Topo

Histórico

Categorias

Flamengo é time que mais causa demissões de técnicos no Brasileirão

PVC

28/11/2019 08h26

A goleada por 4 x 1 do Flamengo sobre o Ceará causou a demissão de Adílson Batista, depois de 13 partidas no comando. O Ceará é o terceiro clube a demitir técnico depois de ser vencido no Maracanã. Felipão, do Palmeiras, e Fábio Carille, do Corinthians, já tinham sido demitidos após derrotas para o time de Jorge Jesus. O rubro-negro é o clube que mais causou demissões de treinadores de maneira indireta, depois de vitórias implacáveis.

O Atlético Mineiro causou as quedas de Enderson Moreira, do Ceará, e de Mano Menezes, do Cruzeiro. Mano pediu demissão contra o Internacional, o Atlético foi seu último jogo pelo Brasileirão.

O Santos causou as saídas de Claudinei Oliveira, do Goiás, e Oswaldo de Oliveira, do Fluminense.

Das 23 trocas de treinador em 35 rodadas de Brasileirão, 18 foram demissões causadas por resultados. Mesmo quando houve pedidos de demissão, como Abel Braga, depois de vencer o Athletico Paranaense, e Mano Menezes, depois de perder o clássico para o Atlético, estes casos estão computados porque os pedidos para sair foram causados pelo desempenho da rodada anterior. Foram diferentes os casos de Alberto Valentim, que trocou o Avaí pelo Botafogo, ou Tiago Nunes, que não caiu por causa de uma derrota para algum clube, mas por anunciar que iria para o Corinthians em 2020. Estes dois últimos casos não estão na soma.

O Flamengo passou de máquina moedora de treinadores nos últimos anos a guilhotina de técnicos adversários. O último Campeonato Brasileiro em que o rubro-negro teve o mesmo técnico do início ao final da campanha foi 2011, com Vanderlei Luxemburgo. Jorge Jesus é o 18o treinador na Gávea nos nove anos desta década.

Mais recente e relevante do que isto, neste momento, é a capacidade de produzir demissões de técnicos em outros clubes. Não por responsabilidade do Flamengo, mas pela fragilidade de seus adversários.

 

Sobre o Autor

Paulo Vinicius Coelho é jornalista esportivo, blogueiro do UOL, colunista da Folha de S. Paulo. Cobriu seis Copas do Mundo (1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018) e oito finais de Champions League, in loco. Nasceu em São Paulo, vive no Rio de Janeiro e seu objetivo é olhar para o mundo. Falar de futebol de todos os ângulos: tático, técnico, físico, econômico e político, em qualquer canto do planeta. Especializado em futebol do mundo.

Sobre o Blog

O blog tem por objetivo analisar o futebol brasileiro e internacional em todos os seus aspectos (técnico, tático, político e econômico), sempre na tentativa de oferecer uma visão moderna e notícias em primeira mão.

Blog do PVC