Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Palmeiras reage, mas completa quatro jogos sem vencer após dois anos

PVC

23/07/2019 22h11

O Palmeiras completou sua quarta partida sem vitória, o que não acontecia desde o reinício do trabalho de Cuca, em 2017. No começo daquele Campeonato Brasileiro, somaram-se derrotas para o São Paulo (0x2), Coritiba (0 x 1) ao empate contra o Atlético Mineiro por 0 x 0 e à derrota para o Internacional pela Copa do Brasil, por 3 x 1. Dois anos depois, o resultado só não foi pior, porque o time mostrou poder de reação raro na era Felipão. O Palmeiras não vira um placar desde 2 de junho do ano passado, quando o técnico ainda era Roger Machado, mas evitou a derrota depois de levar 2 x 0 e buscou o empate por 2 x 2 que permitirá a classificação com empate sem gols ou vitória simples, na semana que vem.

O primeiro tempo foi de erros sucessivos, como nas derrotas para Internacional e Ceará. Passes sem direção se sucediam e permitiram saídas precisas da equipe argentina. Na primeira delas, aos 5 minutos, Raphael Veiga não bloqueou o cruzamento e Marcos Rocha deu liberdade para Brunetta passar e Morro Garcia marcar.

Quando parecia mais estável, o Palmeiras permitiu um contra-ataque em que Bullalde deixou Morro Garcia frente a frente com Wéverton. O primeiro gol palmeirense nasceu apenas da volúpia de Felipe Melo. O segundo, não. Aconteceu, porque o Palmeiras voltou com mais cuidado nos passes e empurrando o Godoy Cruz para seu campo defensivo, na segunda etapa. Até Luan fazer o passe, Borja dar drible e finalizar com precisão. Foi o décimo gol de Borja pelo Palmeiras na Libertadores.

Houve uma chance clara, antes, num contra-ataque em que Willian chutou para fora. Das três mudanças de Felipão, Willian foi a melhor.  Chamou a bola em seu pé, trocou passes, tentou finalizações e dribles. Raphael Veiga trabalhou muito, mas rendeu pouco. Borja reagiu, porque fez seu gol, mas ainda briga com a bola.

O Palmeiras, também. Longe de seu melhor desempenho, o Palmeiras procura ter mais transpiração e melhorar seu índice de finalizações. Melhorou no segundo tempo. Mas ainda não está distante do que pode realizar.

Terça-feira, 23/julho/2019

GODOY CRUZ 2 x 2 PALMEIRAS – 21h30

Local: Malvinas Argentinas (Mendoza); Juiz: Wilmar Roldán (Colômbia); Gols: Santiago Garcia 5, Santiago Garcia 27, Felipe Melo 33 do 1º; Borja 14 do 2º; Cartão amarelo: Aleo, Luan, Brunetta

GODOY CRUZ: 12. Mehring (4), 22. Arena (5), 2. Varela (4,5), 6. Cardona (4) e 4. Aleo (5); 30. Andrada (6), 24. Kevin Gutiérrez (6) e 28. Bullalde (5,5) (16. Manzur 31 do 2º); 9. Merentiel (4) (14. Prieto 21 do 2º (5)), 18. Santiago Garcia (6,5) e 26. Brunetta (7). Técnico: Lucas Bernardi

PALMEIRAS: 21. Wéverton (7), 2. Marcos Rocha (6), 13. Luan (6), 15. Gustavo Gómez (4) e 6. Diogo Barbosa (4,5); 30. Felipe Melo (6,5) e 19. Bruno Henrique (6); 7. Dudu (5,5), 23. Raphael Veiga (6) e 11. Willian (7,5) (28. Hyoran 29 do 2º); 9. Borja (7) (16. Deyverson 36 do 2o (sem nota)). Técnico: Luiz Felipe

Santiago Garcia perdeu pênalti aos 38 do 1º tempo.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC