PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do PVC

Uruguai se apresenta como segundo candidato ao título

PVC

16/06/2019 20h53

O primeiro tempo do Uruguai foi um atropelamento.

Começou com um golaço de Lodeiro, hoje jogador do Seattle Sounders e que mostrou no Mineirão um nível de atuação que não mostrava desde o tempo do Botafogo.

A boa apresentação uruguaia pode ter a ver com o começo de trabalho de Hernán Darío Gómez, técnico colombiano da seleção equatoriana. Com menos de dez partidas sob seu comando, o Equador não tem cara nem jeito de time.

O Uruguai, sim.

Tanto coletivamente, quanto no aspecto individual. Há jogadores especiais, além de Luis Suárez e Cavani. Vecino e Betancur, na faixa central do meio-de-campo, Nández aberto pelo lado direito.

No 4-4-2 e com o padrão que Oscar Tabarez oferece desde 2006.

O massacre continuou com dois gols de cobranças de escanteio, finalizadas por Cavani, aos 33 minutos, e Luis Suárez, aos 44. Antes, Cavani finalizou uma jogada pela direita e obrigou Dominguez a uma defesa incrível.

O segundo tempo foi mais comum. Mesmo assim, o zagueiro Mina quis premiar os uruguaios e marcou contra.

Nos três primeiros dias de Copa América, Colômbia e Uruguai se apresentaram como candidatos ao título.

Domingo, 16/junho/2019
URUGUAI 4 x 0 EQUADOR – 19h

Local: Mineirão (Belo Horizonte); Juiz: Ânderson Daronco (Brasil); Gols: Lodeiro 6, Cavani 33, Luis Suárez 44 do 1º; Mina (contra) 34 do 2º; Cartão amarelo: Lodeiro; Expulsão: Quintero 24 do 1o
URUGUAI: 1. Muslera (6), 22. Martín Cáceres (5,5), 2. Giménez (6,5), 3. Godín (6,5) 0e 17. Laxalt (6); 8. Nández (6,5) (16. Pereiro 19 do 2º (6)), 5. Vecino (6) (15. Valverde 37 do 2º (sem nota)), 6. Betancur (6) e 7. Lodeiro (7,5) (14. Torreira 34 do 2º (sem nota)); 9. Luis Suárez (7) e 21. Cavani (7). Técnico: Oscar Tabarez
EQUADOR: 22. Dominguez (6,5), 7. Quintero (3), 2. Mina (3), 21. Achiler (4) e 19. Beder Caicedo (5); 15. Intriago (5,5) e 18. Orejuela (5); 16. Antonio Valencia (5), 10. Mena (5) e 11. Preciado (5) (7. Ibarra, intervalo (5)); 13. Enner Valencia (5). Técnico: Hernán Darío Gómez
Melhor em campo: Lodeiro

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC