Blog do PVC

Informações e palpites dos jogos de quarta-feira
Comentários 8

PVC

VITÓRIA x SANTOS

Quarta-feira, Barradão, 19h30

VITÓRIA – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – Fernando Miguel, Patrick, Kanuu, Fred e Géferson; Uillian Correia e Fillippe Souto; Neílton, Gabriel Xavier e David; Kieza. Técnico: Alexandre Gallo

Últimos cinco jogos – vevdd

SANTOS – Problemas – Thiago Maia (terceiro cartão), Ricardo Oliveira (machucado), Lucas Lima (gripado), Zeca (machucado), Leandro Donizete (problemas particulares), Luiz Felipe (machucado), Gustavo Henrique (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alisson e Renato; Bruno Henrique, Vítor Bueno e Copete; Kayke. Técnico: Levir Culpi

Últimos cinco jogos – evvvd

CURIOSIDADE – O Santos venceu nas suas últimas duas visitas ao Barradão, em 2014 e 2016

PALPITE – Santos

ARBITRAGEM – Héber Roberto Lopes (SC); Carlos Berkenbrock (SC), Hélton Nunes (SC)

BOTAFOGO x VASCO

Quarta-feira, Nílton Santos, 21h

BOTAFOGO – Problemas – Luís Ricardo (machucado), Jonas (machucado), Marcelo (machucado), Aírton (machucado), Marcinho (machucado) – Time provável (4-4-2) – Gatito Fernandez, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Bruno Silva, Lindoso, Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão; João Paulo; Roger. Técnico: Jair Ventura

Últimos cinco jogos – vede

VASCO – Problemas – Jean (machucado, dúvida), Rafael Marques (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Martin Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Wellington; Yago Pikachu, Douglas, Matheus Vital e Nenê; Luís Fabiano. Técnico: Mílton Mendes´

Últimos cinco jogos – vdvdd

CURIOSIDADE – A última vitória do Botafogo sobre o Vasco aconteceu em 2013, por 3 x 2, com dois gols de Rafael Marques e um de Seedorf.

PALPITE – Botafogo

ARBITRAGEM – Leandro Vuaden (RS); Jorge Eduardo Bernardi (RS), Maurício Coelho Silva Penna (RS)

PALMEIRAS x ATLÉTICO GOIANIENSE

Quarta-feira, Allianz Parque, 21h

PALMEIRAS – Problemas – Willian (terceiro cartão), Thiago Santos (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Fernando Prass, Mayke, Mina, Juninho e Zé Roberto; Jean e Tchê Tchê; Roger Guedes, Guerra e Keno; Borja. Técnico: Cuca

Últimos cinco jogos – vdvde

ATLÉTICO GOIANIENSE: Problemas – Igor (machucado), Jorginho (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Felipe, André Castro, Eduardo, Roger Carvalho e Bruno Pacheco Silva e Marcão; Luís Fernando, Andrigo e Breno Lopes; Everaldo. Técnico: Doriva

Últimos cinco jogos – dvvdd

CURIOSIDADE –

PALPITE – Palmeiras

ARBITRAGEM – Antônio Dib (PI); Cleriston Clay (SE), Fábio Pereira (TO)

ATLÉTICO PARANAENSE x SÃO PAULO

Quarta-feira, Arena da Baixada, 21h45

ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Gedoz (machucado), Guilherme (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wéverton, Jonathan Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Deivid; Nikão, Lucho González e Douglas Coutinho; Grafite. Técnico: Eduardo Baptista

Últimos cinco jogos – vvddv

SÃO PAULO – Problemas – Maicon (negociando com o Galatasaray), Rodrigo Caio (machucado, dúvida) – Time provável (3-4-3) – Renan Ribeiro, Lugano, Militão e Douglas; Thiago Mendes, Jucilei, Cícero e Júnior Tavares; Marcinho, Pratto e Cueva. Técnico: Rogério Ceni

Últimos cinco jogos – dedvd

CURIOSIDADE – O São Paulo nunca venceu o Atlético Paranaense na Arena da Baixada. Pelo Brasileirão, são dez vitórias do Atlético e quatro empates.

PALPITE – Atlético Paranaense

ARBITRAGEM – Wágner do Nascimento Magalhães (RJ); Rodrigo Correa (RJ), Thiago Farinha (RJ)

AVAÍ x FLUMINENSE

Quarta-feira, Ressacada, 21h45

AVAÍ – Problemas – Alemão (machucado) – Time provável (4-2-3-1) –Kozlinski, Maicon, Betão, Gustavo e Capa; Luan e Judson; Joel, Marquinhos e Juan; Rômulo. Técnico: Claudinei Oliveira

Últimos cinco jogos – ddedv

FLUMINENSE – Problemas – Gum (machucado), Renato Chaves (machucado), Pierre (machucado), Luiz Fernando (machucado), Sornoza (machucado), Wellington Silva (machucado), Douglas (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Júlio César, Lucas, Reginaldo, Henrique e Mascarenhas; Orejuela; Scarpa, Norton, Calazans e Richarlison; Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga

Últimos cinco jogos – evevv

CURIOSIDADE – No Brasileirão, houve quatro encontros na Ressacada, com duas vitórias para cada lado.

PALPITE – Fluminense

ARBITRAGEM – Marielson Alves Silva (BA); Alessandro Rocha de Mattos (BA), Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

ATLÉTICO MINEIRO x SPORT

Quarta-feira, Independência, 21h45

ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Adílson (machucado), Luan (machucado), Gabriel (machucado), Marcos Rocha (machucado), Carlos César (machucado) – Time provável (4-4-2) – Victor, Alex Silva, Leonardo Silva, Felipe Santana e Fábio Santos; Elias, Ralph, Rafael Carioca e Robinho; Cazares e Fred. Técnico: Roger Machado

Últimos cinco jogos – vddve

SPORT – Problemas – Ronaldo Alves (machucado), Rogério (machucado), Anselmo (machucado), Thomás (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Fabrício e Patrick; Osvaldo, Diego Souza e Rithelly; André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Últimos cinco jogos – dedvd

CURIOSIDADE – Vanderlei Luxemburgo foi técnico do Atlético em 2010 e deixou o cargo quando o time estava em 18º lugar.

PALPITE – Atlético

ARBITRAGEM – Wílton Pereira Sampaio (GO); Fabrício Vilarinho da Silva (GO); Leone Carvalho Rocha (GO)


São Paulo deve receber R$ 3 milhões a mais do que pagou em venda de Maicon
Comentários 23

PVC

A venda quase fechada do zagueiro Maicon, do São Paulo para o Galatasaray, pode incrivelmente compensar a compra realizada há um ano. Quando efetivou a contratação em definitivo, às vésperas da semifinal da Libertadores, o São Paulo pagou 6,6 milhões de dólares, R$ 22 milhões.

Agora, o Galatasaray pagará 7 milhões de euros que poderão alcançar 8 milhões se o clube turco classificar-se para a Champions League. Isso representa em torno de R$ 25 milhões.

A compra no ano passado parecia um negócio muito alto, o sétimo jogador mais caro da história do Brasil — hoje é o nono, depois das transferências de Pratto para o São Paulo e Borja para o Palmeiras.

Só parecia compensar pelo aspecto esportivo, porque há um ano Maicon era um jogador querido pela torcida e a compra manteria um titular nas finais da Libertadores.

Hoje, Maicon é discutido e já deixou claro que quer ir para a Turquia. Mudou tudo. Até o menos provável. O São Paulo venderá por R$ 3 milhões a mais do que pagou.

A venda quase fechada de Maicon não muda a situação de Lugano, que não deve renovar seu vínculo com o São Paulo no final deste mês.


Alemanha estreia com vitória na Copa das Confederações. Mas, calma!
Comentários 6

PVC

A Alemanha tem um trilho definido desde 2004, seqüência de trabalho que transformou-se até em livro, Das Reboot – Como o Futebol Alemão reinventou-se. O 7 x 1 sobre o Brasil na semifinal da Copa multiplicou esta percepção no Brasil de uma maneira sobrevalorizada. É claro que a Alemanha é candidata a ganhar a Copa do Mundo de 2018, mas não venceu a Eurocopa, nem o Europeu Sub-23 desde 2009.

A seleção que começou a campanha na Copa das Confederações tem quatro vice-campeões olímpicos e seis sem passagem pelo time principal antes da convocação. É um exagero chamar de time B. Plattenhardt, Demirbay, Younes, Denme, Sandro Wagner e Stindl não tinham sido convocados ainda. Todos os demais, sim.

Kimmich ainda não se firmou como jogador de primeiro nível, mas é ótimo para jogar como zagueiro, volante ou lateral. Tem sido o lateral-direito titular depois da aposentadoria de Phillip Lahm. Não é igual. Rudy fez boa Olimpíada, joga pelo Hoffenheim, mas é um volante comum. Nada a ver com Khedira, Schweinsteiger e Toni Kroos.

Isto tudo se mostrou na estreia da Copa das Confederações, vitória por 3 x 2 sobre a Austrália, em Sochi. A Alemanha começou muito bem, graças a dois de seus melhores jogadores convocados para esta competição: Goretzka e Brandt. O outro talento, Draxler, jogou aberto pelo lado esquerdo, sem muito brilho.

Brandt é um ponta, que esteve na Olimpíada do Rio e tem facilidade para jogar pelos dois lados. Joga no Bayer Leverkusen, decepção da temporada da Bundesliga. Talentoso. Fez a jogada do primeiro gol, concluída por Stindl, atacante do Borussia Monchengladbach.

O sistema adotado por Joachim Löw foi o 4-4-2. Stindl jogava na frente da linha de quatro homens do meio-de-campo e quase ao lado de Sandro Wagner. Este, revelado pelo Bayern, fez parte da mais talentosa geração alemã das últimas décadas.

Quando venceu a Inglaterra na decisão do Europeu Sub-23 de 2009, estavam no grupo Manuel Neuer, Howedes, Boateng, Hummels, Khedira, Ozil, todos campeões mundiais no Maracanã, 2014. Também faziam parte do time Castro e Schmelzer, do Borussia Dortmund, e Sandro Wagner.

Hoje ele é importante no grupo. Pode ser o substituto de Mario Gomez, hoje no Wolfsburg, titular com Joachim Low quando ele quer um centroavante. No segundo semestre do ano passado, o centroavante foi Mario Gotze, afastado por questões de saúde. Contra a Itália, em amistoso no final do ano passado, Löw escalou um 3-4-2-1, com Goretzka e Gundogan como meias e Thomas Muller como avante mais infiltrado. Empatou por 0 x 0.

Draxler é um talento, mas disputou 17 partidas da temporada francesa pelo Paris Saint-Germain, pela Ligue 1, marcou quatro gols e deu um passe. É menos do que indica a perspectiva de que seja titular absoluto no meio-de-campo. Goretzka é muito bom. Faz parte da geração semifinalista do Europeu Sub-23 de 2015, que caiu contra Portugal na semifinal por 5 x 0 e contava com Ginter, Can, Kimmich, Younes, Leno e Demirbay, todos presentes na Copa das Confederações.

O planejamento não é novo para a Alemanha. Sempre foi assim. Inclusive no tempo em que o Brasil dava de ombros para a capacidade de se reinventarem, antes da crise, quando saíam de Beckenbauer e Gerd Muller, para Rummenigge e Hansi Muller. De 1974 a 1982, os times foram sempre brilhantes, mas a distância era do título para o vice.

A geração de Goretzka é excelente. Mas nem todo grande time vai ganhar tudo sempre. Calma! O jogo contra a Austrália mostra que a Alemanha é um dos times mais fortes do mundo, numa elite que tem dez seleções de níveis semelhantes. Quem vai ganhar a Copa? Pode ser Alemanha, Argentina, França, Espanha, Brasil… Difícil apontar outro, como Portugal, Inglaterra e Itália… Não acredito.

Mas o futebol está muito igual entre as seleções. Como já estava em 2014, quando a Alemanha venceu a Argélia na prorrogação e a França suando sangue por 1 x 0. Assim como venceu a Austrália por 3 x 2.


Brasileirão tem vantagem de quem tem menos posse de bola
Comentários 4

PVC

A rodada do Brasileirão teve cinco vitórias de times visitantes, uma de mandante e três empates. Falta o jogo Cruzeiro x Grêmio. Dos times que tiveram mais posse de bola, só o Vasco ganhou. Mas com 50,7% de controle do jogo.

A oitava jornada do campeonato evidencia a tendência do Brasileirão. Nas últimas duas temporadas, o campeão não foi o time de mais posse de bola. O Palmeiras era o 11o neste critério em 2016 e o Corinthians o oitavo. Neste ano, o Corinthians lidera o Brasileirão com o quarto índice de posse de bola e o Grêmio pode assumir a liderança na segunda-feira à noite com a 11a classificação.

No Brasileiro, só um visitante venceu com mais posse de bola até aqui. Das 50 vitórias de mandantes, 13 foram com menos de 50% de contole de jogo.

No Brasil, está claro que a posse de bola não indica quem vence o campeonato. Há anos, é assim. Não que seja uma estatística desprezável. É um índice que pode indicar sucesso ou fracasso de acordo com a característica da equipe. Se o Barcelona estiver com 40% de posse de bola, algo estará errado. Não é o caso  do Real Madrid.

Dos cinco principais campeonatos da Europa, só o Bayern de Munique ganhou o Campeonato Alemão tendo a posse de bola como base de seu jogo. Os líderes neste critério na Inglaterra (Manchester City), Espanha (Barcelona), França (Paris Saint-Germain) e Itália (Napoli) não foram campeões.

 


Palmeiras e Flamengo. A diferença do desempenho e da tabela
Comentários 23

PVC

Esqueça um pouco a tabela do Brasileirão. O Palmeiras jogou bem contra o Santos e poderia ter empatado a partida na Vila Belmiro. E ganhou na Fonte Nova, onde não perde desde 1988. Incrível mistério do futebol, que tem lugares onde clubes não ganham nunca, mesmo mudando o elenco todo, e outros onde o time não perde nunca. O Flamengo não ganha na Arena da Baixada. O Palmeiras não perde na Fonte Nova.

O Palmeiras jogou boa partida, no estilo que Cuca gosta de ver. Contra-ataque mortal resultou no pênalti inexistente marcado a favor de Roger Guedes, que cobrou e marcou.

Sofreu o gol de empate em grande jogada de Zé Rafael, mas fez 2 x 1 quando voltou melhor na segunda etapa. O gol de Keno escancarou a vitória, confirmada com a cobrança de falta que encontrou Juninho e dali o passe para Mina marcar. Deu tempo para João Paulo diminuir e para Willian marcar seu décimo gol no ano, goleador da equipe na temporada.

Vitória valiosa. O Bahia só havia perdido uma vez em casa neste ano.

O Palmeiras melhora e sobe na tabela, mas os próximos jogos ainda são muito difíceis. A seqüência terá Atlético Goianiense em casa, Ponte Preta fora, Grêmio em casa e Cruzeiro fora, antes do Dérbi contra o Corinthians.

O Flamengo foi bem no Fla-Flu. Estava bem no primeiro tempo e principalmente no segundo, quando parecia próximo de avançar no marcador e sofreu o segundo gol. O time segue instável, contou com o retorno de Berrio, que quase fez um gol, com Vinicius Júnior, desta vez com atuação pior do que na semana passada. Não avança em termos de desempenho. Mas a tabela ajuda. Nas próximas oito rodadas, seis jogos no Rio de Janeiro.


Coritiba e Corinthians fazem zero a zero com saldo negativo
Comentários 13

PVC

A morte não causa mais espanto, como cantava a banda Titãs no final dos anos 1980. Isto explica por que o delegado Clóvis Galvão tenha confirmado a morte de um torcedor, depois desmentida. A barbárie já estava feita e as imagens evidenciam uma diferença entre os hooligans inglesese e os vândalos brasileiros.

Na Inglaterra, os jogos no final da manhã passaram a ser promovidos pelo interesse da televisão e também porque evitavam dar tempo para os beberrões encherem a cara e irem às redondezas do estádio brigar. Os uniformizados brasileiros cometem atrocidades aparentemente de cara lima, às 9h30 da manhã, como o coxa chutando o corintiano desmaiado no chão.

Se não tem nem a desculpa da bebedeira, só pode ser má índole. A imagem é evidente. O gordo chutando o corintiano caído. Ao delegado Clóvis Galvão, depois de simular eficiência confirmando a morte antes da hora, cabe identificar e punir o criminoso.

Ah, teve também o jogo.

O Corinthians não repetiu o desempenho das semanas anteriores e foi dominado pelo Coritiba no primeiro tempo. Pachequinho escalou Henrique Almeida pelo meio, pertinho de Alecsandro. Quando perdia a bola, deslocava-se para evitar a saída de bola de Fágner. Fazia quase uma linha de quatro homens à frente do volante Alan Santos.

O Corinthians mostrou evolução na troca de passes nos últimos jogos. Contra o Coritiba, não. Teve 54% de posse de bola, mas não chutou nenhuma bola no gol de Wilson, apesar de três finalizações fora do alvo e de um gol de Jô, anulado. Rodriguinho jogou à frente da linha de quatro homens do meio-de-campo, como segundo atacante.

Seria injusto dizer que não houve nada bom no Corinthians. Houve. A defesa não foi vazada. São 20 gols sofridos em 34 partidas oficiais no ano.

Mas, no geral, desta vez o Corinthians não foi bem.

Pior do que seu desempenho, só a estupidez na manhã curitibana.


Informações e palpites da oitava rodada do Brasileirão
Comentários 19

PVC

ATLÉTICO GOIANIENSE x ATLÉTICO PARANAENSE

Sábado, Olímpico, 16h

ATLÉTICO GOIANIENSE – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – Felipe, André Castro, Eduardo, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Silva e Igor; Andrigo, Jorginho e Breno Lopes; Everaldo. Técnico: Doriva

Últimos cinco jogos – vvddd

ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Guilherme (machucado), Lucho González (expulso) – Time provável (4-1-4-1) – Wéverton, Jonathan, Paulo André, Tiago Heleno e Sidcley; Otávio e Deivid; Nikão, Rossetto e Yago; Grafite. Técnico:

Últimos cinco jogos – vddvd

CURIOSIDADE – Na história do Brasileirão, houve quatro jogos, com quatro vitórias do Atlético Paranaense.

PALPITE – Atlético Goianiense

ARBITRAGEM – Bruno Arleu de Araújo (RJ); Luiz Cláudio Regazone (RJ), Eduardo de Souza Couto (RJ)

VASCO x AVAÍ

Sábado, São Januário, 19h

VASCO – Problemas – Rafael Marques (machucado), Luís Fabiano (machucado, dúvida), Kelvin (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Martin Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean e Wellington; Douglas, Matheus Vital e Alan; Nenê. Técnico: Mílton Mendes

Últimos cinco jogos – dvddd

AVAÍ – Problemas – Betão (terceiro cartão), Alemão (machucado), Luan (terceiro cartão) – Kozlinski, Leandro Silva, Gustavo, Aírton e Capa; Judson e Simião; Williams, Marquinhos e Juan; Rômulo. Técnico: Claudinei Oliveira

Últimos cinco jogos – dedvd

CURIOSIDADE – Um jogo marcante negativamente para o Vasco é a goleada de 5 x 0 imposta pelo Avaí, em São Januário, na Série B de 2014.

PALPITE – Vasco

ARBITRAGEM – Rafael Traci (PR); Ivan Carlos Bohn (PR), Luciano Roggenbaum (PR)

SANTOS x PONTE PRETA

Sábado, Pacaembu, 21h

SANTOS – Problemas – Ricardo Oliveira (recuperação física, dúvida), Zeca (recuperação física, dúvida), Luiz Felipe (machucado), Gustavo Henrique (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato e Thiago Maia; Bruno Henrique, Lucas Lima e Copete; Kayke. Técnico: Levir Culpi

Últimos cinco jogos – vvvdv

PONTE PRETA – Problemas – Nino Paraíba (terceiro cartão), Negueba (machucado), Émerson Sheik (machucado, dúvida), Rodrigo (machucado, dúvida) – Time provável (4-1-4-1) – Aranha, Jéfferson, Marllon, Kadu e João Lucas; Naldo; Léo Arthur, Élton, Renato Cajá e Lins; Lucca. Técnico: Gílson Kleina

Últimos cinco jogos – dvded

CURIOSIDADE – O Santos venceu o último encontro com a Ponte, no Pacaembu, por 1 x 0, mas foi eliminado do Paulistão nos pênaltis.

PALPITE – Santos

ARBITRAGEM – Igor Junio Benevenuto (MG); Márcio Eustáquio Santiago (MG), Celso Luiz da Silva (MG)

CORITIBA x CORINTHIANS

Domingo, Couto Pereira, 11h

CORITIBA – Problemas – Kléber (expulso), Anderson (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wílson, Dodô, Márcio, Werley e Carletto; Alan Santos e Galdezani; Rildo, Tiago Real e Henrique Almeida; Alecsandro. Técnico: Pachequinho

Últimos cinco jogos – xevvv

CORINTHIANS – Problemas – Léo Príncipe (machucado) – Time provável (4-4-2) – Cássio, Fágner, Balbuena, Pablo e Arana; Jádson, Gabriel, Maycon e Romero; Rodriguinho e Jô. Técnico: Fábio Carille

Últimos cinco jogos – vvvvv

CURIOSIDADE – Nas últimas quatro visitas ao Couto Pereira, o Corinthians venceu duas e empatou duas vezes.

PALPITE – Empate

ARBITRAGEM – Marcelo de Lima Henrique (RJ); Dibert Pedrosa Moisés (RJ), Michael Correia (RJ)

FLUMINENSE x FLAMENGO

Domingo, Maracanã, 16h

FLUMINENSE – Problemas – Gum (machucado), Renato Chaves (machucado), Pierre (machucado), Luiz Fernando (machucado), Sornoza (machucado), Wellington Silva (machucado), Douglas (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Júlio César, Lucas, Reginaldo, Henrique e Léo; Orejuela; Scarpa, Wendel, Calazans e Richarlison; Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga

Últimos cinco jogos – ddevd

FLAMENGO – Problemas – Gabriel (machucado), Berrio (machucado), Donati (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Thiago, Rodinei, Réver, Juan e Trauco; William Arão e Cuellar; Vinicius Júnior, Diego e Éverton; Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

Últimos cinco jogos – vedee

CURIOSIDADE – O último Fla-Flu disputado no Maracanã pelo Brasileirão aconteceu em 2015, com vitória rubro-negra por 3 x 1. No ano passado, um Fla-Flu em Natal e outro em Volta Redonda.

PALPITE – Flamengo

ARBITRAGEM – Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP); Rogério Pablos Zanardo (SP), Herman Brumel (SP)

BAHIA x PALMEIRAS

Domingo, Fonte Nova, 16h

BAHIA – Problemas – Édson (expulso), Allione (emprestados pelo Palmeiras), Matheus Sales (emprestados pelo Palmeiras), Régis (machucado), Wellington Silva (machucado), Hernane (machucado), Jackson (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Juninho e Renê Júnior; Zé Rafael, Vinicius e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Jorginho

Últimos cinco jogos – evvdv

PALMEIRAS – Problemas – Dudu (machucado) – Time provável (4-1-4-1) –

Últimos cinco jogos – dvded

CURIOSIDADE – O Palmeiras não perde para o Bahia em Salvador desde 1988. São seis vitórias e três empates em 29 anos.

PALPITE – Palmeiras

ARBITRAGEM – Rodolpho Toski Marques (PR); Bruno Boschilia (PR), Vítor Hugo Imazu (PR)

CHAPECOENSE x BOTAFOGO

Domingo, Arena Condá, 16h

CHAPECOENSE – Problemas –  Rossi (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Jandrei, Apodi, Luiz Otávio, Victor Ramos e Reinaldo; Andrei Girotto e Luís Antônio; Osman, Seijas e Arthur Kayke; Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini

Últimos cinco jogos – vddve

BOTAFOGO – Problemas – Jéfferson (machucado), Luís Ricardo (machucado), Jonas (machucado), Marcelo (machucado), Aírton (machucado), Camilo (machucado) – Time provável (4-4-1-1) – Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Bruno Silva, Lindoso, Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão; João Paulo e Roger. Técnico: Jair Ventura

Últimos cinco jogos – eedee

CURIOSIDADE – Em duas visitas à Arena Condá pelo Brasileirão, o Botafogo perdeu as duas, em 2014 e 2016.

PALPITE – Empate

ARBITRAGEM – Marcelo Aparecido de Souza (SP); Anderson José de Moraes Coelho (SP), Bruno Salgado Rizo (SP)

SÃO PAULO x ATLÉTICO

Domingo, Morumbi, 16h

SÃO PAULO – Problemas – Thiago Mendes (machucado, dúvida), Araruna (machucado, dúvida) – Time provável (3-4-3) – Renan Ribeiro, Lucão, Maicon e Rodrigo Caio; Marcinho, Jucilei, Cícero e Júnior Tavares; Wellington Nem, Pratto e Cueva. Técnico: Rogério Ceni

Últimos cinco jogos – edvde

ATLÉTICO – Problemas – Adílson (machucado), Luan (machucado), Gabriel (machucado), Marcos Rocha (machucado), Carlos César (machucado) – Time provável (4-4-2) – Victor, Alex Silva, Leonardo Silva, Felipe Santana e Fábio Santos; Otero, Edlias, Rafael Carioca e Robinho; Cazares e Fred. Técnico: Roger Machado

Últimos cinco jogos – ddvev

CURIOSIDADE – Ano passado, o São Paulo perdeu do Atlético no Morumbi, de virada, com gols de Maicosuel e Pratto, para o Atlético. Hoje, os dois jogam pelo São Paulo.

PALPITE – São Paulo

ARBITRAGEM – Bráulio da Silva Machado (SC); Kléber Lúcio Gil (SC), Neuza Inês Back (SC)

SPORT x VITÓRIA

Domingo, Ilha do Retiro, 19h

SPORT – Problemas – Anselmo (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithelly e Patrick; Osvaldo, Diego Souza e Thomás; André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Últimos cinco jogos – edvde

VITÓRIA – Problemas – Gabriel Xavier (expulso), Kieza (machucado, dúvida) – Fernando Miguel, Patrick, Kanu, Fred e Thallyson; Uillian Correia e William Farias; David, Cleiton Xavier e Neílton; André Lima. Técnico: Alexandre Gallo

Últimos cinco jogos – evddd

CURIOSIDADE – Ano passado, o Sport venceu na Ilha do Retiro por 1 x 0.

PALPITE – Sport

ARBITRAGEM – André Luiz de Freitas Castro (GO); Bruno Raphael Pires (GO), Leone Carvalho Rocha (GO)

CRUZEIRO x GRÊMIO

Segunda-feira, Mineirão, 20h

CRUZEIRO – Problemas – De Arrascaeta (machucado), Manoel (machucado), Dedé (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Fábio, Ezequiel, Léo, Caicedo e Diogo Barbosa; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e Rafael Sóbis; Ábila. Técnico: Mano Menezes

Últimos cinco jogos – dvdde

GRÊMIO – Problemas – Leonardo Moura (machucado), Miller Bolaños (machucado), Barrios (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel e Maicon; Ramiro, Arthur e Pedro Rocha; Luan. Técnico: Renato Gaúcho

Últimos cinco jogos – vvvvv

CURIOSIDADE – O Grêmio não vence o Cruzeiro no Mineirão pelo Brasileiro desde 1998. São oito vitórias do Cruzeiro e dois empates, neste período.

PALPITE – Empate

ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP); Alex Ang Ribeiro (SP), Tatiane Sacilotti (SP)

 

 


A controvérsia sobre a melhor campanha em sete jogos
Comentários 15

PVC

Muita gente tem dito que o Corinthians de Fábio Carille é o único a alcançar 19 pontos nos primeiros sete jogos.

Não é.

A comparação se dá também com o Corinthians, da temporada 2011. Dirigido por Tite, aquele Corinthians  também fez seis vitórias e um empate nas primeiras sete partidas.

Só que o jogo da quinta rodada entre Santos e Corinthians foi remarcado para 10 de agosto, disputando quando o Corinthians equiparou seu 15o jogo com a tabela completa.

Quando o Corinthians fez o sétimo jogo de 2011, o Brasileirão estava na oitava rodada. Liderava com um jogo a menos e três pontos a mais do que o São Paulo.

No seu sétimo jogo de 2011, o Corinthians tinha 19 pontos, seis vitórias, um empate e 11 gols de saldo.

Hoje tem sete jogos, 19 pontos, seis vitórias, um empate e 9 gols de saldo.

Melhor do que o Corinthians de Carille nas primeiras sete partidas, só o Corinthians de Tite.


O sistema tático de Cuca e o Corinthians que não perde
Comentários 24

PVC

O Corinthians disputou 33 partidas oficiais neste ano e perdeu duas.

O Palmeiras jogou 31 jogos oficiais e perdeu dez.

Embora o Palmeiras tenha vencido apenas um jogo a menos do que o Corinthians, o aproveitamento corintiano no ano é de 73%. O do Palmeiras, 61%.

A diferença de aproveitamento é inversamente proporcional ao investimento. Está claro que o pecado do Palmeiras foi deixar Cuca ir embora — ele queria — trocá-lo por um treinador de estilo oposto e começar tudo de novo quatro meses depois. Não tem jeito. Só paciência.

Só que o Palmeiras já está doze pontos atrás do líder. Na história do Brasileirão por pontos corridos, a distância é a maior que alguém já tirou para ser campeão. O Flamengo recuperou doze pontos a partir da 23a rodada de 2009.

Cuca montou o time bem na Vila Belmiro. Não é preciso definir o sistema tático. Você pode dizer que Juninho era o lateral esquerdo, como pode afirmar que era o terceiro zagueiro. Porque o princípio da atuação era a marcação individual.

A ilustração abaixo mostra:

 

 

 

 

 

 

Antônio Carlos pegava Kayke com Edu Dracena na sobra. Juninho marcava Bruno Henrique, Copete do outro lado com Mayke, Guerra vinha com um volante, Tchê Tchê com o outro, Zé Roberto esperava Victor Guedes, Roger Guedes acompanhava Jean Mota.

Ou deveria… Porque foi ali o erro de marcação. Jean Mota ultrapassa e Roger Guedes desiste. Jean passa por Mayke, que está com os olhos fixos em Copete.

Foi falta de Kayke em Edu Dracena. Mas o erro é de marcação.

O Santos jogou uma boa partida e o Palmeiras poderia ter atacado mais. Mas Cuca tem razão ao afirmar que teve atuação suficiente para empatar. Não conseguiu.

O Corinthians, sim. O Santos sobe na tabela com três vitórias consecutivas. Já é o quinto colocado. É incrível, mas na saída de Dorival Júnior estava em 16o lugar.

No ano todo, o Santos disputou 29 partidas. Perdeu oito. Seu aproveitamento no ano também é maior do que o do Palmeiras: 63%


Informações e palpites dos jogos de quarta-feira do Brasileirão
Comentários 23

PVC

ATLÉTICO MINEIRO x ATLÉTICO PARANAENSE

Independência, 19h30

ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Gabriel (machucado), Marcos Rocha (machucado), Carlos César (machucado), Fred (poupado, dúvida), Adílson (machucado) – Time provável (4-4-2) – Victor, Alex Silva, Leonardo Silva, Felipe Santana e Fábio Santos; Otero, Elias, Rafael Carioca e Valdivia; Robinho e Rafael Moura. Técnico: Roger Machado

Últimos cinco jogos – dveve

ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Carlos Alberto (machucado), Guilherme (machucado), Wéverton (seleção brasileira) – Time provável (4-1-4-1) – Santos, Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio; Nikão, Rossetto, Lucho González e Douglas Coutinho; Pablo. Técnico: Eduardo Baptista

Últimos cinco jogos – dvded

CURIOSIDADE – Ano passado, vitória do Atlético Mineiro por 1 x 0, gol de Robinho.

PALPITE – Atlético Mineiro

ARBITRAGEM – Péricles Bassols (PE), Clóvis Amaral da Silva (PE), Cléberson do Nascimento Leite (PE)

VITÓRIA x BOTAFOGO

Barradão, 19h30

VITÓRIA – Problemas – William Farias (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Fernando Miguel, Patric, Fred, Kanu e Thallyson; Uillian Correia e Fillipe Souto; David, Gabriel Xavier e Neílton; Kieza. Técnico: Alexandre Gallo

Últimos cinco jogos – vdddd

BOTAFOGO – Problemas – Jéfferson (machucado), Luís Ricardo (machucado), Jonas (machucado), Marcelo (machucado), Aírton (machucado), Camilo (machucado) – Time provável (4-4-2) – Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Bruno Silva, Lindoso, Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão; João Paulo e Roger. Técnico: Jair Ventura

Últimos cinco jogos – edeev

CURIOSIDADE – Ano passado, o Botafogo venceu fora de casa por 1 x 0, gol de Rodrigo Pimpão.

PALPITE – Empate

ARBITRAGEM – Anderson Daronco (RS); Rafael da Silva Alves (RS), Elio Nepomuceno (RS)

SPORT x SÃO  PAULO

Ilha do Retiro, 19h30

SPORT – Problemas – Mena (seleção chilena), Diego Souza (seleção brasileira) – Time provável (4-2-3-1) – Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithelly e Patrick; Osvaldo, Thomás e Thallyson; André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Últimos cinco jogos – dvdee

SÃO PAULO – Problemas – Thiago Mendes (machucado), Maicosuel (preparação física), Rodrigo Caio (machucado), Cueva (machucado) – Time provável (3-4-1-2) – Renan Ribeiro, Lucão, Maicon e Douglas; Marcinho, Jucilei, Cícero e Júnior Tavares; Thomas; Gilberto e Pratto. Técnico: Rogério Ceni

Últimos cinco jogos – dvdvv

CURIOSIDADE – A última vitória do São Paulo sobre o Sport no Recife foi em 2012, por 4 x 2.

PALPITE – Sport

ARBITRAGEM – Héber Roberto Lopes (SC); Carlos Berkenbrock (SC), Hélton Nunes (SC)

ATLÉTICO GOIANIENSE x AVAÍ

Olímpico, 19h30

ATLÉTICO GOIANIENSE – Problemas – Marcão (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Felipe, André Castro, Eduardo, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Igor e Silva; Breno Lopes, Jorginho e Andrigo; Everaldo. Técnico: Doriva

Últimos cinco jogos – vdddd

AVAÍ – Problemas – Marquinhos (expulso) – Time provável (4-2-3-1) – Kozlinski, Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Luan e Judson; Williams, Pedro Castro e Juan; Rômulo. Técnico: Claudinei Oliveira

Últimos cinco jogos – edvdd

CURIOSIDADE – Na história do Brasileirão, são quatro jogos, com duas vitórias do Avaí e dois empates.

PALPITE – Atlético Goianiense

ARBITRAGEM – Leandro Bizzio Marinho (SP); Daniel  Ziolli (SP), Daniel Luiz Marques (SP)

FLAMENGO x PONTE PRETA

Ilha do Urubu, 21h

FLAMENGO – Problemas – Juan (poupado), Guerrero (seleção peruana), Trauco (seleção peruana), Gabriel (machucado), Berrio (machucado), Donati (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Thiago, Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo e Cuellar; Éverton, Diego e Vinicius Júnior; Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo

Últimos cinco jogos – edeev

PONTE PRETA – Problemas – Rodrigo (machucado), Émerson Sheik (machucado) – Time provável (3-4-3/5-4-1) – Aranha, Marllon, Kadu e Naldo; Nino Paraíba, Élton, Renato Cajá e João Lucas; Negueba, Lucca e Léo Arthur. Técnico: Gílson Kleina

Últimos cinco jogos – vdedv

CURIOSIDADE – Há um ano, Zé Ricardo estreou como técnico do Flamengo vencendo a Ponte Preta no Moisés Lucarelli.

PALPITE – Flamengo

ARBITRAGEM – Ricardo Marques Ribeiro (MG); Guilherme Dias Camilo (MG), Pablo Almeida da Costa (MG)

SANTOS x PALMEIRAS

Vila Belmiro, 21h45

SANTOS – Problemas – Ricardo Oliveira (recuperação física), Luiz Felipe (machucado), Zeca (machucado), Gustavo Hernique (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato e Thiago Maia; Vítor Bueno, Lucas Lima e Bruno Henrique; Kayke. Técnico: Levir Culpi

Últimos cinco jogos – vvdve

PALMEIRAS – Problemas – Dudu (machucado), Felipe Melo (machucado), Mina (seleção colombiana), Borja (seleção colombiana) – Time provável (4-2-3-1) – Fernando Prass, Jean, Edu Dracena, Juninho e Zé Roberto; Thiago Santos e Tchê Tchê; Roger Guedes, Guerra e Keno; Willian. Técnico: Cuca

Últimos cinco jogos – vdedd

CURIOSIDADE – No Campeonato Paulista, o Palmeiras quebrou tabu de seis anos e venceu o Santos por 2 x 1.

PALPITE – Empate

ARBITRAGEM – Wilton Pereira Sampaio (GO); Bruno Raphael Pires (GO), Leone Carvalho Rocha (GO)

CORINTHIANS x CRUZEIRO

Itaquera, 21h45

CORINTHIANS – Problemas – Fágner (seleção brasileira), Rodriguinho (seleção brasileira), Léo Príncipe (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Cássio, Paulo Roberto, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel; Marquinhos Gabriel, Jádson, Maycon e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

Últimos cinco jogos – vvvev

CRUZEIRO – Problemas – Robinho (machucado), Dedé (machucado), Caicedo (seleção equatoriana), Manoel (machucado), Rafael Sóbis (machucado), De Arrascaeta (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Ariel Cabral; Lucas Romero, Thiago Neves e Rafinha; Ábila. Técnico: Mano Menezes

Últimos cinco jogos – vddev

CURIOSIDADE – O Cruzeiro só jogou uma vez em Itaquera, pelo Brasileirão. Perdeu por 3 x 0 em 2015, com dois gols de Vágner Love e um de Jádson.

PALPITE – Corinthians

ARBITRAGEM – Leandro Vuaden (RS); José Eduardo Calza (RS), Maurício Coelho Silva Penna (RS)

CHAPECOENSE x VASCO

Arena Condá, 21h45

CHAPECOENSE – Problemas – Reinaldo (suspenso pelo STJD), Victor Ramos (suspenso pelo STJD) – Time provável (4-2-3-1) – Jandrei, Apodi, Luiz Otávio, Douglas Grolli e Diego Renan; Andrei Girotto e Luís Antônio; Rossi, Seijas e Arthur Kayke; Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini

Últimos cinco jogos – ddvev

VASCO – Problemas – Kelvin (machucado), Rafael Marques (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Martin Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean e Wellington; Douglas, Matheus Vital e Alan; Nenê. Técnico: Mílton Mendes

Últimos cinco jogos – vdddv

CURIOSIDADE – O único jogo disputado na Arena Condá entre os dois clubes terminou com vitória da Chapecoense por 1 x 0, em 2015.

PALPITE – Chapecoense

ARBITRAGEM – Jaílson Macedo de Freitas (BA); Alessandro Rocha de Mattos (BA), Elicarlos Franco de Oliveira (BA)