Topo
Blog do PVC

Blog do PVC

Categorias

Histórico

O Maracanã está vivo e pode ser muito melhor

PVC

17/10/2019 14h07

Menos de dois anos depois da condenação da Conmebol ao Flamengo, pelos distúrbios causados na decisão da Copa Sul-Americana de 2017, o Maracanã foi escolhido como palco da final da Libertadores de 2020.

Por mais que se seja contra a final da Libertadores em jogo único, é preciso olhar para o significado da escolha.

Por sete anos, desde a reinauguração do maior palco do futebol brasileiro, em 2013, decretou-se que o estádio não tinha mais alma.

Então, a Nação Rubro-Negra fez aparecer seu espírito. O Fluminense também promove festas, embora com menos gente.

Se o Maracanã tinha perdido sua alma, então existe reencarnação.

É o que indicam suas arquibancadas repletas neste ano de 2019, com 53 mil pessoas de público médio no Maracanã para o Brasileiro, com 62 mil pessoas em média na Libertadores, para ver o time de Jorge Jesus.

Se parte de nós reluta em perceber como o Maracanã está adaptado a um novo futebol mundial, mesmo com crimes cometidos contra o patrimônio histórico e denunciados pelo repórter Lúcio de Castro, é necessário notar que as crianças, que hoje visitam o estádio, vão se lembrar dele por toda a vida.

A alma do estádio é gente que lota suas arquibancadas.

O Maracanã comemorará setenta anos com muita coisa a fazer. O governo do Rio de Janeiro, de Wilson Witzel, precisa determinar como será a nova licitação, quem será o controlador do estádio, quem fará as obras de manutenção necessárias, num estado que não pagou professores nem policiais nos últimos anos.

É urgente que o governo do Estado anuncie logo estas providências. Por enquanto, empurra com a barriga, com mais seis meses de administração provisória de Flamengo e Fluminense. Pode até seguir assim, mas com regras claras e período definitivo.

Não é o suficiente. Não está bom como está.

O Maracanã precisa urgentemente destes cuidados.

Mas está vivo.

Se não é mais o maior estádio do mundo, é o melhor. O mais carismático, na cidade mais bonita, no país do futebol.

 

 

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do PVC