Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Até a França olha para Barcelona

PVC

16/07/2019 12h41

A capa da revista France Football, que chegou às bancas de Paris nesta terça-feira, mostra Antoine Griezmann com a camisa do Barcelona e o título: "À mesa grande." No dia em que Neymar se reapresentou ao Paris Saint-Germain, o assunto no futebol francês é Griezmann. Isso não indica que Neymar está certo em tentar voltar ao Barcelona. Mostra que errou ao sair.

Todos os diários europeus de hoje contam a história de Neymar. El Mundo Deportivo diz, na Catalunha, que o Barcelona freou a operação Neymar e que Leonardo disse ao craque, na reapresentação, que as contratações de Frenkie De Jong e Griezmann, com custos de 195 milhões de euros, indicam que não haverá proposta boa do Barça para o Paris Saint-Germain.

Mas o grupo de apoio a Neymar segue dizendo que a proposta do Barça é interessante. O Barcelona tornou-se o primeiro clube do planeta a apresentar receitas superiores a 1 bilhão de euros, com dívida de 181 milhões de euros, segundo informações publicadas há sete meses.

A situação financeira é confortável, mas há quem diga que vai explodir, porque a estratégia de Josep Maria Bartomeu é bem diferente daquela de Joan Laporta, que ajudou o Barça se tornar o clube mais seguido do planeta. Laporta queria contratações certeiras e midiáticas, misturadas com promoções de jogadores formados em casa, com o eterno estilo Barça.

Hoje, Bartomeu é visto como um Florentino Pérez sem grife. Contrata pesado, tem resultados expressivos na Espanha, mas não se aproxima da Champions League desde 2015. Verdade que o último presidente campeão da Champions foi ele, mas por ter o cargo herdado pela renúncia de Sandro Rossell, em 2014.

No verão seguinte à posse de Bartomeu, o Atlético de Madrid contratou Griezmann da Real Sociedad, por 30 milhões de euros. Em sua primeira temporada no Calderón, o atacante francês fez 22 gols no Campeonato Espanhol, o mesmo número de Neymar, só que disputando quatro partidas a mais. Neymar era e é melhor. Basta concentrar-se em jogar.

Nas páginas internas da France Football, um gráfico escancara como Neymar faz mais gols em menos tempo e participa de mais ações decisivas do que Griezmann. No entanto, o Barça contratou o atacante campeão do mundo pela França e apenas estuda o retorno de Neymar, tentando envolver jogadores em trocas que o PSG, neste momento, não julga convenientes.

O que mudou não foi a qualidade do futebol de Neymar. Foi sua concentração e sua gestão da carreira.

 

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC