Topo

Histórico

Categorias

Seleção ganha alívio antes das eliminatórias

PVC

19/11/2019 11h16

Vencer a Coreia do Sul não é como enfrentar a Argentina. Daí o fim da seqüência de cinco partidas sem vitórias não tirar o peso das más atuações depois da Copa do Mundo — e principalmente depois da Copa América. Mas ganhar é melhor do que perder e mostrar bom futebol em vários momentos da partida, também.

O Brasil teve 59% de posse de bola e finalizou dezenove vezes. Coutinho marcou até de falta, o que não acontecia havia cinco anos. Foi o segundo, da vitória por 3 x 0.

O primeiro gol veio de boa combinação pela esquerda e passe de Renan Lodi. Apesar de ter perdido um pouco de espaço nos últimos jogos do Atlético de Madrid, está claro que Renan Lodi pede passagem para ser o lateral titular de Tite.

O terceiro gol em boa combinação da esquerda que se transformou em um belo chute de Danilo, pela direita. Danilo não mostra a mesma fluência de jogo para ser titular que Renan Lodi apresenta do lado oposto.

Bons momentos, mesmo sem uma atuação brilhante.

Mas com o alívio momentâneo para entrar nas eliminatórias sem precisar quebrar o tabu de cinco partidas sem vencer.

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC