Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Tente entender o mistério da renda e público da abertura da Copa América

PVC

2017-06-20T19:14:05

17/06/2019 14h05

Depois de três dias de discussões sobre a renda e o público do Morumbi, na abertura da Copa América, o Comitê Organizador se manifestou a pedido deste colunista (a nota foi divulgada para todos, mas há dois dias este blog pedia a explicação ao Comitê). Chamava a atenção o ticket médio a R$ 485. Se o ingresso mais caro era de R$ 590, como observou o editor do site da ESPN, Paulo Cobos, não faz sentido o ticket médio ser tão alto.

O Comitê informa que a renda de R$ 22 milhões incluiu os pacotes de hospitalidade, cujos preços médios foram de R$ 2.043. Ou seja, o público comum não pagou R$ 485. Mas admite-se que o bilhete do jogo inaugural foi mais caro do que das demais rodadas.

A média de público das cinco primeiras partidas da Copa América é de 25.400.
A média da Copa do Centenário, nos Estados Unidos (2016), foi de 46 mil.
Na última Copa América no continente sul-americano, em 2015, no Chile, houve 25.200 de público médio.
No Brasil, em 1989, houve 33 mil torcedores por jogos, contabilizadas as três rodadas duplas da fase final, no Maracanã, com 89 mil no primeiro dia, 45 mil no segundo e 132 mil no terceiro. Na fase de grupos, o público médio foi de 16 mil. Nove mil a menos do que nesta etapa de grupos.

Abaixo, a íntegra da nota enviada pelo Comitê Organizador, a pedido deste blog:

PÚBLICO E RENDA DO JOGO DE ABERTURA DA
CONMEBOL COPA AMERICA BRASIL 2019

Sobre o público e renda do jogo da última sexta-feira, dia 14, no Estádio do Morumbi, pela CONMEBOL Copa América Brasil 2019, o Comitê Organizador Local esclarece que:

1. O número total de ingressos emitidos foi de 51.587. Desse total, 47.619 foram ingressos vendidos e 3.968 foram ingressos de cortesia.

2. Dos 47.619 ingressos vendidos, compareceram 46.342 torcedores, incluindo torcedores em geral e hospitalidade. Portanto, 1.277 pessoas que compraram ingressos não foram ao estádio.
3. Das 3.968 cortesias, 918 compareceram, portanto 3.050 não compareceram.
4. O total de pessoas que tinham ingressos, mas não compareceram, portanto, foi de 4.327 torcedores, somando os vendidos e cortesias.
5. A renda do jogo é de R$ 22.476.630,00, considerando venda ao público em geral e pacotes de hospitalidade. Vale ressaltar que a partida de abertura tinha preços diferenciados dos demais jogos da primeira fase. Além disso, o preço médio do ingresso de hospitalidade foi de R$ 2.043,00, pois inclui vários serviços, além do preço do ingresso.
6. Do total da renda, R$ 6.015.060,00 são referentes à hospitalidade. E os R$ 16.461.570,00 são de ingressos para público geral, o que significa um valor médio de tíquete de R$ 368,47.
7. A carga total de ingressos colocada à venda foi de 60.340. Isso significa, portanto, que 8.753 entradas não foram vendidas. Destes, 2.366 são ingressos de hospitalidade, 4.514 foram reservados para venda a patrocinadores do torneio e parceiros e 1.873 foram ingressos da Categoria 1. Os bilhetes de Categoria 1 foram reservados por torcedores, mas eles não concluíram a compra. Esses ingressos voltaram para venda no site no último momento antes do horário do jogo. Aprimoramos esse processo para permitir maior velocidade nesse retorno.
8. Como nos grandes eventos, houve bloqueio de assentos para instalação de equipamentos e para espaços operacionais necessários para cerimonia de abertura, além de não utilização de assentos com visão obstruída. No caso deste jogo, isso representou total de 5.261 assentos bloqueados. Por isso, a carga total de ingressos colocada à venda foi de 60.340, menor do que a capacidade total do estádio, que é de 65.601.
9. O borderô do jogo será publicado no site oficial do evento (copaamerica.com) nesta segunda-feira, dia 17. O mesmo acontecerá para todos os jogos do torneio, de acordo com o Estatuto do Torcedor.

A venda de ingressos é uma das fontes de receita para cobrir as despesas da CONMEBOL Copa América Brasil 2019, que está sendo realizada com recursos 100% privados. Além dos ingressos, a outra fonte de recursos é o repasse, pela CONMEBOL, de parte da receita dos direitos de TV e dos patrocínios.

Números Brasil x Bolívia – 14 de junho

Capacidade total estádio: 65.601
Assentos bloqueados: 5.261
Total de ingressos colocados à venda: 60.340
Total de ingressos emitidos: 51.587 (entre venda e cortesia)
Total de ingressos vendidos: 47.619
Total de cortesias emitidas: 3.968
Total de pagantes presentes: 46.342
Total de cortesias presentes: 918
Total de público presente: 47.260 (pagantes + cortesia)
Renda: R$ 22.476.630,00.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC