PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Se arrependimento matasse...

PVC

10/09/2019 12h44

Arsene Wenger admitiu em entrevista ao canal Bein Sports que esteve a um passo de contratar Lionel Messi. Em 2003, enquanto negociava a compra de Cesc Fábregas, do Barcelona, com o agente espanhol Joseba Diaz, Messi foi oferecido e houve conversas.

Durante anos, Joseba Diaz foi acusado de tirar garotos do Barcelona. Fabregas e Messi eram estrelas do time da geração 1987. Fábregas estreou no Arsenal logo depois do título invicto de 2004. Nunca foi campeão inglês pelo clube da região Norte de Londres. Mais tarde, foi pelo Chelsea.

Nos catorze anos em que Arsene Wenger ficou no Arsenal depois de negociar com Messi, o Arsenal não ganhou o título inglês nenhuma vez. Messi foi campeão espanhol nove vezes e ganhou a Champions quatro.

Claro que não venceu sozinho. Tinha o Barcelona por trás. O clube que descobriu e não perdeu Lionel Messi.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC