Blog do PVC

Arquivo : juventus

Velha conhecida
Comentários Comente

PVC

A Juventus está nas quartas-de-final da Champions League graças a uma virada fantástica.

Mérito de Dybala, de Khedira, mas principalmente de Gonzalo Higuain.

Vinte dias de ausência e, mesmo assim, o argentino voltou tinindo, capaz de um gol e de um passe para Dybala definir o jogo. Tudo em três minutos, entre os 19 e os 22 do segundo tempo.

Na primeira etapa, dominada pelo Tottenham, a Juventus já havia dado um sinal. Houve pênalti escandaloso sobre Douglas Costa. Não marcado.

Então, a supremacia inglesa apareceu, com grande participação de Harry Kane, que quase marcou num chute do bico esquerdo da grande área, e excelente atuação do sul-coreano Son, dono de uma temporada brilhante. Foi dele o gol, ao receber passe de Trippier.

No segundo tempo, o Tottenham também teve oportunidades, mas a Juve foi fatal.

Bola aérea que a defesa inglesa observou apenas. Khedira desviou de cabeça e Higuain marcou.

Logo depois, Khedira fez o passe para Higuain marcar.

Nas últimas três edições da Champions, a Juve disputou duas finais. Não convém menosprezar.


Tottenham e City brilham com talento danês e alemão
Comentários Comente

PVC

Gundogan só não fez chover na goleada do Manchester City sobre o Basel, no Saint Jakob Park. Não apenas pelos dois gols, mas por sua participação defensiva. Foram seis desarmes e uma interceptação, o rei do meio-de-campo na Basiléia. Não pense que o Basel era presa simples, porque a história recente mostrou clubes ingleses sofrendo contra o suíços. O Chelsea perdeu por 2 x 1 em Londres, em 2013, o Manchester United foi eliminado pelo Basel na fase de grupos da temporada 2011/12.

O melhor jogador do Manchester City na temporada é Kevin De Bruyne, mas na Basiléia foi o talento de Gundogan o fator fundamental para a goleada.

No jogo da noite europeia, o dinamarquês Eriksen destruiu.
Do ponto de vista das jogadas decisivas, Delle Ali foi mais, porque deu o passe para Harry Kane diminuir para 2 x 1 e estava envolvido no lance em que o árbitro alemão Felix Brych marcou falta. Cobrada por Eriksen, a falta resultou no gol de empate.

Eriksen já havia feito passe preciso na cabeça de Harry Kane, que só não diminuiu o marcador quando o jogo estava 2 x 0, porque Buffon fez grande defesa. Foi o melhor em campo, apesar de grandes atuações de Gonzalo Higuain — perdeu o pênalti — de Delle Ali e do fator fundamental, Harry Kane. Eriksen fez o gol de empate, contando com a colaboração de Buffon, que antes havia salvado o lance de Kane, criado pelo meia dinamarquês.

A impressão depois do primeiro dia de oitavas-de-final é que haverá dois ingleses nas quartas.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>