a ser referência.

A seleção da Copa América 2019 terá líderes, mas o ataque não terá ponto de referência. Será de Richarlison, Éverton, David Neres, Firmino, GAbriel Jesus e Phillippe Coutinho. Mesmo que os últimos três tenham participado da campanha da Rússia, não formam o elo com os mais jovens.

Vai dar trabalho equilibrar uma equipe que disputou oito partidas depois da Copa do Mundo e não brilhou em nenhuma.

Valem, no entanto, as lembranças de que a geração de 1989 terminou campeã da Copa América disputada no Brasil. E que as últimas duas conquistas continentais, em 2004 e 2007, foram alcançadas com seleções mistas. Ronaldo, Kaká e Ronaldinho Gaúcho não estiveram no Peru, em 2004. Kaká e Ronaldinho Gaúcho não disputaram a Copa América da Venezuela, em 2007 (veja a foto).

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC