Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Meninas do Brasil entre o risco do fracasso e a esperança de ir à semifinal

PVC

2007-06-20T19:10:14

07/06/2019 10h14

As nove derrotas consecutivas nos últimos nove jogos diminuíram muito a expectativa da seleção brasileira para a Copa do Mundo da França, que começa nesta sexta-feira (7).

Mas a seleção brasileira justifica os nove fracassos e tem esperança.

A suposta explicação para os insucessos consecutivos é a tabela com adversários fortes.

Diferente da seleção masculina, que enfrenta Catar e Honduras antes da estreia na Copa América, o Brasil jogou contra Estados Unidos, Canádá, França, Inglaterra, Japão, Espanha e Escócia. Jogou duas vezes contra inglesas e norte-americanas. Das nove derrotas, seis foram por um gol de diferença, mas caiu por 4 x 1 para os Estados Unidos, 3 x 1 contra Japão e França.

O futebol feminino está mudando rapidamente. A França nunca chegou à final, foi apenas quarta colocada em 2011, mas hoje tem o time mais poderoso do planeta, o Lyon, tetracampeão da Champions League. A cultura e o ambiente do futebol entre as mulheres melhorou muito na Espanha, na França e na Inglaterra. No Brasil, estacionou.

Timidamente, com a entrada dos times de camisas, como Santos e Corinthians, pode melhorar. O Iranduba faz bom trabalho no Amazonas. Mas é pouco. Das 23 convocadas, só seis atuam no Brasil.

O risco de vexame existe. Contra Jamaica, Austrália e Itália, há chance de ser segundo colocado do grupo ou de se classificar na repescagem. O mais forte da chave é a Austrália.

Passando pela fase de grupos, os mata-matas terão o equilíbrio dos seis jogos perdidos por um gol de diferença. Se perdeu no detalhe, pode ganhar assim também. E avançar até as semifinais.

Isto é uma esperança.

A eliminação precoce, um risco real.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC