Blog do PVC

Arquivo : cruzeiro

Informações e palpites da 35a rodada do Brasileirão
Comentários Comente

PVC

VITÓRIA x ATLÉTICO PARANAENSE
Sábado, Barradão, 19h
VITÓRIA – Problemas – Benítez (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – João Gabriel, Jéferson, Aderllan, Lucas Ribeiro e Fabiano; William Farias; Arouca, Léo Gomes, Lucas Fernandes e Erick; André Lima. Técnico: João Burse
Últimos cinco jogos – eeede
ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Paulo André (machucado), Guilherme (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Santos, Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington e Bruno Guimarães; Marcelo Cirino, Raphael Veiga e Nikão; Pablo. Técnico: Tiago Nunes
Últimos cinco jogos – evvvd
CURIOSIDADE – João Burse, do Vitória, e Tiago Nunes, do Atlético Paranaense, são ambos provenientes dos times sub-23.
RETROSPECTO – Ano passado, o Atlético Paranaense venceu por 3 x 2 e quebrou um tabu de 23 anos sem vitórias em Salvador.
PALPITE – Atlético Paranaense
ARBITRAGEM – Flávio Rodrigues de Souza (SP); Alex Ang Ribeiro (SP0, Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

CORINTHIANS x VASCO
Sábado, Itaquera, 19h
CORINTHIANS – Problemas – Carlos Augusto (seleção sub-20), Romero (seleção paraguaia), Douglas (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Cássio, Fágner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf; Pedrinho, Araos, Jádson e Clayson; Danilo. Técnico: Jair Ventura
Últimos cinco jogos – dedvd
VASCO – Problemas – William Maranhão (terceiro cartão), Maxi López (machucado, dúvida), Ramon (machucado), Rildo (machucado), Martin Silva (seleção uruguaia), Werley (machucado), Ricardo Graça (machucado), Lenon (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Henriquez, Leandro Castan e Henrique; Andrey; Yago Pikachu, Raul, Thiago Galhardo e Kelvin; Andrés Rios. Técnico: Alberto Valentim
Últimos cinco jogos – edved
CURIOSIDADE – A última vitória do Vasco sobre o Corinthians em São Paulo foi em 2007, por 1 x 0, gol de Alan Kardec, resultado que obrigava os corintianos a vencer o Grêmio em Porto Alegre para escapar do rebaixamento. Não escapou.
RETROSPECTO – O Vasco não vence o Corinthians há doze partidas de Brasileirão, com sete derrotas e cinco empates, em qualquer estádio.
PALPITE – Corinthians
ARBITRAGEM – Wilton Pereira Sampaio (GO); Fabrício Vilarinho da Silva (GO), Bruno Raphael Pires (GO)

ATLÉTICO MINEIRO x BAHIA
Sábado, Independência, 21h
ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Émerson (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Victor, Patric, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Galdezani e Elias; Luan, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi
Últimos cinco jogos – veddd
BAHIA – Problemas – Élton (terceiro cartão), Lucas Fonseca (terceiro cartão), Nino Paraíba (machucado), Marco Antônio (machucado), Gilberto (machucado, dúvida), Clayton (emprestado pelo Atlético) – Time provável (4-2-3-1) – Douglas, Bruno, Douglas Grolli, Jackson e Léo; Gregore e Nílton; Ramires, Zé Rafael e Élber; Júnior Brumado. Técnico: Enderson Moreira
Últimos cinco jogos – vevdd
CURIOSIDADE – A maior goleada da história deste jogo aconteceu em 1984, no Mineirão. Vitória do Atlético por 6 x 0, com show do meia Éverton, revelado pelo Londrina e com passagens por São Paulo e Corinthians.
RETROSPECTO – Nas últimas duas últimas visitas ao Independência, o Bahia venceu em 2017 e empatou em 2014.
PALPITE – Atlético Mineiro
ARBITRAGEM – Marcelo Aparecido de Souza (SP); Ânderson José de Moraes Coelho (SP), Bruno Salgado Rizo (SP)

BOTAFOGO x INTERNACIONAL
Domingo, Nílton Santos, 17h
BOTAFOGO – Problemas – Kieza (machucado), Jean (machucado), Gílson (machucado), Rodrigo Aguirre (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Gatito Fernández, Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Lindoso e Matheus Fernandes; Erik, Léo Valencia e Luiz Fernando; Brenner. Técnico: Zé Ricardo
Últimos cinco jogos – vvvdd
INTERNACIONAL – Problemas – Fabiano (terceiro cartão), Gabriel Dias (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Marcelo Lomba, Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Nico López, Edenílson, D’Alessandro e Patrick; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann
Últimos cinco jogos – evee
CURIOSIDADE – O último jogo no Rio de Janeiro teve vitória do Botafogo por 1 x 0, gol de Sassá, no estádio da Portuguesa, na Ilha do Governador.
RETROSPECTO – No Engenhão, houve cinco jogos, com três vitórias do Internacional, um empate e uma vitória do Botafogo.
PALPITE – Internacional
ARBITRAGEM – Rafael Traci (PR), Ivan Carlos Bohn (PR), Rafael Trombeta (PR)

SPORT x FLAMENGO
Domingo, Ilha do Retiro, 17h
SPORT – Problemas – Marlone (machucado), Magrão (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Maílson, Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Sander; Marcão Silva e Jair; Michel Bastos, Gabriel e Mateus Gonçalves; Hernane. Técnico: Mílton Mendes
Últimos cinco jogos – eevvv
FLAMENGO – Problemas – Diego (terceiro cartão), Pará (terceiro cartão), Rodinei (terceiro cartão), Uribe (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – César, Klebinho, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar e William Arão; Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho; Henrique Dourado. Técnico: Dorival Júnior
Últimos cinco jogos – vdeev
CURIOSIDADE – Em 1987, tanto o Flamengo campeão da Copa União, quanto o Sport, campeão brasileiro oficial pela CBF, tinham como camisa dez um mesmo nome: Zico.
RETROSPECTO – A última vitória do Flamengo na Ilha do Retiro aconteceu em 2008, por 2 x 1, com dois gols de Obina. São três vitórias do Sport e um empate de lá para cá.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP), Danilo Ricardo Simon Manis (SP), Rogério Pablos Zanardo (SP)

PARANÁ x PALMEIRAS
Domingo, Estádio do Café (Londrina), 17h
PARANÁ – Problemas – Richard (terceiro cartão), Silvinho (terceiro cartão), Andrey (terceiro cartão), Alex Santana (terceiro cartão), Rodrigo Carioca (machucado), Mansur (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Thiago Rodrigues, Wesley Dias, Charles, Igor e Juninho; Leandro Vilela e Torito González; Alesson, Keslley e Felipe Augusto; Grampola. Técnico: Dado Cavalcanti
Últimos cinco jogos – dvedd
PALMEIRAS – Problemas – Luan (terceiro cartão), Moisés (machucado), Hyoran (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wéverton, Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Felipe Melo e Bruno Henrique; Willian, Lucas Lima e Dudu; Deyverson. Técnico: Luiz Felipe
Últimos cinco jogos – evee
CURIOSIDADE – Na história do Brasileirão, o Paraná jogou uma vez no estádio do Café, um empate por 1 x 1 contra o Figueirense, mando paranista. O Palmeiras jogou duas vezes. Ganhou do Fluminense por 5 x 1 em 1996 e do América Mineiro por 2 x 0 em 2016. Nas duas sem o mando de campo.
RETROSPECTO – O Palmeiras perdeu os últimos dois jogos com mando do Paraná, em 2006por 4 x 2 e em 2007 por 1 x 0.
PALPITE – Palmeiras
ARBITRAGEM – Bruno Arleu de Araújo (RJ); Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ), Luiz Cláudio Regazone (RJ)

AMÉRICA MINEIRO x SANTOS
Domingo, Independência, 17h
AMÉRICA MINEIRO – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – João Ricardo, Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Leandro Donizete e Zé Ricardo; Ademir, Gérson Magrão e Luan; Rafael Moura. Técnico: Givanildo Oliveira
Últimos cinco jogos – dddde
SANTOS – Problemas – Dodô (machucado), Luiz Felipe (machucado), Lucas Veríssimo (machucado), Carlos Sánchez (seleção uruguaia), Bryan Ruiz (seleção costa-riquenha), Derlis González (seleção paraguaia), Yuri (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Vanderlei, Victor Ferraz, Kaíque Rocha, Gustavo Henrique e Jean Mota; Alisson e Diego Pituca; Rodrygo, Arthur Gomes e Bruno Henrique; Gabriel. Técnico: Cuca
Últimos cinco jogos – dddve
CURIOSIDADE – No primeiro turno, o América venceu o Santos na Vila Belmiro, por 1 x 0.
RETROSPECTO – Só houve um jogo no Independência na história do Independência, com vitória do América, em 2016, por 1 x 0.
PALPITE – Santos
ARBITRAGEM – Dewson Freitas (PA), Kléber Lúcio Gil (SC), Heronildo Freitas da Silva (PA)

GRÊMIO x CHAPECOENSE
Domingo, Arena do Grêmio, 19h
GRÊMIO – Problemas – Marcelo Grohe (machucado), Paulo Miranda (machucado), Kannemann seleção argentina), Luan (machucado, dúvida), Leonardo (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Paulo Victor, Mádson, Geromel, Michel e Cortez; Matheus Henrique e Maicon; Ramiro, Jean Pyerre e Éverton; Jael. Técnico: Renato Gaúcho
Últimos cinco jogos – dvvdd
CHAPECOENSE – Problemas – Amaral (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Jandrei, Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Márcio Araújo e Elicarlos; Doffo, Canteros e Wellington Paulista; Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira
Últimos cinco jogos – dvdve
CURIOSIDADE – O primeiro confronto da história aconteceu no velho estádio Índio Condá, em Chapecó, pelo Brasileiro de 1978. O Grêmio era dirigido por Telê Santana e venceu por 3 x 0.
RETROSPECTO – Na história, são duas vitórias do Grêmio e duas da Chape na Arena.
PALPITE – Grêmio
ARBITRAGEM – Leandro Bizzio Marinho (SP); Daniel Luís Marques (SP), Daniel Paulo Ziolli (SP)

SÃO PAULO x CRUZEIRO
Domingo, Morumbi, 19h
SÃO PAULO – Problemas – Diego Souza (machucado, dúvida), Ânderson Martins (machucado), Luan (machucado), João Rojas (machucado) – Time provável (4-4-2) – Jean, Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Helinho, Hudson, Jucilei e Éverton; Nenê e Tréllez. Técnico: André Jardine
Últimos cinco jogos – eeeve
CRUZEIRO – Problemas – Murilo (machucado), Mancuello (machucado, dúvida), Dedé (seleção brasileira), De Arrascaeta (seleção uruguaia), Éderson (seleção brasileira sub-20) – Time provável (4-2-3-1) – Fábio, Edílson, Manoel, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e David; Fred. Técnico: Mano Menezes
Últimos cinco jogos – dvdd
CURIOSIDADE – Apesar da não ganhar pelo Brasileiro desde 2013, em São Paulo, o Cruzeiro ganhou do Tricolor em 2017 pela Copa do Brasil, no Morumbi.
RETROSPECTO – Pelo Brasileiro, o São Paulo venceu os últimos quatro jogos no Morumbi, desde 2013, quando o Cruzeiro ganhou.
PALPITE – São Paulo
ARBITRAGEM – Héber Roberto Lopes (SC); Henrique Neu Ribeiro (SC), Éder Alexandre (SC)

FLUMINENSE x CEARÁ
Segunda-feira, Maracanã, 20h
FLUMINENSE – Problemas – Gum (machucado), Léo (machucado), Gilberto (machucado), Ibañez (machucado), Pablo Dyego (machucado), Pedro (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Júlio César, Igor Julião, Paulo Ricardo, Digão e Ayrton Lucas; Aírton e Richard; Júnior Dutra, Sornoza e Cabezas; Luciano. Técnico: Marcelo Oliveira
Últimos cinco jogos – deddv
CEARÁ – Problemas – Tiago Alves (machucado, dúvida), Juninho Quixadá (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – : Éverson, Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Edinho e Richardson; Leandro Carvalho, Ricardinho e Calyson; Arthur. Técnico: Lisca
Últimos cinco jogos – dedvv
CURIOSIDADE – O último encontro no Maracanã teve vitória do Fluminense por 3 x 1 em 2010 ano de título brasileiro tricolor.
RETROSPECTO – O Ceará venceu o Fluminense quatro vezes pelo Brasileirão. Todas em Fortaleza. Duas no Presidente Vargas, duas no Castelão.
PALPITE – Fluminense
ARBITRAGEM – Ânderson Daronco (RS); Rafael da Silva Alves (RS), Cleriston Clay Barreto Rios (RS)


Informações e palpites da 33a rodada do Brasileirão
Comentários Comente

PVC

CORINTHIANS x SÃO PAULO
Sábado, Itaquera, 17h
CORINTHIANS – Problemas – Renê Júnior (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Cássio, Fágner, Léo Santos, Henrique e Carlos Augusto; Ralf e Araos; Pedrinho, Jádson e Clayson; Danilo. Técnico: Jair Ventura
Últimos cinco jogos – dvdvv
SÃO PAULO – Problemas – Luan (machucado), Éverton Felipe (machucado), João Rojas (machucado) – Time provável (4-4-2) – Jean, Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Jucilei, Liziero e Éverton; Carneiro e Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre
Últimos cinco jogos – evedd
CURIOSIDADE – A maior goleada da história do clássico foi o 6 x 1 de 2015, em Itaquera, empatado com o 6 x 1 do São Paulo da Floresta sobre o Corinthians em 1933.
RETROSPECTO – Em Itaquera, são oito clássicos, seis vitórias do Corinthians, dois empates, 19 gols do Corinthians, 7 do São Paulo.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Rodolpho Toski Marques (PR); Bruno Boschillia (PR), Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

AMÉRICA MINEIRO x PARANÁ
Sábado, Independência, 17h
AMÉRICA MINEIRO – Problemas – Robinho (machucado), Marquinhos (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – João Ricardo, Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Juninho e Zé Ricardo; Aderlan, Ruy e Giovanni; Rafael Moura. Técnico: Adílson Batista
Últimos cinco jogos – ddeed
PARANÁ – Problemas – Igor (terceiro cartão), Rayan (machucado), Raphael Alemão (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Richard, Wesley, Jesiel, Renê e Mansur; Leandro Vilela e Jhonny Lucas; Juninho, Alex Santana e Andrey; Grampola. Técnico: Dado Cavalcanti
Últimos cinco jogos – edddd
CURIOSIDADE – O primeiro time de Série A dirigido por Adílson Batista foi o Paraná Clube, no Brasileirão de 2003. Naquela campanha, o Paraná goleou o Flamengo por 6 x 2.
RETROSPECTO – Na história, são três vitórias do América, um empate e uma única vitória do Paraná, no primeiro turno deste ano.
PALPITE – América
ARBITRAGEM – Wágner Reway (MT); Cleriston Clay Barreto Rios (SE), Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)

BOTAFOGO x FLAMENGO
Domingo, Nílton Santos, 19h
BOTAFOGO – Problemas – Kieza (machucado), Jean (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Gatito Fernández, Marcinho, Carli, Igor Rabello e Gílson; Lindoso; Erik, Matheus Fernandes, Renatinho e Luiz Fernando; Brenner. Técnico: Zé Ricardo
Últimos cinco jogos – vddee
FLAMENGO – Problemas – Geuvânio (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – César, Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar e William Arão; Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho; Uribe. Técnico: Dorival Júnior
Últimos cinco jogos – eevvv
CURIOSIDADE – Paulo César Carpegiani foi demitido depois de uma derrota para o Botafogo que causou a eliminação do Campeonato Carioca.
RETROSPECTO – Neste ano, houve quatro jogos, com três vitórias do Flamengo e uma do Botafogo.
PALPITE – Flamengo
ARBITRAGEM – Bráulio da Silva Machado (SC); Kléber Lúcio Gil (SC), Neuza Inês Back (SC)

ATLÉTICO PARANAENSE x CRUZEIRO
Sábado, Arena da Baixada, 19h
ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Paulo André (machucado, dúvida) – Time provável (4-2-3-1) – Santos, Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Bruno Guimarães e Lucho González; Marcelo Cirino, Raphael Veiga e Nikão; Pablo. Técnico: Tiago Nunes
Últimos cinco jogos – vddvv
CRUZEIRO – Problemas – Sassá (suspenso pelo STJD), Mancuello (terceiro cartão), Murilo (machucado), Rafinha (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Fábio, Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e De Arrascaeta; Barcos. Técnico: Mano Menezes
Últimos cinco jogos – vvdvv
CURIOSIDADE – Desde que Mano Menezes chegou ao Cruzeiro, os dois clubes se enfrentam pela quinta vez, com o quarto técnico diferente do Atlético. Tiago Nunes é o primeiro a repetir dois turnos seguidos.
RETROSPECTO – Ano passado, o Cruzeiro quebrou um tabu de sete anos sem vencer na Arena da Baixada e ganhou por 2 x 0.
PALPITE – Atlético Paranaense
ARBITRAGEM – Ânderson Daronco (RS); Rafael da Silva Alves (RS), Michael Stanislau (RS)

ATLÉTICO MINEIRO x PALMEIRAS
Domingo, Independência, 17h
ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Galdezani (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Victor, Émerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adílson e Elias; Luan, Teranz e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi
Últimos cinco jogos – ddded
PALMEIRAS – Problemas – Dudu (terceiro cartão), Willian (machucado), Mayke (suspenso pelo STJD), Diogo Barbosa (suspenso pelo STJD), Hyoran (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wéverton, Jean, Antônio Carlos, Gustavo Gomez e Victor Luís; Felipe Melo e Bruno Henrique; Scarpa, Moisés e Arthur; Borja. Técnico: Luiz Felipe
Últimos cinco jogos – veedv
CURIOSIDADE – No primeiro turno, o Palmeiras quebrou um tabu de sete anos e onze jogos sem ganhar do Atlético em qualquer estádio.
RETROSPECTO – No novo Independência, o Atlético recebeu o Palmeiras cinco vezes. Ganhou três e empatou duas.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Wilton Pereira Sampaio (GO); Alessandro Rocha de Matos (BA), Bruno Raphael Pires (GO)

VITÓRIA x BAHIA
Domingo, Barradão, 17h
VITÓRIA – Problemas – Aderllan (terceiro cartão), Ruan Renato (terceiro cartão), Rhayner (expulso) – Time provável (4-2-3-1) – Ronaldo, Jéferson, Ramon, Lucas Ribeiro e Benítez; William Farias; Erik, Arouca, Léo Gomes e Lucas Fernandes; Léo Ceará. Técnico: João Burse
Últimos cinco jogos – edevd
BAHIA – Problemas – Gilberto (machucado), Marco Antônio (machucado), Douglas (suspenso pelo STJD, aguarda efeito suspensivo), Jackson (machucado, dúvida), Nílton (machucado, dúvida) – Time provável (4-2-3-1) – Ânderson, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Gregore e Flávio; Ramires, Zé Rafael e Élber; Edigar Junio. Técnico: Enderson Moreira
Últimos cinco jogos – vddvd
CURIOSIDADE – Demitido do Vitória, Paulo César Carpegiani salvou o Bahia do rebaixamento em 2017.
RETROSPECTO – Neste ano, houve três clássicos Ba-Vi com três triunfos do Bahia.
PALPITE – Vitória
ARBITRAGEM – Luiz Flávio de Oliveira (SP); Danilo Ricardo Manis (SP), Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

CEARÁ x INTERNACIONAL
Domingo, Castelão, 17h
CEARÁ – Problemas – Juninho Quixadá (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Éverson, Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Felipe Jonathan; Edinho e Richardson; Leandro Carvalho, Ricardinho e Calyson; Arthur. Técnico: Lisca
Últimos cinco jogos – dvvde
INTERNACIONAL – Problemas – Rodrigo Moledo (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Marcelo Lomba, Fabiano, Émerson Santos, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Nico López, Edenílson, D’Alessandro e Patrick; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann
Últimos cinco jogos – veevd
CURIOSIDADE – Lisca terminou a campanha do Internacional rebaixado de 2016. Era o técnico no 1 x 1 contra o Fluminense, que decretou o descenso.
RETROSPECTO – Em onze jogos, o Internacional só venceu três vezes, no Beira Rio. Em Fortaleza, são três vitórias e cinco empates.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Dewson Freitas (PA); Fabrício Vilarinho da Silva (GO), Heronildo Freitas da Silva (PA)

GRÊMIO x VASCO
Domingo, Arena do Grêmio, 17h
GRÊMIO – Problemas – Luan (machucado), Kannemann (machucado), Ramiro (machucado, dúvida), Marcelo Grohe (machucado), Leonardo Gomes (machucado, dúvida) – Time provável (4-2-3-1) – Paulo Victor, Leonardo Moura, Geromel, Paulo Miranda e Cortez; Michel e Maicon; Alisson, Jean Pyerre e Éverton; Jael. Técnico: Renato Gaúcho
Últimos cinco jogos – vddve
VASCO – Problemas – Leandro Castan (terceiro cartão) – Time provável (4-4-2) – Martin Silva, Luiz Gustavo, Werley, Henriquez e Ramon; Yago Pikachu, Andrey, William Maranhão e Marrony; Thiago Galhardo e Maxi López. Técnico: Alberto Valentim
Últimos cinco jogos – vedve
CURIOSIDADE – Renato Gaúcho foi o técnico do primeiro rebaixamento do Vasco, em 2008.
RETROSPECTO – Na Arena do Grêmio, o Vasco jogou três vezes, perdeu as três, levou cinco gols e não marcou nenhum.
PALPITE – Grêmio
ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP); Émerson Augusto de Carvalho (SP), Rogério Pablos Zanardo (SP)

FLUMINENSE x SPORT
Domingo, Maracanã, 19h
FLUMINENSE – Problemas – Ibañez (terceiro cartão), Sornoza (expulso), Gilberto (machucado), Gum (machucado, dúvida), Pedro (machucado) – Time provável (3-4-3) – Júlio César, Frazan, Paulo Ricardo e Digão; Léo, Jádson, Richard e Ayrton Lucas; Marcos Júnior, Luciano e Everaldo. Técnico: Marcelo Oliveira
Últimos cinco jogos – ddvde
SPORT – Problemas – Marlone (machucado), Sander (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Maílson, Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Raul Prata; Marcão Silva e Jair; Michel Bastos, Gabriel e Mateus Gonçalves; Hernane. Técnico: Mílton Mendes
Últimos cinco jogos – vvvdv
CURIOSIDADE – A maior goleada já sofrida pelo Fluminense na história do Brasileirão foi contra o Sport: 6 x 0, em 1996.
RETROSPECTO – O Fluminense não perde para o Sport no Rio de Janeiro desde 1997, pelo Brasileirão. São seis vitórias e dois empates.
PALPITE – Fluminense
ARBITRAGEM – Flávio Rodrigues de Souza (SP); Alex Ang Ribeiro (SP), Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

SANTOS x CHAPECOENSE
Segunda-feira, Pacaembu, 20h
SANTOS – Problemas – Gabriel (terceiro cartão), Victor Ferraz (terceiro cartão), Diego Pituca (expulso), Luiz Felipe (machucado), Lucas Veríssimo (machucado, dúvida) – Time provável (4-1-4-1) – Vanderlei, Daniel Guedes, Yuri, Gustavo Henrique e Dodô; Alisson; Derlis González, Carlos Sánchez, Bryan Ruiz e Rodrygo; Sasha. Técnico: Cuca
Últimos cinco jogos – dvevv
CHAPECOENSE – Problemas – Márcio Araújo (machucado, dúvida), Elicarlos (machucado, dúvida) – Time provável (4-1-4-1) – Jandrei, Eduardo, Fabrício Bruno, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral; Osman, Canteros, Barreto e Wellington Paulista; Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira
Últimos cinco jogos – dvddv
CURIOSIDADE – O Santos foi o primeiro time de Claudinei Oliveira como técnico profissional, no Brasileirão 2013. Assumiu em 14º lugar, depois da saída de Muricy Ramalho. Terminou em sétimo.
RETROSPECTO – Desde o acesso da Chapecoense, o Santos recebeu o time catarinense quatro vezes e venceu as quatro.
PALPITE – Santos
ARBITRAGEM – Rafael Traci (PR); Ivan Carlos Bohn (PR), Rafael Trombetta (PR)


Informações e palpites da 32a rodada do Brasileirão
Comentários Comente

PVC

ATLÉTICO MINEIRO x GRÊMIO
Sábado, Independência, 16h
ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Luan (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Victor, Émerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adílson e Elias; Teranz, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi
Últimos cinco jogos – ddedv
GRÊMIO – Problemas – Luan (machucado), Marcelo Grohe (machucado), Bressan (terceiro cartão), Marinho (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Paulo Victor, Leonardo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel; Ramiro, Maicon, Cícero e Éverton; Jael. Técnico: Renato Gaúcho
Últimos cinco jogos – ddved
CURIOSIDADE – Há dois anos, a final da Copa do Brasil foi Grêmio x Atlético, com o retorno do time gaúcho aos títulos nacionais ou continentais que não vinham desde 2001.
RETROSPECTO – A última vitória do Grêmio sobre o Atlético no Independência foi em 2016, por 3 x 1.
PALPITE – Grêmio
ARBITRAGEM – Wágner do Nascimento Magalhães (RJ); Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ)

FLUMINENSE x VASCO
Sábado, Maracanã, 16h
FLUMINENSE – Problemas – Léo (machucado), Gilberto (machucado), Pedro (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Rodolfo, Igor Julião, Paulo Ricardo, Frazan e Marlon; Mateus Norton e Dodi; Marcos Júnior, Daniezinho e Fernando Neto; Júnior Dutra. Técnico: Marcelo Oliveira
Últimos cinco jogos – devdv
VASCO – Problemas – Nenhum – Time provável (4-1-4-1) – Martin Silva, Luiz Gustavo, Werley, Leandro Castan e Ramon; Andrey; Yago Pikachu, William Maranhão, Fabrício e Marrony; Máxi López. Técnico: Alberto Valentim
Últimos cinco jogos – edvee
CURIOSIDADE – Em 2013, Dorival Júnior, atual técnico do Flamengo, passou por Vasco e Fluminense. Os dois terminaram a última rodada rebaixados. O Flu liberou-se por causa do caso Héverton.
RETROSPECTO – Pelo Brasileirão, a última vitória do Fluminense foi em 2015. São dois emaptes e um triunfo vascaíno de lá para cá.
PALPITE – Vasco
ARBITRAGEM – Luiz Flávio de Oliveira (SP); Danilo Ricardo Simon Manis (SP), Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

PALMEIRAS x SANTOS
Sábado, Allianz Parque, 19h
PALMEIRAS – Mayke (suspenso pelo STJD), Diogo Barbosa (suspenso pelo STJD), Moisés (terceiro cartão), Willian (machucado), Hyoran (machucado, dúvida), Marcos Rocha (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wéverton, Jean, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Thiago Santos e Bruno Henrique; Dudu, Lucas Lima e Scarpa; Borja. Técnico: Luiz Felipe
Últimos cinco jogos – eedvv
SANTOS – Problemas – Róbson Bambu (terceiro cartão) – Time provável (4-4-2) – Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Carlos Sánchez, Alisson, Diego Pituca e Bruno Henrique; Rodrygo e Gabriel. Técnico: Cuca
Últimos cinco jogos – vevvv
CURIOSIDADE – Cuca foi o último técnico campeão brasileiro pelo Palmeiras, em 2016.
RETROSPECTO – Neste ano, houve quatro clássicos, com duas vitórias do Palmeiras, um empate e uma vitória do Santos.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Bráulio da Silva Machado (SC); Kléber Lúcio Gil (SC), Neuza Inês B|ack (SC)

PARANÁ x VITÓRIA
Domingo, Vila Capanema, 17h
PARANÁ – Problemas – Maicosuel (machucado), Nádson (machucado), Júnior (machucado), Gabriel Pires (machucado), Torito González (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Richard, Wesley, Jesiel, Rayan e Igor; Leandro Vilela e Jhonny Lucas; Alex Santana, Juninho e Andrey; Grampola. Técnico: Dado Cavalcanti
Últimos cinco jogos – dddde
VITÓRIA – Problemas – Lucas Ribeiro (terceiro cartão), André Lima (machucado), Jeferson (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Ronaldo, Cedric, Ramon, Aderllan e Fabiano; Léo Gomes e Rodrigo Andrade; Rhayner, Lucas Fernandes e Erick; Léo Ceará. Técnico: Paulo César Carpegiani
Últimos cinco jogos – devdd
CURIOSIDADE – O primeiro confronto da história pelo Brasileirão aconteceu em 1993, ano em que o Vitória chegou à final do campeonato e foi vice-campeão.
RETROSPECTO – Nos últimos dez jogos, são cinco vitórias do Paraná e cinco do Vitória.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP); Émerson Augusto de Carvalho (SP), Rogério Pablos Zanardo (SP)

AMÉRICA MINEIRO x CRUZEIRO
Domingo, Independência, 17h
AMÉRICA MINEIRO – Problemas – Paulão (terceiro cartão), Gérson Magrão (terceiro cartão), Aylon (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – João Ricardo, Aderllan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Zé Ricardo e Juninho; Matheusinho, Giovanni e Luan; Ruy. Técnico: Adílson Batista
Últimos cinco jogos – deede
CRUZEIRO – Problemas – Sassá (suspenso pelo STJD), Murilo (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Fábio, Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e De Arrascaeta; Barcos. Técnico: Mano Menezes
Últimos cinco jogos – vdvvd
CURIOSIDADE – Na história do Brasileirão, são 15 jogos, com 1 vitória do América, nove empates e cinco do Cruzeiro.
RETROSPECTO – A única vitória do América aconteceu em 2001, por 3 x 0, quando o Cruzeiro era dirigido por Ivo Wortmann.
PALPITE – Cruzeiro
ARBITRAGEM – Héber Roberto Lopes (SC); Bruno Boschillia (PR), Henrique Neu Ribeiro (SC)

SÃO PAULO x FLAMENGO
Domingo, Morumbi, 17h
SÃO PAULO – Problemas – Jean (expulso), Hudson (terceiro cartão), Éverton (machucado), João Rojas (machucado) – Time provável (4-4-2) – Sidão, Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves e Edimar; Helinho, Luan, Jucilei e Reinaldo; Diego Souza e Carneiro. Técnico: Diego Aguirre
Últimos cinco jogos – vedde
FLAMENGO – Problemas – Diego Alves (machucado), Marlos Moreno (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – César, Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar e William Arão; Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho; Uribe. Técnico: Dorival Júnior
Últimos cinco jogos – evvve
CURIOSIDADE – Foi uma derrota do São Paulo para o Flamengo, ano passado, que provocou a demissão de Rogério Ceni e a contratação de Dorival Júnior pelo Tricolor paulista.
RETROSPECTO – São duas vitórias do São Paulo e dois empates desde que o Flamengo ganhou pela última vez no Morumbi, por 2 x 1, em 2011.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Wilton Pereira Sampaio (GO); Fabrício Vilarinho da Silva (GO), Bruno Raphael Pires (GO)

BOTAFOGO x CORINTHIANS
Domingo, Nílton Santos, 17h
BOTAFOGO – Problemas – Luiz Fernando (terceiro cartão), Marcelo Benevenuto (terceiro cartão), Yago (pertence ao Corinthians), Moisés (pertence ao Corinthians), Yago (pertence ao Corinthians) – Time provável (4-1-4-1) – Saulo, Marcinho, Carli, Igor Rabello e Gílson; Lindoso; Leo Valencia, Matheus Fernandes, Renatinho e Erik; Brenner. Técnico: Zé Ricardo
Últimos cinco jogos – ddeev
CORINTHIANS – Problemas – Jádson (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Cássio, Fágner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf; Pedrinho, Douglas, Araos e Romero; Danilo. Técnico: Jair Ventura
Últimos cinco jogos – vdvve
CURIOSIDADE – Jair Ventura volta ao estádio Nílton Santos pela primeira vez desde que saiu do Botafogo, há dez meses.
RETROSPECTO – Pelo Brasileiro, no Engenhão, houve três empates e uma vitória do Botafogo, ano passado.
PALPITE – Corinthians
ARBITRAGEM – Leandro Pedro Vuaden (RS); Alessndro Rocha de Mattos (BA), Jorge Eduardo Bernardi (RS)

INTERNACIONAL x ATLÉTICO PARANAENSE
Domingo, Beira Rio, 19h
INTERNACIONAL – Problemas – Edenílson (expulso), Rodrigo Dourado (terceiro cartão), Jonathan Álvez (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Marcelo Lomba, Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Gabriel Dias; Nico López, Juan Alano, D’Alessandro e Patrick; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann
Últimos cinco jogos – eevdv
ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – Santos, Diego, Wânderson, Thiago Heleno e Márcio Azebvedo; Camacho e Bruno Guimarães; Rony, Guilherme e Marcinho; Bergson. Técnico: Tiago Nunes
Últimos cinco jogos – vvev
CURIOSIDADE – A maior goleada da história foi 6 x 0 a favor do Inter, em 2004, ano em que o Atlético Paranaense foi vice-campeão brasileiro.
RETROSPECTO – São dez vitórias do Internacional e quatro empates desde a última vez que o Atlético Paranaense venceu no Beira Rio, em 1999.
PALPITE – Internacional
ARBITRAGEM – Rodrigo D’Alonso Ferreiro (SC); Helton Nunes (SC), Alex dos Santos (SC)

BAHIA x CHAPECOENSE
Domingo, Fonte Nova, 20h
BAHIA – Problemas – Gilberto (machucado), Tiago (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Douglas, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Nílton e Gregore; Ramires, Zé Rafael e Élber; Júnior Brumado. Técnico: Enderson Moreira
Últimos cinco jogos – ddvde
CHAPECOENSE – Problemas – Diego Torres (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Jandrei, Eduardo, Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral e Barreto; Doffo, Canteros e Osman; Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira
Últimos cinco jogos – vddvd
CURIOSIDADE – Guto Ferreira foi técnico do Bahia e da Chapecoense no Brasileirão 2018 e não resistiu aos dois clubes.
RETROSPECTO – Houve dois jogos na Fonte Nova pela Série A com duas vitórias da Chapecoense.
PALPITE – Bahia
ARBITRAGEM – Flávio Rodrigues de Souza (SP); Alex Ang Ribeiro (SP), Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

SPORT x CEARÁ
Segunda-feira, Ilha do Retiro, 20h
SPORT – Problemas – Sander (machucado), Magrão (machucado), Durval (machucado), Marlone (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Maílson, Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Raul Prata; Marcão Silva; Michel Bastos, Jair, Gabriel e Mateus Gonçalves; Hernane. Técnico: Mílton Mendes
Últimos cinco jogos – vvdvd
CEARÁ – Problemas – Juninho Quixadá (machucado), Samuel Xavier (contrato com o Sport), Richardson (terceiro carrão) – Time provável (4-2-3-1) – Éverson, Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e João Lucas; Edinho e Richardson; Leandro Carvalho, Pedro Ken e Felipe Jonathan; Arthur. Técnico: Lisca
Últimos cinco jogos – vvded
CURIOSIDADE – No primeiro turno, vitória do Ceará por 1 x 0.
RETROSPECTO – Na história, antes do Brasileirão 2018, eram três vitórias do Ceará e dois empates.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Anderson Daronco (RS); Marcelo Carvalho Van Gasse (RS), Rafael da Silva Alves (RS)


Informações e palpites da 30a rodada do Brasileirão
Comentários Comente

PVC

BOTAFOGO x BAHIA
Sábado, Nílton Santos, 16h
BOTAFOGO – Problemas – Carli (terceiro cartão), Matheus Fernandes (terceiro cartão), Gatito Fernandez (machucado), Jéfferson (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Saulo, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Gílson; Jean; Luis Fernando, Lindoso, Bochecha e Rodrigo Pimpão; Kieza. Técnico: Zé Ricardo
Últimos cinco jogos – eevev
BAHIA – Problemas – Éverson (machucado), Tiago (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Douglas, Bruno, Douglas Grolli, Jackson e Léo; Nílton e Flávio; Ramires, Zé Rafael e Élber; Gilberto. Técnico: Enderson Moreira
Últimos cinco jogos – veded
CURIOSIDADE – No primeiro turno, empate por 3 x 3. Alberto Valentim era o técnico do Botafogo e Cláudio Prates o treinador interino do Bahia.
RETROSPECTO – O Bahia só jogou duas vezes no Nílton Santos contra o Botafogo. Perdeu as duas, por 1 x 0 em 2017 e 3 x 0 em 2012.
PALPITE – Botafogo
ARBITRAGEM – Anderson Daronco (RS); Rafael da Silva Alves (RS), José Eduardo Bernardi (RS)

AMÉRICA MINEIRO x GRÊMIO
Sábado, Independência, 16h
AMÉRICA MINEIRO – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – João Ricardo, Aderlan, Matheus Ferraz, Messias e Carlinhos; Juninho e Zé Ricardo; Matheusinho, Gérson Magrão e Luan; Ruy. Técnico: Adílson Batista
Últimos cinco jogos – edeed
GRÊMIO – Problemas – Luan (machucado), Éverton (machucado), Cortez (machucado), Ramiro (machucado), Leonardo Moura (machucado), Marcelo Grohe (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Paulo Victor, Leonardo Gomes, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira; Matheus Henrique e Thaciano; Marinho, Douglas e Pepê; Thonny Anderson. Técnico: Renato Gaúcho
Últimos cinco jogos – devvv
CURIOSIDADE – Adílson Batista, técnico do América, é para os gremistas o eterno capitão América, por ter sido o capitão da segunda Libertadores, em 1995.
RETROSPECTO – Só um jogo na história do Brasileirão no Independência. Empate por 0 x 0, em 2016.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Luiz Flávio de Oliveira (SP); Émerson Augusto de Carvalho (SP), Marcelo Van Gasse (SP)

SPORT x VASCO
Sábado, Ilha do Retiro, 19h
SPORT – Problemas – Magrão (machucado), Ronaldo Alves (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Maílson, Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Sander; Marcão Silva e Felipe Bastos; Marlone, Gabriel e Michel Bastos; Hernane. Técnico: Mílton Mendes
Últimos cinco jogos – dvddd
VASCO – Problemas – Martin Silva (poupado), Andrey (terceiro cartão), Luiz Gustavo (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Fernando Miguel, Rafael Galhardo, Werley, Leandro Castan e Ramon; Bruno Ritter; Yago Pikachu, Desábato, William Maranhão e Fabrício; Maxi López. Técnico: Alberto Valentim
Últimos cinco jogos – veeev
CURIOSIDADE – Os gritos de guerra dos dois clubes são parecidos e uma das versões foi a de que o craque Ademir de Menezes levou para o Vasco o canto do Sport. No Recife, Cazá, cazá, cazá! Em São Januário, casaca, casaca, casaca! Outra versão era de que o canto era das vitórias nas regatas, no início do século 20.
RETROSPECTO – Na Ilha do Retiro, são cinco vitórias vascaínas e dois empates desde 1995. Neste período, o Sport ganhou na Arena Pernambuco, em 2015.
PALPITE – Vasco
ARBITRAGEM – Wilton Pereira Sampaio (GO); Fabrício Vilarinho (GO): Bruno Raphael Pires (GO)

SÃO PAULO x ATLÉTICO PARANAENSE
Sábado, Morumbi, 19h
SÃO PAULO – Problemas – Ânderson Martins (expulso), Bruno Peres (terceiro cartão) – Time provável (4-4-2) – Jean, Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Jucilei, Luan e João Rojas; Nenê e Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre
Últimos cinco jogos – ddeee
ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – Santos, Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Lucho González e Bruno Guimarães; Marcelo Cirino, Raphael Veiga e Nikão; Pablo. Técnico: Tiago Alves
Últimos cinco jogos – vvvdv
CURIOSIDADE – No primeiro turno, o São Paulo quebrou tabu e venceu pela primeira vez na Arena da Baixada.
RETROSPECTO – O Atlético Paranaense venceu o último encontro no Morumbi, em 2016, por 2 x 1. Ano passado, o São Paulo ganhou como mandante, mas no Pacaembu.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Péricles Bassols (PE); Clóvis Amaral da Silva (PE); Cléberson do Nascimento Leite (PE)

VITÓRIA x CORINTHIANS
Domingo, Barradão, 16h
VITÓRIA – Problemas – Ramon (terceiro cartão), Léo Gomes (machucado), Rodrigo Andrade (machucado, dúvida), André Lima (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Ronaldo, Jéferson, Lucas Ribeiro, Aderllan e Fabiano; William Farias e Arouca; Rhayner, Lucas Fernandes e Erick; Walter Bou
Últimos cinco jogos – vdddd
CORINTHIANS – Problemas – Nenhum – Time provável (4-2-3-1) – Cássio, Fágner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Gabriel; Émerson, Jádson e Romero; Roger. Técnico: Jair Ventura
Últimos cinco jogos – dddev
CURIOSIDADE – Paulo César Carpegiani, hoje técnico do Vitória, foi o primeiro treinador do Corinthians na campanha do rebaixamento de 2007. Ficou 21 rodadas e foi demitido em 14º lugar, depois de perder para o Cruzeiro por 3 x 0, no Pacaembu.
RETROSPECTO – A última vitória do Corinthians no Barradão aconteceu em 2009, por 1 x 0, gol de Defederico. De lá para cá, são três empates e um triunfo rubro-negro. No ano passado, o Corinthians venceu em Salvador, jogando na Fonte Nova.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Rafael Traci (PR); Ivan Carlos Bohn (PR), Rafael Trombeta (PR)

FLUMINENSE x ATLÉTICO MINEIRO
Domingo, Nílton Santos, 16h
FLUMINENSE – Problemas – Pedro (machucado), Gilberto (machucado) – Time provável (3-4-1-2) – Júlio César, Gum, Ibañez e Digão; Léo, Richard, Jádson e Ayrton Lucas; Sornoza; Luciano e Everaldo. Técnico: Marcelo Oliveira
Últimos cinco jogos – dvvdv
ATLÉTICO MINEIRO – Problemas – Leonardo Silva (terceiro cartão), Zé Wellison (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Victor, Émerson, Maidana, Gabriel e Fábio Santos; Adílson e Elias; Luan, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi
Últimos cinco jogos – edvde
CURIOSIDADE – Marcelo Oliveira nasceu jogador no Atlético, campeão mineiro de 1976, quebrando uma hegemonia do Cruzeiro, tetracampeão na época, e encerrando uma sequência de seis anos sem o título estadual, desde 1970.
RETROSPECTO – O Fluminense venceu no ano passado, no Maracanã, por 2 x 1. Na penúltima visita, o Atlético ganhou por 2 x 1, em 2015.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Jean Pierre Gonçalves Lima (RS); Lairson Peng Martins (RS), Lúcio Beiersdorf Fior (RS)

PALMEIRAS x CEARÁ
Domingo, Pacaembu, 16h
PALMEIRAS – Problemas – Gustavo Gomez (terceiro cartão), Thiago Santos (terceiro cartão), Marcos Rocha (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wéverton, Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luís; Felipe Melo e Bruno Henrique; Hyoran, Lucas Lima e Dudu; Borja. Técnico: Luiz Felipe
Últimos cinco jogos – vvvve
CEARÁ – Problemas – Reina (machucado), Wescley (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Éverson, Samuel Xavier, Tiago Alves, Eduardo Brock e Felipe Jonathan Edinho e Richardson; Leandro, Juninho Quixadá e Calyson; Arthur. Técnico: Lisca
Últimos cinco jogos – evdve
CURIOSIDADE – O maior feito do Ceará contra o Palmeiras foi eliminar o clube paulista da Copa do Brasil em 1994, com empates por 0 x 0 em Fortaleza e 1 x 1 em São Paulo.
RETROSPECTO – Em São Paulo, houve cinco vitórias do Palmeiras e dois empates, pelo Brasileirão.
PALPITE – Palmeiras
ARBITRAGEM – André Luiz de Freitas Castro (GO); Alessandro Rocha de Mattos (GO), Christian Passos Sorence (GO)

CRUZEIRO x CHAPECOENSE
Domingo, Mineirão, 19h
CRUZEIRO – Problemas – Mancuello (expulso), Sassá (suspenso pelo STJD) – Time provável (4-2-3-1) – Time provável (4-2-3-1) – Fábio, Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e De Arrascaeta; Barcos. Técnico: Mano Menezes
Últimos cinco jogos – dvede
CHAPECOENSE – Problemas – Elicarlos (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Jandrei, Marcos Vinicius, Rafael Thyere, Douglas e Alan Ruschel; Amaral e Osman; Doffo, Yann Rolim e Victor Andrade; Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira
Últimos cinco jogos – dvddv
CURIOSIDADE – O Cruzeiro não vence a Chapecoense em Belo Horizonte desde 2014.
RETROSPECTO – Houve duas vitórias da Chapecoense e um empate no Mineirão nas últimas três visitas a Belo Horizonte.
PALPITE – Cruzeiro
ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP); Danilo Ricardo Simon Manis (SP), Rogério Pablos Zanardo (SP)

PARANÁ x FLAMENGO
Domingo, Vila Capanema, 19h
PARANÁ – Problemas – Jhonny (terceiro cartão), Torito González (machucado), Cléber Reis (machucado), Biteco (machucado), Charles (machucado), Maicosuel (machucado), Nádson (machucado) – Time provável (3-5-2) – Richard, Júnior, Renê, Rayan e Igor Mansur; Júnior, Deivid, Jhonny Lucas, Alex Santana e Mansur; Grampola e Silvinho. Técnico: Dado Cavalcanti
Últimos cinco jogos – ddedd
FLAMENGO – Problemas – Diego Alves (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – César, Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar e William Arão; Éverton Ribeiro, Diego e Vitinho; Uribe. Técnico: Dorival Júnior
Últimos cinco jogos – vvedv
CURIOSIDADE – A maior goleada do confronto foi 6 x 2 para o Paraná, em 2003, quando Adílson Batista era o treinador paranista.
RETROSPECTO – O Flamengo venceu em suas últimas três visitas ao Paraná Clube, em Curitiba.
PALPITE – Flamengo
ARBITRAGEM – Bráulio da Silva Machado (SC); Kléber Lúcio Gil (SC), Neuza Inês Back (SC)

INTERNACIONAL x SANTOS
Segunda-feira, Beira-Rio, 20h
INTERNACIONAL – William Pottker (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Marcelo Lomba, Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Nico López, Edenílson, D’Alessandro e Patrick; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann
Últimos cinco jogos – vdved
SANTOS – Problemas – Nenhum – Time provável (4-4-2) – Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Henrique, Gustavo Henrique e Dodô; Carlos Sánchez, Alisson, Diego Pituca e Bruno Henrique; Rodrygo e Gabriel. Técnico: Cuca
Últimos cinco jogos – vvved
CURIOSIDADE – Ídolo do Grêmio, Cuca jogou pelo Internacional em 1991.
RETROSPECTO – O Internacional venceu quatro e empatou três vezes nas últimas sete visitas do Santos ao Beira-Rio pelo Brasileirão. A última vitória santista foi em 2008, por 1 x 0, gol de Maykon Leite.
PALPITE – Internacional
ARBITRAGEM – Ricardo Marques Ribeiro (MG); Guilherme Dias Camilo (MG), Sidmar dos Santos Meurer (MG)


O pecado do VAR é interpretar
Comentários Comente

PVC

Dois anos atrás, havia dois projetos diferentes, discutidos no International Board, para a implantação do árbitro de vídeo. Um, como está sendo aplicado, com monitor dentro do campo e uma comissão em uma cabine com o direito de oferecer à autoridade máxima do campo a chance de revisar as jogadas duvidosas. Esta era a ideia defendida pela Fifa.

O outro projeto, preferido pela CBF, previa que a comissão na cabine só alertasse o árbitro em caso de erro flagrante. Apenas jogadas indiscutíveis. O que coubesse interpretação não seria revisado.

Depois da aprovação do projeto com monitor no centro do campo, houve um pedido ao International Board para que pudesse haver dois tipos de experiência. Sendo um período de testes, poderia haver o monitor em federações europeias e o árbitro de vídeo só para correção de erros inquestionáveis, no Brasil.

O ex-árbitro inglês, David Elleray, do International Board, vetou a segunda experiência. Se ela estivesse em curso na Copa do Brasil, Wilton Pereira Sampaio (VAR) não teria solicitado ao árbitro central, Wágner Magalhães, que revisasse os dois lances polêmicos da finalíssima da Copa do Brasil, em Itaquera.

Isso não exclui que Wágner Magalhães tenha sido fraco ao interpretar de maneira diferente, pelo monitor, o que havia interpretado em bom posicionamento dentro do gramado. Não confiou em seus olhos. Foi inseguro.

Seguem sendo lances de interpretação. Muita gente acha que houve pênalti de Thiago Neves em Ralf e que deveria ser marcada a falta de Jádson em Dedé. Muita gente boa pensa que não. Eu, por exemplo, não marcaria nem o pênalti nem a falta.

No próximo sábado, os ex-árbitros Manoel Serapião Filho e Alício Pena Filho viajarão para Zurique, na Suíça, para um congresso em que será discutida a experiência do VAR. Levarão na bagagem vídeos de jogadas que foram remarcadas e produziram mais polêmica do que alívio.

Há uma série de jogos e jogadas com margens para dúvidas, desde a introdução do árbitro de vídeo. Rapidamente, River Plate x Lanús, na semifinal da Libertadores de 2017, Corinthians x Cruzeiro, na final da Copa do Brasil de 2018, ou a finalíssima da Copa do Mundo entre França e Croácia. Os croatas, tão felizes com o vice-campeonato mundial, não protestam com veemência contra o pênalti marcado a favor da França. No campo, o árbitro entendeu que não houve penalidade. No vídeo, viu diferente. Deu discussão até na cabine do VAR, em Moscou, entre dois integrantes com opiniões diferentes.

Se havia margem para interpretar, deveria prevalecer o que o árbitro viu no campo.


O Cruzeiro é o campeão do contra-ataque
Comentários Comente

PVC

Foram apenas dez gols na campanha para ser campeão da Copa do Brasil que registrou a menor média de bolas na rede desde 1990. Talvez por isso, o vencedor tenha se anunciado ainda nas quartas-de-final, contra o Santos, pela sua capacidade de marcar e sair em contra-ataques. Nem sempre em velocidade. Veja que a direção cruzeirense pensa em reforços para 2019 justamente com a chegada de homens velozes, carência do elenco campeão. Mas a precisão, exatidão dos passes para sair em transição é a característica mais forte de uma equipe que quase não erra.

O gol do título, de De Arrascaeta, evidencia isso. Em quatro toques, o Cruzeiro desarmou o Corinthians em sua própria grande área e fez De Arrascaeta ficar frente a frente com Cássio. A frieza do uruguaio foi maior do que a do computador de bordo usado pelo piloto que o trouxe do Japão e pousou em Guarulhos às 16 horas. Dos dez gols cruzeirenses, 40% foram de contra-ataques.

O Cruzeiro finalizou cinco vezes ao gol de Cássio e o Corinthians só chutou duas vezes no alvo, contra Fábio. Uma delas, de pênalti, mal assinalado pelo VAR. Gol de Jádson. A outra, no lindo chute de Pedrinho da intermediária, no ângulo de Fábio. O árbitro Wágner Magalhães preferiu o VAR e marcou falta de Jádson em Dedé. O toque no peito existiu — mas foi para tanto?

Este comentarista não marcaria nem o pênalti nem a falta.

Monstruosa atuação de De Arrascaeta nos 24 minutos que pôde atuar. Mas especialmente de Dedé, um gigante que afastou o perigo 19 vezes, entre desarmes, interceptações e rebatidas.

Podemos discutir a arbitragem em todas as situações do futebol brasileiro, capaz até de desmoralizar o VAR.

Na noite de quarta-feira, mais correto é exaltar o campeão. O Cruzeiro venceu, porque mereceu.

Quarta-feira, 17/outubro/2018
CORINTHIANS 1 x 2 CRUZEIRO – 21h45

Local: Itaquera (São Paulo); Juiz: Wágner do Nascimento Magalhães (RJ); Rodrigo Figueiredo Henrique Correa, Bruno Boschillia: Renda: R$ ; Público: Gols: Robinho 28 do 1º; Jádson (pênalti) 9, De Arrascaeta 37 do 2o; Cartão amarelo: Ralf (8’), Gabriel (18’), Émerson (25’), Fágner (32’), Rafinha (35’), Thiago Neves (39’)
CORINTHIANS: 12. Cássio (6,5), 23. Fágner (5,5), 14. Léo Santos (4), 3. Henrique (6) e 35. Danilo Avelar (5); 5. Gabriel (5,5) (22. Matheus Vital 36 do 2º (sem nota)), 15. Ralf (6); 47. Émerson (5) (25. Clayson 36 do 2º (sem nota)); 10. Jádson (7) e 11. Romero (6); 7. Jonathas (5) (38. Pedrinho 21 do 2º (8)). Técnico: Jair Ventura
Banco: 27. Wálter, 34. Pedro Henrique, 13. Marllon, 37. Vílson, 33. Carlos, 17. Thiaguinho, 30. Douglas, 20. Danilo, 22. Mateus Vital, 21. SergioDíaz, 25. Clayson, 38. Pedrinho
CRUZEIRO: 1. Fábio (6,5), 22. Edílson (6), 26. Dedé (9), 3. Léo (6,5) e 29. Lucas Romero (6); 19. Robinho (7), 8. Henrique (6,5), 5. Ariel Cabral (6,5) e 18. Rafinha (6,5) (10. De Arrascaeta 21 do 2º (8,5)); 30. Thiago Neves (5,5) (16. Lucas Silva 35 do 2º (sem nota)) e 28. Barcos (6,5) (17. Raniel 28 do 2º (5,5)). Técnico: Mano Menezes
Banco: 12. Rafael, 4. Murilo, 14. Cacá, 2. Ezequiel, 16. Lucas Silva, 25. Marcelo Hermes, 20. Bruno Silva, 10. De Arrascaeta, 7. Rafael Sóbis, 9. Fred, 17. Raniel, 11. David


Corinthians e Cruzeiro prometem maior bicho da história
Comentários Comente

PVC

O Cruzeiro promete pagar o maior bicho de todos os tempos, se conquistar a Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (17), em Itaquera. Serão R$ 13,6 milhões. Como 10% dos R$ 50 milhões pagos pela CBF ao campeão são descontados para efeito de imposto, o Cruzeiro pagará 30% do que arrecadar.

Esse valor considera a soma das premiações das fases anteriores. Os valores já foram depositados até as quartas-de-final, ou seja, referentes às eliminações de Atlético Paranaense e Santos. Para desclassificar o Palmeiras, a promessa era de mais R$ 200 mil para cada atleta. O título valerá mais R$ 350 mil para cada um. Quer dizer que, depois da decisão, cada jogador cruzeirense poderá embolsar R$ 550 mil, fora o que já foi depositado.

O Corinthians pagará em torno de R$ 700 mil para cada atleta. O clube já havia anunciado semana passada o prêmio de R$ 17,5 milhões, ou 35% do bônus pago pela CBF ao campeão, para dividir entre todo o elenco profissional. Um aumento de 70% em comparação com o título brasileiro do ano passado. Será o maior bicho da história corintiana.

O bicho é uma instituição que vem desde o amadorismo, encerrado em 1933. O prêmio muitas vezes é pago em dinheiro, no vestiário. Nem todos os dirigentes agem assim, mas os jogadores gostam desse tipo de atitude. Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo multi vencedor dos anos 2000, prometia e realizava este tipo de premiação nas retas finais dos principais campeonatos. A reação no Brasileirão de 2008 levou ao tricampeonato e foi regada a envelopes com valores altos, pagos logo após cada vitória.

Apesar de os salários terem subido consideravelmente nas últimas décadas, o bicho nunca foi deixado de lado.


Operação De Arrascaeta
Comentários Comente

PVC

De Arrascaeta jogou os primeiros 45 minutos da derrota do Uruguai para o Japão, por 4 x 3, em Saitama, na manhã desta terça-feira. Do estádio, seguiu para o aeroporto e, depois de 26 horas de voo, desembarcará em São Paulo. Passará o dia de terça descansando, para poder entrar em campo contra o Corinthians, pela finalíssima da Copa do Brasil.

O esforço se justifica pelo fato de o uruguaio, preterido muitas vezes pelo técnico da seleção, Oscar Tabarez, ser o responsável pela maior participação em gols de todo o elenco cruzeirense, neste ano. Com 11 gols, é o vice-artilheiro da temporada, atrás de Thiago Neves, com 13. Seus 8 passes fazem dele o terceiro colocado em assistências, atrás de Egídio (9) e Robinho (11).

A pergunta cruzeirense é se o Uruguai precisava de De Arrascaeta, se ele não foi escalado por nem sequer um minutinho contra a Coreia do Sul, na sexta-feira (12) e apenas 45 minutos contra o Japão. Não é problema de Tabarez se há final da Copa do Brasil na quarta-feira. O calendário de seleções prevê as convocações nestas datas.

Maldito é o calendário brasileiro que não se adapta às datas Fifa.

JAPÃO 4 x 3 URUGUAI
Local: Saitama Stadium (Saitama); Juiz: Ko Hyungiin (Coréia do Sul); Gols: Minamino 10, Pereiro 28, Osako 36 do 1o; Cavani 12, Doan 14, Minamino 21, Rodriguez 30;
JAPÃO: Masaaki Higashiguchi; Hiroki Sakai, Genta Miura, Maya Yoshida y Yuto Nagatomo; Gaku Shibasaki (74′ Toshihiro Aoyama) y Wataru Endo; Ritsu Doan, Takumi Minamino y Shoya Nakajima (87’ Genki Haraguchi); y Yuya Osako. Técnico: Hajime Moriyasu.
URUGUAI: Fernando Muslera; Martín Cáceres (64′ Camilo Mayada), Sebastián Coates, Diego Godín y Diego Laxalt; Lucas Torreira (74′ Nahitan Nández) y Rodrigo Bentancur (46’ Federico Valverde); Gastón Pereiro (77′ Maximiliano Gómez (85′ Cristhian Stuani)), Giorgian de Arrascaeta (46’ Jonathan Rodríguez) y Marcelo Saracchi; y Edinson Cavani. Técnico: Oscar Tabárez.

Tags : cruzeiro


Informações e palpites da 29a rodada do Brasileirão
Comentários Comente

PVC

FLAMENGO x FLUMINENSE
Sábado, Maracanã, 17h
FLAMENGO – Problemas – Diego (machucado), Diego Alves (machucado), Juan (machucado), Trauco (seleção peruana) – Time provável (4-2-3-1) – César, Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar e William Arão; Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho; Uribe. Técnico: Dorival Júnior
Últimos cinco jogos – veddv
FLUMINENSE – Problemas – Léo (terceiro cartão), Sornoza (seleção equatoriana), Gilberto (machucado), Pedro (machucado) – Time provável (3-4-3) – Júlio César, Ibañez, Gum e Digão; Mateus Norton, Richard, Jádson e Ayrton Lucas; Marcos Júnior, Luciano e Everaldo. Técnico: Marcelo Oliveira
Últimos cinco jogos – vvdvv
CURIOSIDADE – O Fla-Flu do primeiro turno registrou o maior público do Brasil em 2018: 59 mil pagantes.
RETROSPECTO – Este será o quarto Fla-Flu do ano. O Fluminense venceu por 4 x 0 em fevereiro, houve empate por 1 x 1 em março e vitória rubro-negra por 2 x 0 em junho.
PALPITE – Flamengo
ARBITRAGEM – Wilton Pereira Sampaio (GO); Marcelo Carvalho Van Gasse (SP), Bruno Raphael Pires (GO)

SANTOS x CORINTHIANS
Sábado, Pacaembu, 19h
SANTOS – Problemas – Rodrygo (seleção brasileira sub-20), Alisson (terceiro cartão) – Time provável (4-1-4-1) – Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Renato; Derlis González, Carlos Sánchez, Diego Pituca e Bruno Henrique; Gabriel. Técnico: Cuca
Últimos cinco jogos – vvdev
CORINTHIANS – Problemas – Romero (terceiro cartão e seleção paraguaia) – Time provável (4-1-4-1) – Wálter, Pedro Henrique, Léo Santos, Marllon e Carlos; Douglas e Araos; Pedrinho, Matheus Vital e Émerson Sheik; Jonatas. Técnico: Jair Ventura
Últimos cinco jogos – devev
CURIOSIDADE – O último clássico no Pacaembu pelo Brasileirão aconteceu em 2012 e registou empate por 1 x 1.
RETROSPECTO – Neste ano, houve dois clássicos, ambos com empate por 1 x 1.
PALPITE – Santos
ARBITRAGEM – Péricles Bassols (PE); Clóvis Amaral da Silva (PE), Cléberson do Nascimento Leite (PE)

BAHIA x PARANÁ
Sábado, Pituaçu, 21h
BAHIA – Problemas – Jackson (expulso), Nino Paraíba (terceiro cartão), Tiago (machucado), Éverton (machucado), Gilberto (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Douglas, Bruno, Jackson, Ignácio e Léo; Gregore e Nílton; Ramires, Zé Rafael e Élber; Edigar Junio. Técnico Enderson Moreira
Últimos cinco jogos – ededv
PARANÁ – Problemas – Mansur (terceiro cartão), Torito González (machucado) – Richard, Júnior, Renê Santos, Jesiel e Igor; Deivid e Alex Santana; Leandro Vilela, Juninho e Silvinho; Ortigoza. Técnico: Claudinei Oliveira
Últimos cinco jogos – deddd
CURIOSIDADE – O primeiro confronto pelo Brasileirão aconteceu em 1994. Empate por 1 x 1.
RETROSPECTO – Na história, houve nove confrontos pelo Brasileirão, com quatro vitórias para cada lado e um empate.
PALPITE – Bahia
ARBITRAGEM – Jean Pierre Gonçalves Lima (RS); Leirson Peng Martins (RS), Lúcio Beiersdorf (RS)

CHAPECOENSE x VITÓRIA
Domingo, Arena Condá, 11h
CHAPECOENSE – Problemas – Elicarlos (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Jandrei, Eduardo, Thyrere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral e Barreto; Doffo, Diego Torres e Vinicius; Leandro Pereira. Técnico: Guto Ferreira
Últimos cinco jogos – vddvv
VITÓRIA – Problemas – Rhayner (terceiro cartão), Maurício (expulso), Lucas Ribeiro (seleção brasileira sub-20) – Time provável (4-2-3-1) – Ronaldo, Jéferson, Aderllan, Ramon e Fabiano; William Farias e Léo Gomes; Rodrigo Andrade, Lucas Fernandes e Erick; Walter Bou. Técnico: Paulo César Carpegiani
Últimos cinco jogos – ddddv
CURIOSIDADE – Guto Ferreira foi o técnico campeão baiano pelo Bahia, em abril, numa decisão contra o Vitória.
RETROSPECTO – São sete jogos na história, com três vitórias para cada lado e um empate.
PALPITE – Chapecoense
ARBITRAGEM – Leandro Pedro Vuaden (RS) Jorge Eduardo Bernardi (RS), Rafael da Silva Alves (RS)

PALMEIRAS x GRÊMIO
Domingo, Pacaembu, 16h
PALMEIRAS – Problemas – Mayke (joga com efeito suspensivo), Diogo Barbosa (joga com efeito suspensivo), Gustavo Gomez (seleção paraguaia, pode retornar), Borja (seleção colombiana), Felipe Melo (terceiro cartão), Victor Luís (terceiro cartão), Marcos Rocha (machucado) – Time provável (4-2-3-1) – Wéverton, Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos e Bruno Henrique; William, Moisés e Dudu; Deyverson. Técnico: Luiz Felipe
Últimos cinco jogos – vvvev
GRÊMIO – Problemas – Marcelo Grohe (machucado), Leonardo Moura (machucado), Kannemann (seleção argentina), Cortez (machucado), Ramiro (machucado), Éverton (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Paulo Victor, Leonardo Gomes, Geromel, Paulo Miranda e Juninho Capixaba; Cícero e Maicon; Marinho, Luan e Alisson; Jael. Técnico: Renato Gaúcho
Últimos cinco jogos – evvvv
CURIOSIDADE – O último título brasileiro de um time gaúcho foi do Grêmio, em 1996, dirigido por Felipão.
RETROSPECTO – O Palmeiras venceu seis e empatou quatro das últimas dez visitas do Grêmio a São Paulo. A última vitória gremista foi em 2008, no Parque Antarctica: 1 x 0, gol de Tcheco.
PALPITE – Palmeiras
ARBITRAGEM – Ricardo Marques Ribeiro (MG); Guilherme Dias Camilo (MG), Sidmar dos Santos Meurer (MG)

INTERNACIONAL x SÃO PAULO
Domingo, Beira Rio, 16h
INTERNACIONAL – Problemas – Rodrigo Moledo (recuperação física) – Time provável (4-1-4-1) – Marcelo Lomba, Fabiano, Émerson Santos, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; William Pottker, Edenílson, Patrick e Nico López; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann
Últimos cinco jogos – dvedv
SÃO PAULO – Problemas – Éverton (machucado), Arboleda (seleção equatoriana) – Time provável (4-4-2) – Sidão, Bruno Peres, Bruno Alves, Ânderson Martins e Edimar; João Rojas, Hudson, Jucilei e Reinaldo; Nenê e Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre
Últimos cinco jogos – deeev
CURIOSIDADE – Diego Aguirre foi técnico campeão gaúcho pelo Internacional, em 2015.
RETROSPECTO – O São Paulo empatou duas vezes e venceu duas das últimas quatro visitas ao Rio Grande do Sul, contra o Internacional. Um dos jogos foi no estádio Centenário, em Caxias do Sul. O Inter não vence no Beira Rio desde 2012.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Bráulio da Silva Machado (SC); Kléber Lúcio Gil (SC), Neuza Inês Back (SC)

VASCO x CRUZEIRO
Domingo, São Januário, 16h
VASCO – Problemas – William Maranhão (terceiro cartão), Desábato (machucado) Vinícius Araújo (machucado), Lenon (machucado), Martin Silva (seleção uruguaia) – Time provável (4-1-4-1) – Fernando Miguel, Yago Pikachu, Luiz Gustavo, Leandro Castan e Ramon; Andrey; Andrés Rios, Raul, Fabrício e Henrique; Maxi López. Técnico: Alberto Valentim
Últimos cinco jogos – eeeve
CRUZEIRO – Problemas – De Arrascaeta (seleção uruguaia), Éderson (seleção brasileira sub-20) – Time provável (4-2-3-1) – Rafael, Ezequiel, Manoel, Murilo e Patrick Brey; Lucas Romero e Bruno Silva, Mancuello, Rafael Sóbis e David; Fred. Técnico: Mano Menezes
Últimos cinco jogos – vedev
CURIOSIDADE – Este ano, houve três jogos entre os dois clubes. Dois empates no Mineirão, por 0 x 0 na Libertadores e 1 x 1 no Brasileiro. Uma goleada cruzeirense por 4 x 0 em São Januário, pela Libertadores.
RETROSPECTO – O Cruzeiro venceu seis e empatou uma de suas últimas sete visitas a São Januário. O Vasco venceu pela última vez em 2006, por 1 x 0, gol de Ramon.
PALPITE – Empate
ARBITRAGEM – Marcelo Aparecido de Souza (SP); Anderson José de Moraes Coelho (SP), Bruno Salgado Rizo (SP)

ATLÉTICO MINEIRO x AMÉRICA MINEIRO
Domingo, Independência, 18h
ATLÉTICO – Problemas – Chará (seleção colombiana), Zé Wellison (machucado, dúvida) – Time provável (4-1-4-1) – Victor, Émerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adílson; Luan, Elias, Galdezani e Leandrinho; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi
Últimos cinco jogos – dvdev
AMÉRICA MINEIRO – Problemas –Leandro Donizete (terceiro cartão), Wesley (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – João Ricardo, Aderllan, Matheus Ferraz, Messias e Carlinhos; David e Zé Ricardo; Juninho, Gérson Magrão e Luan; Rafael Moura. Técnico: Adílson Batista
Últimos cinco jogos – deede
CURIOSIDADE – Adílson Batista, atual técnico americano, foi jogador do Atlético em 1994, no time conhecido como Sele Galo. Foi semifinalista do Brasileirão.
RETROSPECTO – Houve quatro clássicos neste ano, com quatro vitórias do Atlético.
PALPITE – Atlético
ARBITRAGEM – Flávio Rodrigues de Souza (SP); Alex Ang Ribeiro (SP), Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo

ATLÉTICO PARANAENSE x SPORT
Domingo, Arena da Baixada, 19h
ATLÉTICO PARANAENSE – Problemas – Pablo (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Santos, Jonthan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Wellington e Lucho González; Nikão, Raphael Veiga e Marcinho; Marcelo Cirino; Pablo. Técnico: Tiago Nunes
Últimos cinco jogos – vvdvv
SPORT – Problemas – Rogério (machucado), Sander (terceiro cartão), Jair (terceiro cartão) – Time provável (4-2-3-1) – Magrão, Raul Prata, Ronaldo Alves, Adryelson e Evandro; Marcão Silva e Felipe Bastos; Marlone, Gabriel e Mateus Gonçalves; Michel Bastos. Técnico: Mílton Mendes
Últimos cinco jogos – vddde
CURIOSIDADE – Milton Mendes, técnico do Sport, apareceu para o cenário brasileiro como treinador do Atlético Paranaense, em 2015.
RETROSPECTO – O Sport venceu na Arena da Baixada pela última vez em 2014, por 1 x 0. De lá para cá, são duas vitórias do Atlético e um empate.
PALPITE – Atlético Paranaense
ARBITRAGEM – Wágner Reway (MT); Émerson Augusto Carvalho (SP), Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)

CEARÁ x BOTAFOGO
Segunda-feira, Castelão, 20h
CEARÁ – Problemas – Luiz Otávio (terceiro cartão), Leandro Carvalho (contrato com o Botafogo), Arnaldo (contrato com o Botafogo) – Time provável (4-2-3-1) – Éverson, Samuel Xavier, Luiz Otávio, Valdo e Felipe Jonathan; Edinho e Richardson; Éder Luís, Juninho Quixadá e Calyson; Arthur. Técnico: Lisca
Últimos cinco jogos – vdvev
BOTAFOGO – Problemas – Léo Valencia (machucado), Marcinho (terceiro cartão), Gatito Fernandez (machucado), Jéfferson (machucado) – Time provável (4-1-4-1) – Saulo, Luís Ricardo, Carli, Igor Rabello e Moisés; Jean; Luiz Fernando, Matheus Fernandes, Lindoso e Erik; Kieza. Técnico: Zé Ricardo
Últimos cinco jogo – vevdv
CURIOSIDADE – No primeiro turno, empate por 0 x 0, no Nílton Santos.
RETROSPECTO – Houve uma vitória do Botafogo e três empates nos últimos quatro encontros em Fortaleza. A última vitória do Ceará aconteceu em 1975.
PALPITE – Ceará
ARBITRAGEM – Raphael Claus (SP); Danilo Ricardo Manis (SP), Rogério Pablos Zanardo (SP)


Cruzeiro sai na frente com time todo acima dos 30 anos
Comentários Comente

PVC

A surpreendente decisão de Mano Menezes de escalar Ariel Cabral no lugar de Lucas Silva deixou o Cruzeiro com todos os seus onze jogadores com 30 anos ou mais. Não há na história da Copa do Brasil um campeão assim. Nem no Campeonato Brasileiro. Ariel Cabral não deu a criação que Mano Menezes desejava e o Cruzeiro não conseguiu roubar bolas no campo de ataque. Caiu por meia hora na armadilha do Corinthians, sempre com triângulos de marcação em torno do cruzeirense com a bola.

Até que um lançamento de Thiago Neves, invertendo o eixo da direita para a esquerda, encontrou Egídio no mano a mano com Romero. No um contra um, o lateral conseguiu o drible e o cruzamento. Barcos segurou a defesa com o corpo e Thiago Neves marcou 1 x 0.

Antes, houve chances de Thiago Neves aos 18 minutos, defesa de Cássio, e aos 34, na trave direita do goleiro corintiano.

O Corinthians repetiu a estratégia do Maracanã, contra o Flamengo. Renunciou ao ataque por praticamente todo o tempo. Não chutou nem sequer uma bola no alvo de Fábio e Jair Ventura foi tímido nas substituições. Colocou Pedrinho no lugar de Clayson, em vez de Matheus Vital, como poderia fazer. Depois, escalou Araos na vaga de Matheus Vital, que saiu de campo com atraso. Aos 37 da segunda etapa, tirou Jádson e colocou Émerson Sheik. Poderia ter escalado um atacante na vaga de um volante e recuado Jádson para a armação mais cedo.

À medida em que o tempo passou, o Cruzeiro recuado sonhava com um contra-ataque. O Corinthians cercava a área de Fábio sem criatividade para ameaçar de verdade, exceto em raras bolas paradas. A timidez cruzeirense também não permitiu que a vantagem se ampliasse. A torcida azul pode lamentar o aperto do 1 x 0. Mas a vantagem é mineira, porque a equipe de Mano Menezes é muito forte como visitante.

FINAL
JOGO DE IDA
Quarta-feira, 10/outubro/2018
CRUZEIRO 1 x 0 CORINTHIANS – 21h45
Local: Mineirão (Belo Horizonte); Juiz: Ânderson Daronco (RS); Gols: Thiago Neves 46 do 1º; Cartão amarelo: Léo Santos (38’), Jádson (42’), Thiago Neves (60’), Egídio (71’), Henrique, Araos (88’); Expulsão: Araos 47 do 2o
CRUZEIRO: 1. Fábio (6), 22. Edílson (6,5), 26. Dedé (7), 3. Léo (6,5) e 6. Egídio (7); 8. Henrique (7) e 5. Ariel Cabral (6); 19. Robinho (6,5), 30. Thiago Neves (7,5) (11. David 36 do 2º (sem e 18. Rafinha (7) (7. Rafael Sóbis 43 do 2º (sem nota)); 28. Barcos (7) (17. Raniel 28 do 2º). Técnico: Mano Menezes
Banco: 12. Rafael, 2. Ezequiel, 25. Marcelo Hermes, 4. Murilo, 29. Lucas Romero, 16. Lucas Silva, 20. Bruno Silva, 21. Mancuello, 7. Rafael Sóbis, 11. David, 17. Raniel
CORINTHIANS: 12. Cássio (7), 23. Fágner (6), 14. Léo Santos (5,5), 3. Henrique (5,5) e 35. Danilo Avelar (6); 15. Ralf (5,5); 11. Romero (5,5), 5. Gabriel (6), 22. Matheus Vital (4) (16. Araos 21 do 2º (6)) e 25. Clayson (5,5) (38. Pedrinho 15 do 2º (5)); 10. Jádson (5) (47. Émerson Sheik 35 do 2º (sem nota)). Técnico: Jair Ventura
Banco: 27. Wálter, 33. Carlos, 13. Marllon, 34. Pedro Henrique, 2. Mantuan, 20. Danilo, 17. Thiaguinho, 21. Sergio Díaz, 47. Émerson Sheik, 38. Pedrinho, 7. Jonatas