Mais informação com menos tempo de leitura
Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

Palmeiras e Fluminense são retrato dos altos e baixos do Brasileirão

PVC

10/09/2019 06h46

Era dia 11 de novembro de 2012.

O Palmeiras tinha seu estádio em reforma e mandava o clássico contra o Fluminense em Presidente Prudente.

Líder, dono do melhor ataque e da defesa menos vazada do Brasileirão, o Tricolor se sagraria campeão naquela tarde.

Para o Palmeiras, uma derrota levaria à quase certeza de rebaixamento, ratificado uma semana depois em Volta Redonda contra o Flamengo. O Fluminense venceu por 3 x 2, dois gols de Fred e um de Maurício Ramos, contra.

Em sete anos, a vida mudou dos dois lados. O Fluminense é o 18o colocado do Brasileirão e o Palmeiras o último campeão.

Há poucos campeonatos do planeta onde as oscilações são tão grandes. O mais próximo disso, entre os grandes torneios da Europa, é o Francês. O Montpellier, campeão de 2012, hoje é 14o colocado. Líder na Inglaterra, hoje, o Liverpool foi oitavo colocado em 2012. Mas aquela temporada dos Reds foi acidental. Normalmente, o Liverpool reside entre os cinco melhores.

Mudança aconteceu com o Manchester United que, de campeão ano sim, ano não, passou a sofrer em posições intermediárias. E com o Leicester, décimo quarto em 2015, campeão em 2016, décimo segundo em 2017.

Nada como uma inversão de valores tão grande.

O Fluminense era campeão e hoje precisa vencer no Allianz Parque para sair da zona de rebaixamento.

O Palmeiras precisava vencer para se salvar e hoje tem de ganhar para se manter na briga pelo troféu.

Hoje, Palmeiras x Fluminense fazem o clássico da gangorra.

 

11/novembro/2012

PALMEIRAS 2 x 3 FLUMINENSE

Local: Prudentão (Presidente Prudente); Juiz: Leandro Vuaden (RS); Renda: R$ 223.495; Público: 8.461; Gols: Fred 45 do 1º; Maurício Ramos (contra) 9, Barcos 16, Patrick Vieira 19, Fred 43 do 2º; Cartão amarelo: João Denoni, Luan, Diguinho, Jean

PALMEIRAS: Bruno, Wesley, Maurício Ramos, Henrique (Román 24 do 1º) e Juninho; João Denoni, Correa, Marcos Assunção (Luan 13 do 2º) e Patrick Vieira; Obina (Maykon Leite, intervalo) e Barcos. Técnico: Gílson Kleina

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Diguinho 33 do 2º), Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho e Jean; Wellington Nem (Marcos Júnior 13 do 2º), Thiago Neves e Rafael Sóbis (Valencia 23 do 2º); Fred. Técnico: Abel Braga

Com este resultado, o Fluminense foi campeão brasileiro de 2012.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é colunista da Folha de S. Paulo, comentarista da Fox e blogueiro do UOL. Jornalista desde os 18 anos, descobriu ao completar 36 que já tinha mais tempo de jornalismo do que de sonho. Ou seja, mais anos no exercício da profissão do que tinha de idade quando publicou sua primeira matéria. Trabalhou na revista Placar, diário Lance!, ESPN Brasil, cobriu as Copas de 1994, 1998, 2006, 2010 e 2014, esteve em sete finais de Champions League.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Mais Blog do PVC